sexta-feira, 14 de setembro de 2018

O lindo céu não é sonho, mas uma realidade!








   












A descrição do apostolo João em(Apocalipse 21) é algo tremendamente  maravilhoso, e quando o apostolo João foi arrebatado, e extasiado diante de tanta gloria ao contemplar a Cidade Santa, ficou procurando as palavras certas para descrever esse lugar celeste de divino esplendor, mas não encontrou as que justificassem tamanha gloria. E por isso, ele tenha usado as coisas que nós conhecemos de mais precioso, lindo e puro que existe aqui na terra como: O ouro, e pedras preciosas, etc”. E no (ver. 3) diz ele que: ali é a casa, tabernáculo onde Deus faz Sua morada, e que os salvos também com Ele irão morar.
Quem é que não quer morar neste lindo céu?
Mas, ali só pode entrar santos sem pecados,  ou seja; regenerados, transformados em nova criatura. Disse Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus”(João 3. 3). O que Jesus está dizendo é que precisa de uma radical transformação, uma mudança de vida, de natureza interna e externa que seja visível essa mudança aos olhos do mundo 
(Quando olho para a figura ilustrativa da asquerosa lagarta que se mostra indesejável, horripilante, mas que à certo momento da sua existência passa por uma completa mutação transformando-se numa apreciável, doce e meiga borboleta que nos encanta os  olhos, assim, nada mais verdadeiro é o fato que deve ocorrer na vida daquele que passou pelo processo regenerador espiritualmente). De um perdido e indigno pecador, para ser templo, morada, habitação do Santo Espírito de Deus).

 Em contrapartida o (v. 8) diz algo preocupante, que no Céu não entra o pecador e, nenhuma cousa impura. E passa a descrever uma serie de pecados os quais já antecipadamente estão julgados, os quais, tais atos cometem. Ou seja; o Inferno; lago de fogo e enxofre!. Bem, se no Céu não entra pecador, e nem tão pouco nada impuro, maculado, manchado como o nosso sujo e feio pecado adquirido. Então, o Céu é um lindo sonho inconquistável?. Na verdade humanamente o é......., se tentarmos conquistá-lo por nosso próprio mérito.
Contudo, o imensurável amor de Deus Pai, providenciou uma única possibilidade de isso acontecer. Que foi Ele mesmo pagar o altíssimo preço que a Sua justiça requeria, e que os homens não poderiam pagar. Então, O Senhor Jesus nos revela: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”(João 3. 16) E a palavra nos diz mais: “ O sangue de Jesus, seu Filho nos purifica de todo o pecado.  Se, confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça”(I João 1.7-9).
Aqui está a maior de todas as conquistas humanas oferecidas graciosamente a quem crer. Que é a Salvação da sua alma. Se a salvação pra você é somente um sonho, Jesus pode transformar hoje em realidade, creia nisso!
Que Deus te abençoe, em nome de Jesus!

Enéas Cândido Lara





quarta-feira, 12 de setembro de 2018

Graça; a essência do amor !



Texto Básico: (2 Samuel 9. 7) Não temas, porque usarei de bondade para contigo, por amor de Jônatas, teu pai, e te restituirei todas as terras de Saul, teu pai, e tu comerás pão sobre minha mesa”
Quando nós olhamos para essa história, vemos que o rei Davi viveu em sua vida uma grande história que ilustra a graça de Deus a nós, por meio de Jesus Cristo. Davi tinha um grande amigo que ele amava muito chamado Jônatas, o qual era filho de Saul. E, este tinha um filho que ficou aleijado das duas pernas aos 5 anos de vida. Depois que cessaram  as guerras e perseguições, Davi tomou posse  do reinado em todo o Israel, então ele quis mostrar bondade a qualquer pessoa que tivesse sobrevivido da família de Saul, isso por amor que tinha em seu amigo Jônatas. Assim, Mefibosete que se encontrava desamparado, pobre, sem condições de prover sua sobrevivência, foi levado para a casa de Davi, e passou a desfrutar das regalias do palácio como filho do rei. (2 Samuel 9. 11). 
Como alguém em tal situação aleijado, desamparado ganhou tamanha honra do rei ?

Por amor que o rei Davi tinha para com seu pai Jônatas.  Poderíamos afirmar que a amizade e o amor de Jônatas conquistou este honroso lugar para Mefibosete seu filho junto a mesa do rei. A condição de pobre, incapaz, coxo, o fazia dependente totalmente da misericórdia das outras pessoas para sobreviver.
Olhando para essa triste história, eu vejo de como eu e você, aleijados, maculados, indignos pela nódoa maldita do pecado, sem nenhuma condição de por nós mesmos se livrar deste estado de penúria, encontramos na graça do amor que Deus tem para com o seu Filho Jesus a bondade e misericórdia em receber-nos em seu Reino de glória celestial como Filhos Seus.
Se o rei Davi por amor a Jônatas, recebeu em seu palácio Mefibosete como filho, eu e você fomos também elevados ao patamar glorioso de filhos do Deus Eterno por amor de Cristo Jesus. A gloria do poder sentar-se na mesa do rei envolvia não só estar na presença do rei, como também desfrutar das delicias das suas especiarias, além de todos os outros privilégios. Assim também, a salvação que por graça recebemos de Deus, que provém tão somente do amor a Cristo, o qual amando-nos  sobremaneira morreu para que nós pudéssemos ter vida, trás em seu bojo todas as provisões que precisamos para viver a partir desta vida  aqui.

O autor deste livro, neste capitulo faz questão de enfatizar por quatro vezes que Mefibosete  comia á mesa do rei (2 Samuel 9.7-10-11-13) outro detalhe que me chamou atenção foi que ele afirmava que  Mefibosete era coxo das duas pernas. Ele nunca teve condição de poder deixar a mesa do rei e nem tão pouco ser independente dos favores do rei.
Pensando nisso, nós também somos totalmente dependentes da graça de Deus para cada batida do  nosso coração, cada fôlego de vida que aspiramos, cada segundo que implacavelmente marca o relógio da nossa existência humana.
“Quando, porém, se manifestou a benignidade de Deus, nosso Salvador, e o seu amor para com todos, não por obras de justiça praticadas por nós, mas segundo a sua misericórdia, ele nos salvou mediante o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo, que ele derramou sobre nós ricamente, por meio de Jesus Cristo, nosso Salvador, a fim de que, justificados por graça, nos tornemos seus herdeiros, segundo a esperança da vida eterna”.( Tito 3. 4-7).

Que a MARAVILHOSA GRAÇA de Cristo Jesus, esteja contigo meu amigo e irmão, em nome de Jesus!





sábado, 8 de setembro de 2018

A OVELHA PERDIDA !


Texto (João 3. 16) Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Filho unigênito, para que todo  o nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
 Este é o imensurável, e  grandessíssimo  presente que Deus nos deu . Realmente o cristão que pela graça de Deus foi escolhido, eleito para participar da mais linda, emocionante, história de amor, que precedeu a própria história, o tempo, e a criação do mundo, é uma pessoa diferenciada, especial, iluminada que, somente pode entender a grandeza  dessa divina  revelação, aqueles para a qual ela foi destinada. 
Jesus veio ao nosso encontro de forma tão simples, porém maravilhosa,  assumindo a figura de um humilde e simples pastor que ama e cuida das Suas ovelhas. E para isso, Ele contou a parábola da ovelha perdida. (Lucas 15. 3-7). Qual, dentre vós, é o homem que, possuindo cem ovelhas e perdendo uma delas, não deixa no deserto as noventa e nove e vai em busca da que se perdeu, até encontrá-la? Achando-a, põe-na  sobre os ombros, cheio de júbilo. E, indo para sua casa, reúne os amigos e vizinhos, dizendo-lhe: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha perdida. Digo-vos que, assim, haverá maior júbilo no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento.

Você já parou para pensar nisso? Que por causa de mim e de você, o Céu um dia fez festa, que os anjos entoaram louvores e se alegraram, porque um dia fomos buscados procurados e achados, trazidos pelo bom pastor ao aconchego do Seu redil. Se nós perguntássemos para os crentes, qual foi a sua experiência de salvação? Muitas seriam as respostas, mas uma só seria a verdadeira. Eu fui buscado, achado e trazido por Jesus. O mérito não foi nosso, a escolha não foi nossa, e nem estamos aqui porque nós decidimos, mas porque Deus decidiu. Disse Jesus:"Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis frutos"(João 15.16)  A nossa escolha foi um propósito de Deus, uma decisão misericordiosa tomada antes mesmo da fundação do mundo.(Efésios 1.4)  Nós muitas vezes esquecemos de quem somos, do privilégio tremendo em que estamos vivendo neste mundo hoje, a fantástica experiência humana da concessão da graça de Deus. Somos forasteiros em terra estranha, aqui não é nosso lugar, fomos misericordiosamente escolhidos, chamados, buscados, adotados como filhos de Deus, através de Cristo Jesus para sermos, profetas, mensageiros, pregadores, luz do mundo e sal da terra, para que o mundo veja em nós o resplender do amor do nosso tão grande Deus, que transforma vidas mortas, inúteis para glória do Seu reino.
 Há...se você ainda não descobriu quem é? O que está fazendo aqui? E para onde vai? Comece Orar, buscar, insistir, bater porque Jesus disse: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e a quem bate, abrir-se-lhe-á.(Lucas 11. 9). Por isso, a  nossa alma anseia o final do nosso exílio aqui, para voltarmos a nossa casa paterna. Esse deve ser o sentimento de todo aquele que vive pela esperança da vida eterna.  Aqui neste mundo, viemos por uma sagrada missão, de sermos filhos do Deus Eterno, para vivermos em testemunho do Seu grande amor manifestado em Cristo Jesus. Muito embora, estejamos passando temporariamente pelo vale  tenebroso deste mundo, o certo é que estamos caminhando para a glória, para o descanso eterno, para as delicias das moradas do altíssimo, e isso não tem nada que se possa comparar. O apostolo Paulo disse:"Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o  amam"(I Coríntios 2. 9). Que nós possamos reconhecer todas essas bênçãos que cerca nossa vida, e glorificar o nome Santo de nosso Deus. Amém!

Que Deus te abençoe leitor desta mensagem, em nome de Jesus!
Enéas Cândido de Lara

segunda-feira, 3 de setembro de 2018

Disse Jesus: Se alguém me ama, guardará a minha palavra; e meu Pai o amará, e viremos para ele e faremos nele morada. (João 14.23)

















 Nós devemos sempre lembrar da oração de Eliseu: "Senhor peço-te que abras os olhos para que veja.(2 Reis 6. 17) O Senhor abriu os olhos do moço e, ele viu o invisível da   glória do Seu poder.

Os discípulos na caminho de Emaus, estavam andando juntamente com Cristo ressuscitado, conversavam com Ele, ouviam a sua voz, e talvez até sentisse o seu cheiro, como não puderam reconhecê-lo? 
As vezes as frustrações, as tribulações da vida, os sofrimentos, a dor nos afastam de Deus e assim,  não podemos perceber a Sua presença ao nosso lado, e nem ouvirmos a sua voz. Que possamos aprender com a Palavra de Deus os ensinamentos que nos abrem os olhos para vermos, e sentirmos o seu toque, o Seu agir misericordiosamente em nós, muitas vezes até quando somos disciplinados por Ele. Precisamos estar conscientes da Sua constante e benfazeja presença em nós o tempo todo.

Porque disse Jesus: E, eis que estou convosco (todos os dias) até a consumação do século (Mateus 28. 20). Pense nisso!
Enéas Cândido de Lara














terça-feira, 28 de agosto de 2018

O requerido mandamento do Senhor Jesus Cristo!


A fé tem sido apregoada por muitos como algo essencial que nos possibilita comunhão com Deus. Mas, só o ter fé sem que essa não o leve a desfrutar da intimidade, da comunhão, do gozo da presença de Deus na sua vida, é uma fé inócua, subjetiva como aquele que carrega um crucifixo no pescoço, tendo fé que ele vai o proteger. Entretanto, crê no crucifixo, mas não no crucificado. Isso  é uma tremenda contradição.  É preciso ter envolvimento, compromisso, transformação de vida e sobretudo; viver em obediência as leis do Senhor. Foi isso que Jesus Cristo nos ensinou, segundo (João 15.14) Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando.
A nossa fé tem de ser vivida, demonstrada, através de atitudes, comportamentos, que comprovem a nossa real transformação de uma vida renascida, em uma nova criatura. Pois foi essa a pré-determinada condição que o Senhor Jesus Cristo estabeleceu: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus (João 3.3). O homem natural que ainda não passou pelo processo do Novo Nascimento, ele é um indigno pecador que Deus não se relaciona com ele. Porque o pecado o afasta de Deus.
Veja o ensinamento do apóstolo Pedro: (I Pedro 1. 14-17) Como filhos da obediência, não vos amoldeis às paixões que tínheis anteriormente na vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em tudo o vosso procedimento, porque escrito está: Sede santos, porque eu sou santo. Ora, se invocais como Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo as obras de cada um, portai-vos com temor durante o tempo da vossa peregrinação.

Em contrapartida, lembramos que o diabo tem muito mais fé, do que qualquer um de nós, porque ele conhece o poder e a glória de Deus de vivida experiência antes de pecar. Contudo, o seu orgulho e rebeldia contra Deus, tirou-lhe a capacidade de arrependimento e submissão, sendo assim;condenado a perdição eterna.
Convido à que ouçam este vídeo e, a bela mensagem deste hino (110-A do hinário Novo Cântico)
Que Deus te abençoe, em nome de Jesus!


Enéas Cândido de Lara