quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

SE O GRÃO NÃO MORRE !

Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto (João 12.24)
A germinação é um pequeno milagre que se repete na natureza, milagre sem o qual a humanidade estaria condenada a morrer de fome. Jesus usou essa imagem várias vezes, particularmente para explicar esse extraordinário fato: Ele como o Cordeiro de Deus que foi enviado ao mundo,  deveria passar pela morte, ser sepultado e ressuscitar ao terceiro dia para dar vida eterna a todos os que creiam nEle. 

Que  graciosa e grande colheita! Quando esteve na terra, o Senhor Jesus difundiu a Palavra de Deus incansavelmente, como um semeador. E o fez apesar da ferrenha oposição, da contradição e das dificuldades. Tendo um corpo  humano igual ao nosso, Ele  entristeceu, chorou as dores desta vida, gemeu, suspirou por sentir a grande tragedia  que maculou todo o ser humano pelo pecado. De antemão via a magnifica colheita que representam todos os verdadeiros salvos do mundo e de todos os tempos. Porém, para Ele, quantas lutas, sofrimentos até à cruz!.
 “Jesus....pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus”(Hebreus 12.2)
Ao seguir seu Mestre, cada discípulo olha para o campo e ouve Sua voz que diz:A seara é realmente grande, mas poucos os ceifeiros. Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande ceifeiros para a sua seara"(Mateus 9.37-38).
Você meu querido leitor, está participando dessa divina missão, como um ceifador na seara do Senhor?
(Salmo 126.6) “Quem sai andando e chorando, enquanto semeia, voltará com jubilo, trazendo os seus feixes.
Enéas Cândido de Lara

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

A salvação é de Graça...mas, a consequência NÃO !



Disse Jesus:" Aquele que quiser vir após mim, a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua Cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; quem perder a vida por minha causa, esse a salvará. (Lucas 9. 23- 24)

Este condicional estabelecido  por Jesus, quando somente lemos com olhos humanos, parece-nos uma mensagem duríssima, antipática e até impraticável.  Porque, a sua determinação exige de nós uma renuncia total, entre a vida humana corrompida e pecadora e, a vida Espiritual. O pecado cometido no Éden foi brutal, desastroso, tanto que só poderia haver restauração ( perdão da cometida ofensa) pelo sacrifício da vida de um justo, (Jesus Cristo) que no derramar do seu sangue em propiciação pelos pecados do penitente pecador, salva a sua alma da condenação eterna.

Diante do pecado de nossos primeiros pais, toda a raça humana foi maculada, tornado-se assim, em perdidos pecadores. (Romanos 5. 12) O amor sobrenatural ,  de Deus o Pai, para com a sua criatura, o fez diante da sua (justa justiça) se prontificar a pagar o preço do resgate, entregando a vida de Cristo Jesus seu Filho em sacrifício único, aceitável para remissão dos pecados de todos os homens que nele crer. (João 1. 7)"O sangue de Cristo Jesus, seu Filho nos purifica de todo o pecado"Agora, quando o perdido pecador é alcançado pela graça, ele é lavado, restaurado, justificado e pela obra sacro-santa do calvário, ele pela injetada fé em seu coração através do trabalhar do Espírito Santo, então, se torna limpo, justo e santo.
Contudo, terá que conviver num mundo de homens perversos, violentos, corruptos, injustos que contrastam com a vida de uma nova criatura que deixou de viver na carne, para viver no Espírito. Isso, causa no coração do crente uma grande tristeza e aborrecimento. Disse Jesus:"Se vos fosseis do mundo, o mundo amaria o que era seu; como, todavia, não sois do mundo, pelo contrario, dele vos escolhi, por isso, o mundo vos odeia"(João 15. 19).  Além de tudo, vivemos com esta vestimenta carnal, maculada, corrompida e tendenciosa para as coisas da carne. "Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito contra a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura seja do vosso querer"(Gálatas 5. 17). 
Temos que dominá-la mantendo-a  sobre constante vigilância, usando para isso as armas do Espírito.(Efésios 6. 10-18)"Revesti-vos de toda a armadura de Deus para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo".
Essa é a conseqüência que implica em alto preço humano de uma renuncia total, do negar-se a si mesmo, do nascer de novo, do fazer morrer a nossa carnalidade nos feitos e nos desejos de nossos  instintos carnais, para uma vida voltada para a santificação.
Porque; coração, olhos, pensamentos uma vez sendo iluminados pelo Espírito Santo, muito embora, não nos isente das tentações, temos da parte de Cristo o poder consolador de já sermos mais que vencedores. Por isso, não importa o tamanho do preço que temporariamente tenhamos que pagar. Nós já temos a vitória  imensurável da gloriosa conquista da vida eterna, comprada e paga pelo altíssimo preço do sacrifício de Cristo Jesus, para todo o que Nele crê . Aleluia!

Que Deus te abençoe, meu querido leitor desta mensagem, em nome de Jesus!

Enéas Cândido de Lara

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Quando O Crente Duvida De Deus - Rev. Rosther Guimarães Lopes - Culto Ma...

Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.(I João 5.4)

No século II d.C. viveu na cidade de Cartago, Tunísia uma jovem por nome de Perpétua. Ela tinha um filho de pouca idade, quando foi presa por ordem do imperador Sétimo Severo. O crime dela? Ser cristã. Seu pai já era idoso e a amava muito. Quando soube da prisão, veio suplicar-lhe que renunciasse sua fé. Perpétua se recusou. Tentaram convencê-la lhe concedendo alguns favores: aliviaram as torturas e lhe trouxeram seu filho. As vésperas do julgamento, seu pai voltou a visitá-la: “Filha minha, tem piedade de meus cabelos brancos. Não me exponha à dor e à vergonha de vê-la morrendo no anfiteatro”. Então se jogou aos pés da filha e chorou. No momento do interrogatório, com a sala de audiência lotada, seu pai correu até a acusada levando o netinho nos braços. Ele novamente implorou para que perpétua negasse sua fé. E até o juiz falou: Tenha piedade de seu pai e de seu filho. Ofereça um sacrifício ao imperador. Ela respondeu:
Não posso, eu sou Cristã!.----Você é Cristã?----Sim, sou!

Diante disso; ela foi condenada a ser jogada as feras no dia em que imperador daria uma festa. Perpétua foi levada ao suplicio juntamente com outros mártires.
Antes de ser jogada na arena e ser estraçalhada por famintos Leões, eles  se abraçaram e louvaram a Deus, pois sabiam que em breve estariam com o Senhor. 

Será que hoje estamos isentos de toda essa dramaticidade?

É claro que em termos sim, pois hoje não existe mais arenas, leões famintos sendo alimentados por carne humana, mas não se engane: ler sobre a vida e morte dos mártires pode ser extremamente edificante, porém, hoje o Senhor ainda exige o mesmo alto preço daqueles que querem segui-lo. Isto é: não para ganhar a salvação, pois a salvação é somente pela graça mediante a fé no sacrifício de Cristo Jesus. O alto preço é justamente a consequência de sermos transformados, renascidos em uma "Nova Criatura" e alçados ao glorioso patamar de filhos de Deus, por Cristo Jesus o Salvador. Disse Jesus:(Lucas 14.26)”Se alguém vier à mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e ainda  a sua própria vida, não pode ser meu discípulo”. Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro”(Romanos 8:36).

Existe várias maneiras de se morrer. Os primeiros cristãos pagaram com a própria vida por não negarem a fé. Hoje, também, essa violência absurda continua acontecendo em certos países do mundo . Mas, a Palavra de Deus nos exorta que devemos morrer sim! Não, necessariamente a morte física, mas a  nossa natureza terrena, como: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria; por estas cousas é que vem a ira de Deus {sobre os filhos da desobediência} (Colossenses 3.5.)

Disse Jesus: Em verdade, em verdade te digo que,se alguém não "nascer de novo", não pode ver o reino de Deus..........e continuando explicou: O que é nascido da carne é carne;e o que é nascido do Espírito é espírito(João 3. 3-5.6).

Por amor há  Cristo Jesus teu Salvador, estará  disposto a submeter a tais procedimentos?

Pense nisso!
Enéas Cândido de Lara

domingo, 7 de janeiro de 2018

Você conhece o seu maior inimigo?


"O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar"(I Pedro 1. 8)

O Senhor Jesus em seus  ensinamentos  sempre bateu  nessa tecla, quanto a termos vigilância e estarmos preparados, não só por não sabermos o dia em que vamos encontrar com Deus, mas o de estarmos preparados contra as investidas do diabo, que anda em nosso derredor como leão ferido e, ferozmente alucinado, tentando encontrar uma brecha, um descuido para  nos devorar. O diabo tem um grande aliado contra nós, e, ele usa dele para nos  fazer pecar, desviando-nos  da comunhão com Deus. E esse aliado poderoso do diabo é a nossa  carne, o nosso Eu. "Nós somos o maior inimigo de nós mesmos!."
Veja o que está escrito: Porque a carne milita contra o Espírito, e o Espírito, conta a carne, porque são opostos entre si; para que não façais o que, porventura, seja do vosso querer"(Gálatas 5. 17)
Precisamos, como disse o apostolo Paulo:"Fazei morrer  a vossa natureza terrena"(Colossenses 3. 5) Enquanto o homem não se der conta disso, será sempre derrotado pelo diabo.  O apostolo Paulo falando desse constante perigo disse: "Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo; porque a nossa luta não é contra a carne e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestiais"(Efésios 6. 11-12)
 Certos pregadores andam afirmando que nós não precisamos preocuparmos com o diabo, porque ele é um derrotado e nada pode fazer contra nós.  Isso não é verdade. O crente que tem uma vida santificada, que nasceu de novo, que renunciou o mundo e sua glória, que morreu para o mundo e, que agora vive uma vida nova em Cristo Jesus, o qual como Paulo pode dizer:" Já não sou eu quem vive, mas é Cristo que vive em mim, e esse viver que agora, tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim"(Gálatas 2. 20) A despeito de estarmos vivendo a gostosa experiência da nova vida, não devemos abaixar a guarda, vivendo displicentemente, mas vigilantes, e em comunhão  diuturnamente com Deus. Porque,  a exortação de Paulo foi dirigida a todos nós: "revesti-vos de toda armadura de Deus".
 Não menospreze o poder do inimigo, porque, como ele não teve medo de Jesus, mesmo sabendo que Jesus era o Filho do Deus eterno, ele veio estrategicamente no momento em que Jesus estava fisicamente  debilitado, faminto e  então, chega e oferece-O pão. Que oferta aparentemente providencial e oportuna fazia o diabo, só que ele não estava preocupado com a fome de Jesus, ele queria comprá-LO, corrompê-LO. E para isso ele usou  de recursos da glória que a ele foi dada, "O mundo".  (Mateus 4. 1-11)

 Graças a Deus que Jesus não se vendeu, e nem poderia fazê-lo, mas desgraçadamente como o diabo tem conseguido  comprar muitos crentes com a sua infernal tentação da glória e dos prazeres que tem o mundo.  Enquanto somos revestidos desta carne maculada pelo pecado, temos que viver uma vida de constante vigilância, sempre atentos para as ofertas que o diabo nos faz. Aquelas que até são aparentemente ingênuas, e até camufladas de inocência, mas que por trás vem carregada do veneno mortífero do pecado.
Precisamos estar unidos com Cristo glorificado.
Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as cousas lá do alto, onde Cristo vive, assentado á direita de Deus. Pensai nas cousas lá do alto, não nas que são aqui da terra; porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus. Quando Cristo, que é a vossa vida, se manifestar, então, vós também sereis manifestados com ele, em glória.(Colossenses 3. 1-4). 
Comece o Ano Novo com sabedoria e prudência, subjugando as  paixões humanas que emanam naturalmente dos instintos carnais corrompidos pela nódoa maldita do pecado, que entranhou à todo ser humano pelo pecado original no Éden (Romanos 5. 12).   
Que Deus vos  abençoes, fazendo-os em servos vigilantes, que não vivam mais para si mesmos, mas para servirem e glorificarem o nome Santo de Cristo Jesus, o nosso tão amado salvador.

Enéas Cândido de Lara

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Você já tem orado a Deus;assim como o fez Davi?


(Salmo 139. 23-24) Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos, e vê se há em mim algum caminho mau e guia-me pelo caminho eterno.
Será que tem existido em nós tanta fé quanto Davi tinha , quando orou pedindo: "Sonda-me ó Deus (vasculha todo o meu ser), e vê se há em mim algum caminho mau" 

Que nós possamos estar pedindo a Deus a luz reveladora do seu Santo Espírito, para que possamos  ver, assim como Ele nos vê a nós.  Não estamos tentando descobrir, e nem tão pouco preocupado com o que o mundo pensa de nós.  Podemos ter até o privilegio  de ser bem sucedido na vida,  as pessoas podem nos elogiar, enquanto Deus condena, ou podem condenar, enquanto Deus o aprova e se alegra em nós. Porque o homem olha para a aparência, mas Deus vê o coração. 
O desejo imprescindível que devemos ter é, se preocupar com (O que Deus está vendo em nós) Porque, de maneira nenhuma escaparemos daquele momento de ficarmos frente a frente com Deus. Então; Ele vai perguntar: O que você fez com a vida que eu te dei?  Todos os nossos segredos estarão desnudos, até aquele que nós abrigamos no recôndito mais incrustado da alma. A mascara que pode nos esconder dos homens, não esconderá de Deus.  É mais prudente descobrir hoje o que Deus pensa de nós, e não deixarmos para amanhã, postergando essa decisão. É melhor enquanto há tempo  passarmos pela “balança” de Deus", e se achados em falta, avaliar aquilo que carecemos e, imediatamente concertar as nossas vidas perante Ele. E para isso, eu tenho que me fazer essa pergunta.

O QUE DEUS ESTÁ VENDO DE MIM?.                                     
Quando Deus tem olhado pra mim, o que Ele tem visto ?
Tenho sido para Deus a razão da Sua alegria?Tenho vivido uma vida junto a Deus, e que, as pessoas quando olha pra mim tem visto alguém diferente, cuja vida tem refletido o resplendor da  sua Santidade e misericórdia?Como  tenho obedecido a sua palavra ?A minha atitude e o meu comportamento tem-lhe agradado?A minha consciência  esta em paz? Tenho  o coração triste, quando tomo certas decisões ou, vou a certos lugares? Tenho abdicado do mundo e sua gloria por amor a Jesus?É bom que a gente não esqueça, que o Senhor Jesus por tão grande amor deixou temporariamente a gloria do Céu, o poder supremo sobre todas as coisas para vir a  este vale de lágrimas, sujeitar a humilhação ao fazer-se humano, para pagar no  suplicio do calvário, o preço do nosso pecado, fazendo-se maldito no meu, e no teu lugar. 

Será que podemos dizer que a nossa vida tem sido a alegria do Senhor, ou temos lhe entristecido com nossas fraquezas e pecados? Quando nós recorremos a historia dos grandes homens de Deus do passado, nós podemos constatar que eram homens comuns como nós, sujeitos as fraquezas naturais da carne, tinham altos e baixos, e nem o Pai da fé Abraão escapou de fraquejar. Mas existiu um homem que foi o “Orgulho Santo de Deus"Aquele que Deus olhava para ele e, sentia alegria, tanto que foi a razão da sua manifestada declaração.
 (Jó 1. 8)Disse Deus a satanás: Observaste o meu servo Jó? Porque ninguém há na terra semelhante a ele, homem "Integro e reto, temente a Deus e que se desvia do mal”.

 Há!....Será que podemos dizer que Deus ao olhar para nós também tem sentido “orgulho Santo,” alegria, como sentia quando olhava para Jó?{......}Todo crente tem que ter o seu coração transbordante de uma imensurável alegria de ter sido escolhido, eleito, chamado por Deus para a salvação, e isso faz de nós um eterno devedor de gratidão por Sua  misericórdia e graça.  Que saibamos fazer nossas as palavras de Davi no (Salmo 145.)“Exaltar-te-ei. Ó Deus meu e Rei; bendirei o teu nome para todo o sempre. Todos os dias te bendirei e louvarei o teu nome para todo o sempre.
 Que ao nosso Deus, seja toda gloria, louvor, honra,  majestade pelos séculos dos séculos Amém.
 Enéas Cândido de Lara

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

O PRIMEIRO DIA ÚTIL DE 2018 !


Minha oração!

Bendito e eterno Deus, nosso amado Pai !  Obrigado Senhor! pelo privilégio de estar vivendo este primeiro dia do Ano de 2018. Obrigado Pai! por este novo tempo, por esta nova oportunidade de recomeço, de uma nova postura de vida, de  mudança, e que este novo Ano não seja simplesmente mais um Ano em minha vida e, em nossas vidas, mas que, seja tempo de olhos abertos, para contemplar a tua Glória, e vivê-la na dimensão do Seu imensurável amor. Que a tua graça nos toque, e nos desperte para conscientizar-nos que fomos comprados por um altíssimo preço, e agora, pertencemos ao Senhorio de Cristo Jesus; O qual com grande enfase clamou:"Os campos estão brancos para a colheita, mas os trabalhadores são poucos"(Lucas 10.2). Que jamais, possamos estarmos incluídos entre os ausentes da Seara do Senhor, mas que; Ele nos toque, nos desperte, arranque de nós essa maldita  ociosidade, essa letargia, essa preguiça física e espiritual, essa indiferença ao clamor do Senhor Jesus, mas que assim, como o profeta Isaías, sendo questionado por Deus, respondeu:"Eis me aqui Senhor, envia-me a mim." Que neste Novo Ano, seja  na vida de todos aqueles que são filhos de Deus, um tempo de "Mangas arregaçadas" de prontidão ,de  um sentimento incontido de amor, para com as almas perdidas, para que nenhuma gotícula do sangue do Senhor Jesus derramado naquela maldita Cruz do calvário, tenha sido em vão, mas que a graça do Seu amor seja levada há todos que Ele o amou, e por eles quis morrer.
E assim, no dia em que formos chamados para a eternidade, quando botarmos os pés nos portais eternos da Glória, e encontrarmos com o Senhor Jesus, que esse indescritível momento, não seja para nenhum de nós, um momento vexatório, de dever não cumprido, de amor não correspondido, de mãos vazias, mas que possamos ouvir a mansa e doce voz do Senhor Jesus dizendo:" Vinde bendito de meu Pai, entra no gozo do teu Senhor".
Que a graça de Cristo Jesus o SENHOR, assim nos  abençoe. Amém!

Se você também, tem essa mesma fé e esperança, predisponha-se em  cumprir  a intransferível missão que o Senhor Jesus outorgou; "IDE por todo o mundo, e pregai o evangelho a toda a criatura"(Marcos 16. 15).


Um feliz Ano Novo, para você meu amado irmão,  irmã e amigos, em nome de Jesus! 
Enéas Cândido de Lara
Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger