sábado, 7 de agosto de 2010

ABRAS OS OLHOS PARA QUE VEJAS!!!!!!!!!

Texto básico( 2 reis 6. 17):

Este grande acontecimento narra, o fato que aconteceu com o grande profeta de Deus, quando o rei da Síria fez guerra contra Israel e toda vez que o comandante do exercito Sírio armava uma estratégia de combate contra Israel, o rei de Israel ficava sabendo, então ele desconfiou que entre eles tinha alguém traindo seu exercito, dando informações á Israel porque toda a estratégia montada, não surtia efeito.------ Foi ai, que lhe informaram que em Israel tinha um homem chamado Elizeu que era profeta de Deus, e que ele dava ao rei de Israel as informações do exercito inimigo.------ então, o rei Sírio resolveu cercar a cidade de Dotã e prender Elizeu.

No versículo 15; diz o texto, que o moço de Elizeu, Geazi que era seu assistente, levantando cedo e saindo para fora da casa, ele viu que a cidade de Dotã, estava toda cercada com tropas, cavalos, carros de guerra, então, Geazi voltou depressa e disse para Elizeu; “Ai meu senhor, o que faremos”? .Então respondeu Elizeu;------ “Não temas, porque mais são os que estão conosco, do que os que estão com eles”.


Como explicar isso ? como convencer aquele moço Geazi? Porque o que ele via era uma realidade bem diferente, que a cidade toda estava cercada com grande exercito e que ali só tinha ele e Elizeu o seu senhor. Como Elizeu podia dizer que os que estavam ao seu lado era muito maior do que o exercito inimigo.? ------O que acontecia era que aquele moço Geasi, só podia ver com os olhos da carne e, com os olhos da carne ele só podia ver as limitações e impossibilidades daquele momento. ------Talvez, Elizeu vendo o medo, o sofrimento do seu moço, a sua expectativa, no versículo (17), ele orou e pediu a Deus; “Abras Senhor os seus olhos para que veja” O senhor abriu os olhos de Geazi, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo em redor de Elizeu.


Sabe meu irmão qual é muitas vezes o nosso grande problema?. É que muitas vezes nós enfrentamos os problemas da vida somente com olhares humanos. Esquecemos que somos filhos do Deus dos exércitos, do Deus todo poderoso, invencível nas batalhas, do Deus Onisciente, Onipotente, Une-presente que tudo pode, tudo sabe, que tudo faz e não á impossíveis para ele, mesmo porque, tudo que existe neste mundo, é obra de suas mãos.

Ha mais ou menos (612) anos antes de Cristo, no reinado do rei Josias, o povo de Israel estava mergulhado em grande idolatria, tanto que esqueceram-se completamente de Deus, e passaram adorar o( deus baal ) e Deus então levantou o grande profeta Jeremias para profetizar contra o pecado do povo. E aqui em (Jeremias 2. 11) Deus manifesta toda a sua tristeza, sua indignação contra o seu povo e diz: “O meu povo trocou a sua gloria, por aquilo que é de nenhum proveito. “ESPANTAI-VOS disto, Ò CEUS, e horrorizai-vos ! Ficai estupefatos disse o Senhor. Porque dois males cometeu o meu povo: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, CISTERNAS rotas, que não retêm as águas”. E no capitulo 5-21 disse Deus:-----“Ouvi agora isto, ó povo insensato, sem entendimento, que tendes OLHOS e não vedes”.


Há que grande benção, é o poder VER, não só com a limitada visão humana, mais com a visão espiritual, ter olhos iluminados pelo espírito Santo de Deus, que possa Ver os mistérios insondáveis da sua gloria. O autor do (Salmo 119. 18) ele pede com grande sabedoria dizendo:-----“Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas das tuas leis”.

Que grande galardão tem aquele que lendo a palavra de Deus, embora aqui a fria letra, pode VER o invisível, pode sentir poder, pode encontrar o gozo que é tão real, e que faz de nós convictos, esperançosos, por uma fé que nos alimenta e nutre a nossa alma, na certeza de que as promessas de Deus jamais falhará. O apostolo Paulo escrevendo a (Tito 1-2) disse: “Na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos”.

Também podemos ver outro grande exemplo de falta de visão espiritual, apesar de ser um homem extraordinário, e que o próprio Deus lhe fez uma avaliação inigualável, nós encontramos no livro de( Jó C. 1- 8) quando Deus disse referindo-se a Jó;---- “Porque ninguém á na terra semelhante a ele, homem, integro, reto, temente a Deus, e desviando-se do mal”. Quem poderia hoje receber de Deus uma avaliação como essa?-----Este homem, Jó passou por uma experiência terrível, perdeu do dia para noite tudo o que tinha, perdeu a riqueza que tinha, perdeu a família, e por fim perdeu a saúde, tornando-se num verdadeiro lixo humano que exalava mau cheiro, fedia e que tinha uma chaga infernal, uma coceira incurável e para aliviar usava um caco de telha que ele esfregava em suas chagas malignas.

Então, este homem de Deus diante de tal sofrimento começou a questionar porque tudo isso? E (Jó 19 v. 7) ele diz; “Eis que clamo VIOLENÇIA!, mais não sou ouvido; GRITO SOCORRO! Porem não á justiça, E a sua provação continuava, quando chega no capitulo (38-2) Deus vendo a sua reclamação vem falar com Jó e, não passa a mão na sua cabeça, mais lhe faz uma dura censura.e diz:

“Quem é este que escurece os meus desígnios com palavras sem conhecimento?”.

Deus começa a falar com Jó, fazendo perguntas e fazendo ele entender que o seu relacionamento com Deus era antiguíssimo, que Deus o amava e que esse relacionamento precedeu a historia, o tempo, e a própria criação do mundo. E quando nós prosseguimos a ler todo o capitulo de (Jó 38) nós vamos descobrir mistérios extraordinários da gloria de Deus. E foi ai que Jó começou a entender os propósitos eternos de Deus e ai, envergonhado, arrependido apesar de todo o sofrimento que passou, no capitulo (42- 5) Jó diz;----- “Eu te conhecia só de ouvir falar, mais agora os meus olhos te VEÊM”. Não era que Jó via a Deus com olhos da carne, mais sim, com olhos da alma do espírito da experiência sem precedente vivida com o seu Deus.


Davi quando ainda era pastor de ovelhas nas campinas de Belém, ele tinha todas as horas da noite para ficar contemplando a beleza de um céu estrelado, enquanto vigiava o dormir do seu rebanho. E ali, olhando para essa força gritante, eloqüente, maravilhosa da criação de Deus, ele via o próprio Deus, através das obras das suas mãos, e é por isso talvez que, quando escreveu o salmo (19)Ele começou dizendo: “Os céus proclamam a gloria de Deus, e o firmamento anunciam as obras das suas mãos”.-----Que possamos pedir a Deus olhos santificados, iluminados para poder Ver o invisível da gloria de Deus, que se manifesta tão eloqüentemente através da beleza exuberante da criação do mundo. Olhos assim como Davi tinha, e que por isso podia VER a beleza magnificente do criador, através das obras das suas mãos.

Que Deus nos abençoes em nome de Jesus.

1 comentários:

pastor gilberto disse...

Oi Eneas.
Estive visitando o seu blog e estarei seguindo.
Que Deus lhe abençõe.
Fique na Paz de Cristo

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger