sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Pedro quando te converteres, confirma teus irmãos(Lucas 22. 32)


 Parece-nos a primeira vista, soar estranho aos nossos corações, que Jesus tenha dito a Pedro, o seu discípulo mais atuante, depois de tanto tempo de ministério de três anos de convivência com Pedro, que ele ainda não era um homem convertido. Como pode ter acontecido isso? Quando fazemos  uma retrospectiva na vida de Pedro, nós constatamos que ele estava tranqüilamente trabalhando como pescador do mar da Galileia, ele tinha uma peixaria ali, e vivia da venda dos peixes que ele pescava.
Quando um dia Jesus passando por ali, segundo o relato de (Mateus 4 .19) Jesus Disse-lhe; “Vinde a mim e eu vos farei pescador de homens”. Pedro imediatamente deixou tudo, os seus negócios, a peixaria e seguiu Jesus. Isso sem dúvida, foi um ato de fé, em deixar tudo para seguir Jesus. Mas, crer e aceitar Jesus, seguir seus passos não é tudo na vida de um crente. Há uma coisa imprescindível que precisa acontecer. Ele tem que experimentar o toque gracioso, divino, transformador do Espírito Santo, que muda a sua natureza, o coração, os seus olhos, os seus desejos, instintos, que deixa de ser um homem carnal, para ser um homem espiritual. Foi exatamente isso que estava faltando em Pedro.
Por isso foi que Jesus lhe disse: Quando te converteres, Só quando te converteres você faz a minha obra”. Pedro viveu com Jesus a maior de todas as experiências humanas de ter presenciado os grandes sinais e milagres feitos por Jesus.
01)- Ele viu o milagre da ressurreição do filho da viúva de Naím (Lucas 7-11)
02)-Ele viu o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes para alimentar mais de cinco mil pessoas,( Mateus 14 -13).      
03)-Ele experimentou o milagre na própria carne, quando por ordem de Jesus pode andar sobrenaturalmente por sobre as águas do mar da Galileia.( Mateus 14 -29)
04)- Mateus 17) Ele no monte da transfiguração viveu novamente no sobrenatural, quando a gloria de Deus esteve ali e ele ouviu a sua voz Deus a falar com Jesus.
05)- (João 11 -43) Pedro novamente em Betânia  diante do sepulcro de Lázaro que havia morrido á 4 dias, estava já em estado de decomposição, ele vê Jesus dizer: Lázaro sai para fora”.  E restituiu Lazaro a sua família são e salvo.

Nós precisaríamos ficar o dia inteiro, para falar das experiências tremendas que Pedro viveu ao lado de Jesus. Como é que depois de ter ouvido, visto, vivido, presenciado por tanto tempo, tantos fatos sobrenaturais, ouvir de Jesus tantos ensinamentos por três anos, “E não ser ainda um homem convertido. (Lucas 22- 33) Pedro disse a Jesus;  Eu estou pronto a ir contigo, tanto para a prisão como para a morte”. Era a  força da carne expressão de auto confiança, era aquela disposição simplesmente pela força dos seus instintos carnais, de pensar que podia resolver tudo,  e se preciso fosse disse ele, eu estou disposto a dar a própria vida por ti. Então, Jesus que conhece o coração dos homens, principalmente aquele de Pedro, disse: (V. 34) Afirmo-te Pedro, que, hoje três vezes me negarás que me conhece, antes que o galo cante”. E assim aconteceu, nós conhecemos essa história. Para que Pedro fosse tocado, ensinado, doutrinado em saber que o verdadeiro poder, a verdadeira vitória está na mãos de Deus, e só quando soubermos se humilhar, ser dependente exclusivamente da sua graça, entregando as rédeas das nossas vidas em suas mãos, é que então seremos verdadeiramente  transformados, renascidos em uma nova criatura, só assim seremos aceitos como  filhos de Deus e, salvo, da perdição eterna.
Quando Jesus disse a Pedro que ele ainda não era um homem convertido, os fatos falam por si mesmo.
 01) A começar com aquela atitude desastrosa, medrosa, covarde, em negar seu mestre. Onde é que estava aquele Pedro valentão que disse que estava pronto a morrer com Jesus se preciso fosse, e agora tem medo de uma simples criada, e nega o seu Mestre por três vezes, por temer ser reconhecido que ele era discípulo de Jesus.
 02)  Após a ressurreição de Jesus na manhã de domingo, ele apareceu para algumas pessoas inclusive onde estavam escondidos os seus discípulos, só que essas aparições eram momentâneas. Os discípulos a despeito da grande alegria de ver Jesus ressurreto, eles depois da sua morte o fato é que ficaram desorientados, porque perderam seu mestre que estava com eles 24 horas por dia, e não estavam ainda compreendendo a grande missão que tinham pela frente, para implantar o reino da graça de Deus.
 Então Pedro ainda confuso, desconhecendo a sua grande e gloriosa missão que tinha pela frente. (João 21 -3) disse Pedro aos outros discípulos: (Sabe de uma coisa. Eu vou voltar para o velho Barco, vou voltar para as redes, para o mar da galileia, vou tocar a minha vida de pescador como ela era antes). E os outros 7 discípulos que estavam com ele, disseram; nós vamos contigo. Podia até parecer que a gloriosa missão de Jesus, estava fadada ao insucesso, ao fracasso, porque os seus discípulos é que continuariam a sua obra, agora voltam para o mar,  para antiga vida de pescadores.
Foi preciso Jesus voltar ao mar da galileia pela segunda vez, agora, com uma missão especial de reconciliar aquele seu discípulo vacilante, inseguro, medroso e ainda não convertido, que antes tinha dito para Jesus que estava disposto a morrer junto com ele, mas que tendo medo de uma simples criada, negou- o seu mestre por três vezes.

Foi um reencontro um tanto embaraçoso, difícil, depois de uma noite inteira de pescaria de trabalho infrutífero não tinham conseguido pescar nem um lambari, então frustrados voltam de manhã para a praia e, quando estão chegando um homem estava em pé e lhes pergunta “Tendes ai alguma coisa de comer”? Responderam-lhe não. Então Jesus lhes disse  Entrai no mar novamente Lançai a rede ao lado direito do barco”, e eles fazendo isso, conseguirão pegar 153 grandes peixes. Então, Eles reconheceram que era Jesus o Mestre.
Era motivo para fazer festa, era motivo para se alegrar, pela pescaria agora milagrosa dos 153 grandes peixes, mas, acima de tudo pelo reencontro com Jesus o seu Mestre, mas estranhamente eles ficaram calados, não esboçaram nenhuma reação, porque estavam envergonhados, porque tão depressa tinham esquecido tudo o que aprenderam e voltado para a velha vida de pescadores. Jesus já estava com  as brasas e assando os peixes, e também tomou o pão e deu a eles e o (Ver 12) diz, que Nenhum ousava perguntar: “Quem és Tu Senhor? porque, eles sabiam que era Jesus. Depois de terem comido, Jesus começa a restaurar o velho Pedro e pergunta: “Simão filho de João amas-me mais do que estes outros?.
 E eu acho que Jesus apontava com o dedo para o barco, para as redes, apontava quem sabe para o mar, ou até para os outros discípulos, sua família. Então Respondeu Pedro: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Ele agora lhe disse: “Apascenta os meus cordeiros”. Isso aconteceu por três vezes, correspondendo as três vezes que Pedro lhe tinha negado. Então Pedro se entristecendo por ele ter perguntado pela terceira vez, disse; Senhor Tu sabes que eu te amo. Jesus lhe disse: “Apascenta as minhas ovelhas”..
(Lucas 22 – 32) disse Jesus: “Quando te converteres, Quando te converteres ! apascenta, cuida, zela do meu rebanho”.  Agora depois deste encontro difícil embaraçoso, de ter que encarar o seu mestre, depois de tê-lo covardemente negado, agora ele olhando para Jesus vê no seu olhar ,perdão, ele vê amor, ele vê compaixão, ele vê misericórdia, ele vê reconciliação,-----Então, aquilo penetra as entranhas mais incrustadas da sua almas e se arrepende, é perdoado, restaurado, convertido e Jesus lhe disse: (Agora Pedro, apascenta as minhas ovelhas).

 Depois deste encontro na praia do mar da galiléia, o velho Pedro transformou num impoluto, destemido, guerreiro servo de Cristo Jesus, ele enfrentou perseguição, lutas foi preso, açoitado, perseguido e no final da sua vida, diz a história que também morreu crucificado, só que ele pediu para ser crucificado de cabeça para baixo, por não sentir-se digno de morrer como Jesus o seu Mestre morreu.

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

O privilégio do Imitador!

# Texto Básico: (Efésios 5. 1-2) Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados; e andai em amor, como também Cristo nos amou e se entregou a si mesmo por nós, como oferta e sacrifício a Deus, em aroma suave.

O grande filósofo Aristóteles discípulo de Platão, disse que imitar é algo congênito no ser humano. Já nascemos com essa forte tendência para imitação. É justamente o que comprovei certo dia, estando sentado em uma praça de alimentação de um grande Shopping na cidade de São Paulo. Enquanto, aguardava a garçonete trazer meu pedido, observava ao meu lado muitos jovens que possivelmente fossem torcedores do time do (Santos Futebol Clube) e ou, simpáticos do jovem atleta Neymar. Porque, um grande numero deles usavam o mesmo corte de cabelo(diga-se de passagem um tanto estranho) mas, que fez a cabeça dos adolescentes, jovens, e até de pessoas de maior idade.

Então, ponderei nas razões das pessoas para imitar, uma outra. Talvez, seja um ídolo do esporte, um ator de teatro, telenovelas, um comediante, escritor, poeta etc, etc. Os estudiosos desse comportamento afirmam ser uma atitude complexa, pois vai de uma simples homenagem, até uma doentia e descontrolada paixão, que se nutre por seu ídolo. Entretanto, por outro lado o grande apostolo Paulo conhecendo essa tendência humana, e aproveitando este gancho, usa deste fator que nos é natural, para trazer-nos uma grande lição.(Efésios 5. 1) “Sede imitadores de Deus como Filhos amados”. A grande diferença é, que na imitação humana por outro ser humano, por mais apaixonada que seja, ela é descompromissada, temporal, limitada, falível, restrita as circunstâncias. Contudo, ser um imitador de Deus não depende de fantasias, paixões, forças humanas, vontade própria, e nem tão pouco, por merecimento através de boas obras que praticarmos. Depende antes de tudo, da escolha que é feita unicamente pelo próprio Deus.


O Senhor Jesus é que fez esta afirmação
.(João 6. 44) “Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o TROUXER”.Porque, Deus é Senhor da eternidade, e nós não sabemos o porque fomos escolhidos, agraciados, salvos pelo beneplácito de sua vontade. Entretanto, diferentemente do ídolo e seus seguidores humanos, Deus exige de nós uma total transformação de vida, um comprometimento de tal forma que precisamos nascer de novo, renunciar a nós mesmos, tornando-nos em nova criatura.
Deus não aceita seguidores simpáticos, nem tão pouco os pretensos postulantes que dizem crerem, contudo negando-O com suas obras. Para ser um imitador de Deus, tem quer ser um seguidor convertido, compromissado, envolvido, que foi capaz de renunciar o mundo e sua gloria visível, palpável por uma invisível estabelecida num futuro porvir. E, só pode fazer isso, aquele que foi tocado pela ação irresistível do Espírito Santo, que o ressuscitou dentre os mortos espirituais, dando-lhe vida e, injetando fé suficiente para crer, abrindo-lhe seus olhos para contemplar a graça maravilhosa do amor imensurável do nosso tão grande Deus. Porque, antes de tudo, não é por vontade própria, e ou, por decisão pessoal, muito pelo contrário é chamamento, é escolha, eleição predestinada, que ocorreu antes da fundação do mundo, por decisão únicamente de Deus.
(Efésios 1. 4) “Assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade”.Se você meu querido amigo e irmão, é hoje um seguidor, cuja persistência de vida seja imitar a santidade de Deus, não se orgulhe disso mas, tema aquele que por misericórdia operou o milagre da salvação em tua vida. O qual disse: “Portanto,sede vós perfeito com perfeito é vosso Pai celeste(Mateus 5. 48).
Pense nisso!

Que Deus te abençoe em nome de Jesus ! Amém

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

A mais linda e preciosa história de amor!



 (Mateus 1. 21) “Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles”.  Essa gloriosa e divina anunciação feita pelo anjo de Deus a José, antes de tudo, esclarece o significado  do seu Nome, JESUS. Porque, Ele salvará o seu povo dos seus pecados.  E no (ver.23) aparece o seu segundo nome  "Emanuel",  o Deus que se faz conosco.  O Senhor Jesus ao assumir a sua humanidade Ele o fez na sua inteireza. Seu corpo humano era como nosso, porque Ele sentia fome como qualquer um de nós, Ele sentia sede, sentia dor, tristeza e a Bíblia relata  pelo menos duas vezes em que Ele chorou. (João 11. 35) e ( Lucas 19. 41).  A despeito de Jesus ter sido(100% homem,  Ele era, e é  ao mesmo tempo(100% Deus).
01) A SUA NATUREZA DIVINA.
 (João 1. 1) “No principio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”.  (v..3) diz: “Todas as cousas foram feitas por intermédio dele,e, sem ele, nada do que foi feito se fez”.Quando chegarmos no céu, não vamos encontrar três Deuses, ou seja: Três pessoas distintas; O Pai, o Filho, e o Espírito Santo. Mas, existe um só, que se divide em três pessoa  (João 10. 30) disse Jesus: “ Eu e o Pai somos um”.
Mas, voltando para o precioso Nome de Jesus, nós descobrimos que Ele é todo o poder na terra, e no céu, mas acima de tudo é rico em perdoar. (Efésios 1.7) No qual temos a redenção, pelo seu sangue, a remissão dos pecados, segundo a riqueza da sua graça”. (IJoão 2. 12)diz o apostolo João: “Filhinhos, eu vos escrevo, porque os vossos pecados são perdoados, "POR CAUSA DO SEU NOME".
Que afirmação gloriosa! Porque atrás do nome de Jesus esta o seu Sangue derramado naquela maldita Cruz. Por isso, quem invoca o seu nome com fé verdadeira, estará invocando o seu precioso Sangue, que o tornará mais branco do que a neve. (1João 1. 7 ).

02) QUEM CRÊ NO SEU NOME RECEBE VIVIFICAÇÃO .
Se você crê no seu nome, então estará crendo no seu sacrifício, porque Jesus não apenas morreu, mas também ressuscitou dos mortos. Ele é a ressurreição e a vida! ( IJoão 5. 11-12) “E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está no seu Filho. Aquele que tem o Filho tem a vida; aquele que não tem o Filho de Deus não tem a vida”.

03) E ASSIM,  SEU NOME TAMBÉM É COMO UM BÁLSAMO DERRAMADO!
O Profeta Jeremias clamou chorando, ao ver o grande dano que o povo de Deus sofreu por causa da sua idolatria, e ele disse: Acaso não há bálsamo em Gileade? ou não há lá médico?”(Jeremias 8. 22). E encontramos a resposta deste clamor em (Cantares 1. 3) Como unguento derramado é o teu Nome!
Meu amigo leitor desta mensagem, eu não posso saber qual é o teu nome e, nem tão pouco qual é o teu estado espiritual. Qual é a ferida que sangra na tua alma, qual é a dor que te incomoda e que ti trás privação daquela gostosa paz  que refrigera a alma e, trás quietude e descanso para o coração. E talvez, até tenha pensado que para você não tem mais saída, e ninguém pode te ajudar. Pois eu quero te apresentar neste momento, um Nome sobre todo Nome, de alguém que tem todo o poder na terra e no céu e, que sobretudo ama você com amor eterno e, que  para isso providenciou  a restauração completa do teu corpo e da tua alma. ESTE NOME É JESUS!

 04) ESTE NOME TAMBÉM É ABRIGO SEGURO E, REFUGIO ETERNO.
(Provérbios 18. 10) “Torre forte é o nome do Senhor, à qual o justo se acolhe e está seguro” Inutilmente o homem tem procurado estabilidade, refugio, segurança no dinheiro, na posição social, na gloria da carne, mas tudo isso é transitório, passageiro passa rapidamente. E o grande homem de Deus Moisés diz no (Salmo 90. 10)“Os dias da nossa vida sobem a setenta anos ou, havendo vigor, a oitenta; neste caso, o melhor deles é canseira e enfado, porque tudo passa rapidamente e nós voamos”. (Isaías 40. 8) diz: “Seca-se a erva, e cai a sua flor, mas a palavra de nosso Deus permanece eternamente”. Quem está seguro em o nome de Cristo Jesus, descansa aguardando com firme esperança nas promessas que jamais falharão. E entre elas diz o apostolo Paulo: (Romanos 8. 1) “Agora pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus”.
(Romanos 6.22-23) “Agora porém, libertados do pecado, transformados em servos de Deus, tendes o vosso fruto para a santificação e, por fim, a vida eterna; porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor”.
Que as misericórdias eternas de Cristo Jesus estejam contigo, meu amigo leitor desta mensagem e, que a  mente e coração sejam abertos para compreender a oferta graciosa do amor do nosso tão grande Deus.  Em Nome de Jesus, Amém!






A nossa gratidão a Deus, pelo trabalhar no Ano de 2018!


# Estamos terminando o ano de 2018. Fazendo uma retrospectiva do nosso trabalhar, como mensageiro de boas novas de esperança e salvação que; somente em Cristo Jesus se pode encontrar; vejo que muito tenho que fazer ainda. Mas, dou graças a Deus, porque já alcançamos ( 110 países) onde nossas mensagens tem chegado.
Que neste Novo Ano, o Senhor nos abençoe e, que possamos continuar a nossa missão de levar esperança e salvação mediante a fé em Cristo Jesus; o Salvador.
O Senh...
Ver mais

domingo, 9 de dezembro de 2018

Bíblia Sagrada: O vivo e eterno milagre de Deus!


#Texto Básico: (1 Pedro 1. 24-25)
{.....}"Seca-se a erva, e cai a sua flor; a palavra do Senhor, porém, permanece eternamente".
É nestas palavras que reside a nossa perseverança e a segurança de nossa caminhada da fé. O termo usado Bíblia significa o registro, o livro, a voz impressa, a promessa amorosa, irrefutável, inquestionável  por Deus feita.
Que história grandiosa, imensurável é a desse livro!. Sobre ele tem passado o fogo, a água e o sangue! Para que nós pudéssemos ter ela hoje em nossas mãos, muito sangue de cristãos do passado foi derramado. Muita dor e sofrimento, mas também foi no testemunho grandioso de homens de Deus que diante da oferta do perdão, mediante negar a sua fé, preferiam morrer, sendo jogados aos ferozes leões da arena de Roma do que negar a sua fé. Nenhum outro livro sobreviveu há tantas perseguições ! Foi odiado pelos homens perversos e, tratado de modo tão irreverente e abusivo, pelos homens até hoje,
Ela foi perseguida, proscrita, interditada, excomungada, queimada pelos homens da era diabólica que, com todo o empenho tentaram destruí-la; todavia, ela continua firme no seu propósito de proclamar o amor imensurável do nosso tão grande Deus. No passar dos tempos surgiram opositores contra ela de várias formas; alguns se gloriando de novas descobertas, ou de encontrar nela alguma falha fatal que viesse comprometê-la, e desacreditá-la.   Todavia, suas asseverações dogmáticas são desmascaradas, e, assim, a grande e antigo livro adquire força cada vez mais crescente.
O Senhor Jesus falando da Sagrada Escritura disse: Examinai as Escrituras, porque julgais ter nelas, a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim (João 5. 39).
Ainda (João 5. 24) Disse: Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha PALAVRA e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida”.
Por tudo isso, é inegável ser a Bíblia o vivo e grande milagre de Deus, que por sua misericórdia e graça nos permitiu tê-la, e dela recebermos  ensinamento, admoestação, fé, alimento nutritivo para nossas almas, e a consoladora esperança da nossa eterna salvação.
Com sincera gratidão louvamos ao nosso Deus, por este presente grandioso, esta dádiva de imensurável amor; a  BÍBLIA SAGRADA!

Leia a Bíblia, porque é através dela é que Deus se deixa conhecer, o qual também,  fala com você.
Que assim Deus te abençoe, em Nome de Cristo Jesus!

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

A voz de um irresistível chamar!


Um fazendeiro caçava certa feita pelas montanhas, quando avistou em uma alta rocha um tufo de ramos que, imediatamente identificou se tratar de ninho de águia. Subiu aquela rocha com muita dificuldade, até que deparou com o ninho, e dentro dele estava um filhote de águia ainda sem penas, coberto apenas por uma fina penugem. Recolheu a ave e colocou-a dentro da camisa. Descendo daquela montanha voltou para a sua fazenda. 
O filhote foi colocado junto com as galinhas, e ali aprendeu comer comida de galinhas, andar como galinhas, se comportar como galinhas, até que foi crescendo e criando a sua plumagem e se tornou adulta.

Os entendidos diziam que ela jamais voaria, pois a musculatura necessária para sustentar o voo de uma ave tão pesada só teria desenvolvido se, na época do empenamento, a jovem águia tivesse sido treinada por sua mãe. Entretanto, se tornou uma bela águia, mas não sabia voar.
Era simplesmente uma águia entre as galinhas, e tudo indicava que não ocorreria mudanças.
 Um dia, contudo, passou  voando a grande altura sobre a fazenda, uma outra águia.  A qual emitia embora de muito longe o som característico da sua espécie "piando". Então, aquele fazendeiro que estava ali, pode ainda com dificuldades ouvir a sua voz. Para a águia entre galinhas, não foi preciso mais nada. Como que tomada de frenética loucura, começou a debater-se, ora rolando pelo chão, ora vibrando as suas imensas asas com violência contra o solo, levantando grande quantidade de poeiras. Tanto foi sua insistência, que de repente levanta o seu voar ainda que a principio baixo, mas com vibrantes bater de suas asas ganhou as alturas passando em rítimo  cadenciado voando cada vez mais alto desaparecendo para sempre.
Semelhantemente  a  vida do homem que é eleito de Deus, aquele que foi predestinado para a salvação, chamado antes da fundação do mundo para ser santo, ocorre da mesma forma.(Efésios 1. 4). Quando o chamar do Senhor ressoar em nossos ouvidos, não há nada que nos possa deter frente o poder da doce e misericordiosa voz do Seu gracioso chamar. Aquela águia vivia entre galinhas, até ao dia que ouviu a voz da sua verdadeira espécie, aquele apelo das alturas despertou naquela ave  forças desconhecidas. Uma tal afinidade existia naquele chamar, ao ponto de produzir uma transformação radical naquela  vida. Disse Jesus:"As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem. Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão eternamente, e ninguém as arrebatará da minha mão"(João 10. 27-28). 
Antes, aquela águia vivia ciscando as escórias da terra, como vulgares galinhas, mas o chamado ouvido por ela mudou a sua vida. Assim, também nós ao ouvirmos o chamar do Senhor Jesus, despertou em nós uma natureza sobrenatural. E, agora, o céu é o nosso destino, o chamar de Deus se fez irresistível, e a graça deste chamar nos fascinou. Nada menos pode nos satisfazer a alma, do que ter com Deus um envolvimento que nos faça participantes do Seu glorioso e eterno reino. Aleluia!.
Que Deus te abençoe meu amigo leitor desta mensagem, em Nome de Jesus.

Enéas Cândido de Lara

terça-feira, 20 de novembro de 2018

ESTE IMPLACÁVEL E PRECIOSO TEMPO!


Existiu em cada um de nós, o momento divino, gracioso, magistral em que recebemos do criador a ordem: “COMEÇA!" Então, o milagre do primeiro pulsar do nosso coração, deu inicio a nossa existência humana. E tão somente por este decreto, o (Tum...Tum) ritmado do nosso coração começou a marcar a vida e, sua continuidade. Por outro lado, esse mesmo (Tum, Tum,) que pela ordem de Deus começou a funcionar, também implacavelmente marca o tempo regressivo que nos conduz a morte.
Se ao festejarmos a cada acrescido segundo, que o pulsar marca em nossas vidas, não podemos esquecer que também é esse mesmo segundo, que o relógio regressivo implacavelmente, diminui o tempo da nossa existência humana. O qual jamais poderemos recuperá-los. Permita-me fazer-te uma pergunta: Qual é a coisa mais preciosa que você tem em sua vida? Acho que talvez respondesse; é a minha família, ou, minha casa, meu emprego, bens materiais ...... É claro que tudo isso é bastante relevante mas, a pergunta é; qual a mais preciosa? Considerando o (Salmo 139. 16) onde diz: Que todos os nossos dias, foram escritos e determinados, quando nenhum deles havia” Isto é; quando Deus deu ordem ao inicio da vida, Ele, também, determinou o momento do fim. Estamos circunscritos à limitação do tempo, e isso o faz imensamente precioso para nós, cada segundo desta concessão graciosa.
Não existe nada de maior valor para nós, do que o tempo. Porque, cada segundo vivido é irrecuperável. Você pode perder a saúde mas, a recupera, perde bens materiais e torna recuperá-los, perde a família, e pode reconquistá-la novamente. Contudo, o tempo perdido é impossível reconquistá-lo. Tempo é um presente que Deus nos deu para usufruirmos dele, diligentemente com prudência, e com grande alegria e manifestada gratidão.
Se você ainda não percebeu o valor do tempo, pense no atleta Olímpico que por causa de um milésimo de segundo perdeu o titulo. No condenado a morte vivendo a véspera da execução. Nos namorados aguardando o reencontro, e coisas assim, que faz com que encontremos no tempo o seu precioso valor.
Se o tempo é algo tão precioso, deixa-me fazer-te outra pergunta: O que você tem feito com o seu tempo? Tem vivido na presença de Deus?, tem usado deste privilégio glorioso para retribuí-lo com incansável trabalhar na sua seara? Todos nós somos servos do Senhor, e haverá um dia em que ele vai pedir conta da nossa mordomia. E aquele que for negligente, improdutivo, já tem o veredicto anunciado. (Mateus 25. 14). A palavra de Deus nos adverte a remir o tempo, porque os dias são maus (Efésios 5. 16)
Que possamos estar alerta com a advertência do Senhor Jesus em (Apocalipse. 1. 3)Diz o Senhor: "Bem-aventurado aqueles que lêem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as cousas nelas escritas, pois o TEMPO está próximo".     

Que Deus te abençoe grandemente meu amigo e irmão. Amém !