quinta-feira, 27 de abril de 2017

JESUS CRISTO O DEUS FILHO!

Respondendo ao questionamento de um amigo!

Examinai as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim (João 5.39). No principio era o verbo, e o verbo estava com Deus, e o verbo era Deus. Ele estava no principio com Deus. Todas as cousas foram feitas por intermédio dele e, sem ele, nada do que foi feito se fez. (João 1. 1-2)
Porque muitos são os seguimentos “chamados cristãos” que não acreditam que Jesus Cristo é Deus? Essa questão Jesus já respondeu: Nem todo  o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus (Mateus 7.21-23).
O Senhor Jesus explicando a Sua missão disse: Pois assim como o Pai ressuscita e vivifica os mortos, assim também o Filho vivifica aqueles a quem quer. O Pai a ninguém julga, mas ao Filho confiou todo julgamento, a fim de que todos honrem o Filho do modo por que honram o Pai. Quem não honra o Filho não honra o Pai que o enviou. (João 5. 21-25).

Jesus Cristo é o verdadeiro Deus e deve ser adorado.  (I João 5. 20) Também sabemos que o Filho de Deus é vindo e nos tem dado entendimento para reconhecermos o verdadeiro; e estamos no verdadeiro, em seu Filho, Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.   Por isso Jesus pode dizer: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim (João 14. 6)

Preste atenção nas heresias diabólicas que andam pregando por ai, veja o que está escrito: Porque muitos enganadores têm saído pelo mundo fora, os quais não confessam Jesus Cristo vindo em carne, assim é o enganador e o anticristo. Todo aquele que ultrapassa a doutrina de Cristo e nela não permanece não tem Deus; o que permanece na doutrina, esse tem tanto o Pai como o Filho. Se alguém vem ter convosco e não traz  esta doutrina, não o recebais em casa, nem lhe deis as boas vindas. Porquanto aquele que lhe dá boas vindas faz-se cúmplice das suas obras más. (2 João 1. 7-11).
Espero ter Biblicamente esclarecido a sua dúvida. Que Deus te abençoe em nome de Jesus!
Enéas Cândido de Lara



segunda-feira, 24 de abril de 2017

PERDER: é para você um verbo de difícil conjugação ?

Certa vez um menino estava pronto para ir na igreja e, seu pai o chamou e disse: filho aqui está duas moedas, uma você compra um sorvete e, a outra você dá de coleta. Então lá vai ele alegre andando e de repente, tropeça e uma das moedas cai na galeria de um esgoto. Então, olhando para a profunda galeria disse: acabei de perder a coleta!...? 

Quando tiramos os nossos olhos da nossa corrompida humanidade, para  focalizar nossa vida com Deus, quão grande e total  é a diferença  que temos que assumir em nossos posicionamentos. E o Senhor Jesus falando da grande mudança que tem que ocorrer na vida do pecador, Ele disse:"Aquele que não nascer de novo, não entra no reino dos céus".(João 3. 3). Isto é: Mudança radical e total da nossa natureza terrena, deixar de sermos criaturas carnais, para sermos espirituais. Ou seja, deixarmos de viver para satisfazer a nossa carne, para viver para satisfazer a vontade Santa de Deus.
 Isso só é possível, quando  o agir misericordioso do Espírito Santo nos tocar, abrindo os nossos olhos para que possamos ver a glória dos céus.  Ai, então, o perder se torna em grande alegria de uma eterna vitória. Veja o que o Senhor Jesus disse:"Quem acha a sua vida perdê-la-á, e quem perde a sua vida por minha causa achá-la-á (Mateus 10 .39). O apóstolo Paulo falando da sua fé e convicção do privilégio de viver a nova e gloriosa experiência com Cristo Jesus, disse:"Mas o que, para mim, era lucro, isto considerei perda por causa de Cristo. Sim, deveras considero tudo como perda, por causa da sublimidade do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; por amor do qual perdi todas as cousas e as considero como refugo, para conseguir Cristo"(Filipenses 3. 7-8).
Ganhar ou perder?  eis ai  o sério desafio! Talvez, vivamos desatentos e até duvidamos da seriedade deste proposto e  inflexível desafio, que deverá ocorrer na vida daquele que aspira viver a outra vida, ou seja; a vida eterna. Depois da morte, haverá ressurreição, e ganharemos um novo corpo, sem as limitações da nossa humanidade, para comparecermos diante de Deus, afim de passarmos pelo julgamento da Sua JUSTA JUSTIÇA. Aquele dia será de uma grande e sofrível dor, como nunca homem algum já experimentou, quando o perdido pecador  receber a sentença de eterna condenação, de separação definitiva de Deus, por ter  em desobediência escolhido a glória do mundo, e seus prazeres carnais, não atinando para existência de um Deus que é Santo e que exigiu que os Seus filhos o fossem também.(I Pedro 1. 16)"Sede santos, porque eu sou santo".   Mas, que glória tremenda será para aqueles que desprezaram os manjares da farta mesa de satanás, com todas as fantasias e sedutoras tentações, que amplamente o mundo hoje nos oferece. Nesse dia, o salvo, resgatado pela fé  em Cristo Jesus, que lavou  as suas vestiduras no sangue do Cordeiro,  sendo assim, lavado, purificado, justificado, alvo mais que a neve, receberá a coroa da vida, e entrará para reinar com Cristo Jesus por toda a eternidade. A enfase do ensinamento de Cristo Jesus é: Tem que ser diferente, tem que ser luz do mundo, tem que ser sal da terra, para que as outras pessoas vejam em nós, o refletir da beleza, amor, santidade, de um Deus que nos comprou por um altíssimo preço, transformando-nos em filhos amados do Seu reino.
Pense nessa séria advertência da palavra de Deus, e tome uma sábia  decisão.
"Hoje, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração"(Hebreus 4. 7)

Que Deus te abençoe, em nome de Jesus!
Enéas Cândido de Lara

Disse Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida!

                                                                           
Texto:  João 11. 25.

A Palavra de Deus nos diz que o Senhor Jesus viveu a nossa vida e morreu a nossa morte, só que em termos incomparavelmente muito mais sofrível, daquela que nós temos que enfrentar um dia. 

Não adianta ter medo, bater na madeira três vezes, fazer sinal da cruz, recorrer a sabedoria, a ciência, o poder do dinheiro... essa força irresistível, imutável que nós não podemos fazer nada para escapar dela, porque é um decreto irrevogável de Deus. E por ser decreto de Deus, não tem isenção para ninguém, desde  o mais nobre até o mais humilde Ser humano, ninguém poderá escapar da hora da morte. (Gênesis 2. 16-17) Disse Deus:” De todas as arvores deste jardim poderá comer, mas desta aqui no meio do jardim não comerás; porque no dia que dela comeres; CERTAMENTE MORRERÁS !   Adão e Eva desobedeceram e comeram. Então, o decreto de Deus passou a existir para o homem e, por conseqüência ha todo ser vivo que habita neste mundo .
Entretanto, o imensurável amor com que Deus nos amou, mesmo nós não sendo merecedores, Ele providenciou um escape, uma saída, uma libertação que pela fé em Cristo Jesus seu amado Filho, podemos ser livres da segunda morte, a mais cruel, porque ela é a eterna separação de Deus. Jesus para nos libertar da lugubridade das trevas da morte, Ele nos transportou para o Seu reino de luz, comprando-nos com o Seu sangue inocente derramado naquela maldita cruz. Se todos nós temos que pagar o preço da desobediência de nossos primeiros pais, morrendo a morte física, a qual; saiu do pó e em pó se tornará, porém o espírito que em nós habita ele é imortal veio de Deus e voltará para Deus que o deu.(Eclesiastes 12.7) 
Aquele que confia na graça salvadora de Cristo Jesus pode descansar na segurança das suas infalíveis promessas. Disse Jesus:Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou TEM VIDA ETERNA, não entra em JUÍZO, mas passou da morte para a vida”(João 5. 24) Essa é a garantia que Jesus prometeu; que se você ouvir a Sua palavra, e aceitá-Lo em seu coração como salvador de sua alma, terá assegurada a vida eterna. Disse Jesus: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra viverá, e todo o que vive e crê em mim não morrerá eternamente. (João 11. 25)O que Jesus está falando é da segunda morte, ou seja; a condenação a perdição eterna. E para aquele que crê, Jesus fez outra promessa: “As minhas ovelhas ouvem a minha voz, Eu as conheço e elas me seguem, e Eu lhes dou vida eterna; jamais perecerão, e ninguém as arrebatará da minha mão”.(João 10. 27-28).
Por isso, aquele que crê em Cristo Jesus não vê a morte  como um mal, ainda que essa separação nos traga na alma profunda dor e copiosas lágrimas de saudades, temos a certeza que a partida de nosso ente-querido foi simplesmente uma chamada, um recolhimento do Senhor Jesus para a gloriosa promoção há cidadão do reino Celestial. Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos.(Salmo 116. 15) Diante dessa grande tragédia que passou a fazer parte das nossas vidas (a morte) isso nos incita a uma intrigante pergunta: Estás preparado para este inevitável dia?
Se a resposta for NÃO!, procure imediatamente acertar tua vida com Deus enquanto Jesus é salvador, porque depois da morte Ele passará a ser juiz .”E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo (Hebreus 9. 27) A tua grande chance é HOJE, porque amanhã pode ser muito tarde. HOJE, se ouvirdes a sua voz, não endureçais o vosso coração”(Hebreus 3. 15)
Que Deus tenha misericórdia da tua vida e faça entender HOJE, o seu gracioso e urgente convite!
Enéas Cândido de Lara

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Os privilégios e responsabilidades de um filho de Deus !


QUEM, SENHOR, HABITARÁ NO TEU TABERNÁCULO? QUEM HÁ DE MORAR NO TEU SANTO MONTE?
(Salmo 15. 1)

Quanta saudade tenho da minha infância, quando ia visitar meu tio João. Morava no campo e perto da sua casa tinha  um grande pomar. Então me lembro subindo nas grandes mangueiras e ter o privilégio de escolher a fruta mais bonita e poder saborear no embalo da suave brisa daquelas manhãs. E quando chegava a noite sentávamos envolta de uma fogueira, tendo por cobertura um incrível Céu estrelado para ouvir as historias do tio João. Era historias hilárias, mas ao mesmo tempo de grande preocupação, quando então; contava do Lobisomem da meia noite, do Saci de uma perna só, do caipora das matas. etc. etc. Sabe, viver aquele tempo era como desfrutar de um paraíso. Contudo, quando analisamos aquele pedacinho de felicidades, podemos ver que isso era só para nós crianças, mas para os adultos que moravam lá, a coisa era bem diferente. Tinha o labor do capinar o dia todo debaixo de um Sol escaldante de (30 graus) .

O autor do (Salmo 84) fala do anelo de sua alma pelas moradas do altíssimo. O (V. 2) diz: “A minha alma suspira e desfalece pelos átrios do Senhor”. Quando nos lemos estas palavras percebemos que nós muitas vezes temos sido eternas crianças em nossas vidas espirituais. Que só queremos usufruir das bênçãos do Senhor, sem se preocupar com o implícito e árduo labor da sua seara. Tem crentes que amam o (v.7)” Vão indo de força em força.(ou seja; de benção em benção, de gloria em gloria). Mas se esquecem que para habitarem nas moradas do Altíssimo, é preciso antes de tudo assumir compromissos e responsabilidades de servo.
Enquanto aqui vivermos, receberemos as copiosas bênçãos que Deus graciosamente as derrama a todos. (Mateus. 5. 45) “Ele faz nascer o sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos”. Entretanto, aqueles que não tem compromisso de vidas transformadas, que não tiveram um real encontro com Cristo Jesus, um nascer de novo, não podem alcançar o galardão glorioso de adentrar no descanso das moradas do Altíssimo.
(Quando nós viajamos e ficamos longe de casa por vários dias, começamos a ficar saudoso do nosso lar. Podemos estar hospedados em hotéis (5 estrelas), mas a nossa cama, que saudade!. Pode até não ser tão luxuosa, mas não tem nada melhor como um repousar no aconchego da nossa casa.)
 Enquanto o  homem não entregar sua vida a Jesus, e não abrir seu coração para ser ocupado por Ele, não encontrará o verdadeiro e eterno descanso.
Serão como crianças a viverem a momentânea e passageira alegria de uma noite.... que não só pode virar saudades, como também um eterno e sofrível pesadelo.

Para você meditar!
Que Deus ricamente abençoe a tua vida, em nome de Jesus. Amém!

Enéas Cândido de Lara

quarta-feira, 19 de abril de 2017

A CRUZ DE CRISTO: A maior obra de eterno amor, que Deus já realizou no mundo!

A Crucificação de Cristo Jesus;  uma aparente derrota,  transformada em gloriosa vitória!
Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor, no qual temos a redenção, a remissão dos pecados (Colossenses 1.13) e capitulo (2. v.14) tendo cancelado o escrito de divida , que era contra nós e que constava de ordenanças, o qual nos era prejudicial, removeu-o inteiramente, encravando-o na cruz”.

Parece contraditório ler na Bíblia que o Senhor Jesus saiu vitorioso pela morte na cruz. Ele foi rejeitado pelo povo, traído por um dos Seus discípulos, abandonado por todos os outros, e sentenciado à morte por decisão de um governador romano. Aparentemente todas as esperanças dos que criam nEle estavam perdidas. Porém, de fato, Ele que estava ali na mais profunda fraqueza, cravado naquele vergonhoso e maldito madeiro, obtivesse tão grande e imensurável vitória. Antes de morrer, Ele exclamou: “Está consumado”! Então, entregou o Espírito a Deus, Seu Pai, e entrou voluntariamente na morte. Oferecendo assim Sua vida em sacrifício pelo pecado, cumprindo a missão que Deus lhe houvera dado. Nada O deteve em Seu amor ao Pai e, ao perdido pecador. Sua morte e gloriosa ressurreição  é o triunfo explicitado do maior amor de Deus para com o homem perdido.  Agora, Ele é o Salvador vivo que intercede por todos os que confiam nEle; pois, por meio de Sua morte, os livrou do juízo pelo pecado, do temor da morte e da escravidão do diabo. Sim, essa vitória adquirida há um preço tão alto, o Senhor Jesus transmite ao pecador todos os dias.
 Graças a Deus que nos dá a vitória por nosso Senhor Jesus Cristo” (I Coríntios 15. 57). Disse Jesus:”Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna(João 3. 16)....por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus”(V. 36).

Pense nessa advertência de amor, que a palavra de Deus trás a você. E, que a Sua misericórdia e graça te abençoe grandemente, em nome de Jesus!

Enéas Cândido de Lara

sábado, 15 de abril de 2017

Ele não está aqui, mas RESSUSCITOU. ALELUIA!!!



Tragada foi a morte pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão? O aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei.(I Corintios 15. 55-56) Mas, de fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo ele as primícias dos que dormem. Visto que a morte veio por um homem, também por um homem veio a ressurreição dos mortos. Porque, assim como, em Adão, todos morrem, assim também todos serão vivificados em Cristo (I Corintios 15. 20-22). Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.(Romanos 6. 23).
Ouçam a mensagem cantada deste belo hino. Que Deus os abençoe em nome de Jesus!
Enéas Cândido de Lara
Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger