sexta-feira, 10 de setembro de 2010

È GRAÇA, OU LIVRE ARBITRIO ?

.
(Mateus 11. 27). “Ninguém conhece o filho senão o Pai: e ninguém conhece o Pai, senão o filho. “E AQUELE A QUEM O FILHO QUIZER REVELAR”.

Há dias atrás fui tomado por uma grande decepção, porque ao ligar a TV, deparei com um famoso pastor, que pregava sobre o “Livre arbítrio” E dizia ele: Nós temos a liberdade para fazermos escolha, quando vamos a um magazine comprar uma camisa, um sapato, nós podemos escolher a cor e o modelo que quisermos, assim também, temos o livre arbítrio para escolher servir a Deus, ou rejeitá-lo.

A minha tristeza foi constatar que o deus daquele pastor, não é o Deus que eu conheço. O Deus da Bíblia. Aquele ali pregado, era tão pequeno, manipulável, dependente da nossa boa vontade em querer aceitá-lo, um deus que esta dependente da minha decisão, que esta lá no céu torcendo para que eu o aceite, um deus que perdeu a soberania, o poder sobre a criatura que criou, e que agora quem decide sobre a coisa mais importante da vida, que é a salvação da nossa alma, somos nós mesmos.

A doutrina pregada por aquele pastor, se firma no conceito de que, somos independentes de Deus para fazermos escolha. Deus não interfere em nossas vidas. Para achegarmos a Ele, temos que tomar iniciativa. É partir de um pressuposto que eu é que escolho Deus, é por vontade minha, decisão exclusivamente do meu “LIVRE ARBITRIO.”

Veja bem!; O salvo por Cristo Jesus, ele é um beneficiário de um dádiva divina, sem nenhum mérito próprio, foi somente por graça. De outra sorte teríamos que admitir
que após Deus ter mandado Jesus ao mundo, ter morrido, ressuscitado Deus tenha lavado as mãos, e tenha dito:------“Bem, Eu já fiz a minha parte, agora homens! é com vocês, se não quiserem ir para o inferno,creiam em Jesus e então serão salvos.


Não!....Não!..... essa terrível teologia do livre arbítrio, que é muito pregada por ai é demoníaca, infernal que restringe, limita, condiciona o imensurável amor de Deus a minha vontade. Isso começou no coração de Lúcifer ao pensar que tinha poder para decidir sobre a sua vida, veja (Isaias 14. 12/14). O pecado que Deus mais condena, que Deus tem ojeriza, é o ORGULHO. E quando dizemos que temos poder para decidir sobre nosso destino eterno é querer dizer, Deus!......... O poder é todo meu agora, eu que decido se quero te aceitar, ou rejeitá-lo, o Senhor perdeu autoridade sobre mim, agora sou independente de ti, eu é quem decido sobre a minha vida.-----Isso é uma afronta doutrinária contra a mais clara mensagem Bíblica. Veja em (João 6. 44) Jesus dizendo;


“Ninguém pode vir a mim se o Pai que me enviou não trouxer.” Essa expressão (Trouxer) no grego tem um significado de impingir, aplicar força irresistível, como pegar algo e arrastar. È isso que a graça de Deus faz com o seu eleito. Pode até parecer estranho o que estou afirmando, mais não é nenhuma heresia doutrinária,


muito pelo contrario. È com o coração inundado de jubilo e alegria pela maravilhosa graça, porque é, exatamente o que Deus faz com seu eleito, ele vai ser salvo, mesmo que até ofereça resistência ao seu chamamento, porque o designo de Deus, jamais poderá ser frustrado. Veja em (Jó 42. 2) diz: “(Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado”).
------ Por isso, Deus não fica lá no céu lamentando, Há!..... Eu queria tanto salvar o José, Eu amo o José ,mas ele não quer me aceitar, o que é que eu posso fazer com a vida do José?(estou de mãos amarradas) ele tem o Livre Arbítrio pra decidir, e eu tenho que me submeter a sua vontade.

Há!....isso seria atitude de um deus limitado, dependente, submisso a vontade humana. O nosso Deus é Onipotente, Onisciente, Onipresente, Aleluia ! tudo pode, tudo sabe, tudo faz e não há impossíveis para ele, sua vontade sempre foi, e sempre será soberana sobre toda a sua criação, inclusive sobre a minha e a tua vida, entenda isso pelo amor de Deus meu irmão!.

(Romanos 9. 15) Veja o que esta escrito aqui?.

“Terei misericórdia de quem me aprouver ter misericórdia e compadecer-me ei de quem me aprouver ter compaixão. Assim pois não depende de quem quer ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia”. O que o apostolo Paulo esta dizendo, é que a salvação do pecador não depende do seu querer, nem do seu esforço pessoal, muito menos das suas obras, e nem tão pouco do seu famigerado “Livre Arbítrio”.

No (Ver. 18) diz; “Logo, tem ele misericórdia de quem quer e também endurece a quem lhe apraz”. O que esta dizendo aqui é que Deus usa de misericórdia para uma pessoa, e não usa da mesma misericórdia para outra, porque tudo é feito por sua vontade, o homem não pode fazer absolutamente nada, mesmo porque, só os eleitos, os predestinados é que serão salvos, e essa decisão foi tomada por Deus antes mesmo do homem existir.

----(Efésios 1. 4) diz: ‘Assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, Para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos PREDESTINOU para ele, para adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade’.

Você entendeu meu irmão? Que o eleito de Deus já nasce predestinado, escolhido, separado ainda que ao nascer esteja longe de Deus e, que viva nesta condição a vida toda, haverá o momento sublime, gracioso em que o supremo Pastor por excelência, irá buscá-lo, e talvez a encontre ferido machucado, sangrando. Então, o pastor colocará em seus ombros e gostosamente trará de volta para a segurança do aprisco.(Lucas 15.5).

O eleito de Deus já nasce predestinado, como também o perdido nasce sem nenhuma chance de se salvar, pode até parecer dura demais essa afirmação, mais é o que (Romanos 9. 20) diz: “Quem és tu ó homem para discutires com Deus ?! Porventura, pode o objeto perguntar a quem o fez: Por que me fizeste assim?. Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra e outro, para desonra? Que diremos, pois, se Deus querendo mostrar a sua ira e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita longanimidade os vasos de IRA PREPARADOS PARA PERDIÇÃO. Afim de que também desse a conhecer as riquezas da sua gloria em vasos de misericórdia, que para gloria PREPAROU DE ANTEMÃO.

Veja bem, o que Deus esta dizendo!; que ele criou um homem para ser salvo e, outro para ser condenado, á um homem Deus usou de misericórdia na sua eleição, a outro porem aplicou a justiça, que pela transgressão merece a justa condenação.
(João 15. 16) disse Jesus: “Não fostes vós que me escolhestes a mim, pelo contrario, eu escolhi a vós outros”.

Que coisa gloriosa é saber que um dia no coração de Deus, lá no infinito dos seus propósitos criativos, na sua imensurável graça e misericórdia, ele dava seqüência a divinal e gloriosa criação do mundo e, para concluir a sua obra ele do pó da terra criada, ele molda com seus dedos o corpo humano e, soprando nas suas narinas o espírito de vida, disse:
“Façamos o homem a nossa imagem e semelhança”.

Quanta responsabilidade temos nós, em sermos representantes do criador aqui na terra e, acima de tudo saber que nossa historia com Deus é antiguíssima, precede mesmo até a criação do mundo. É isso que revelou a Jó, (Cap. 38) quando Jó atravessava aquele terrível sofrimento, ele começava a questionar com Deus o porque de tanta dor, de tanta desgraça, de tanta perda ,de ter-se transformado num asqueroso, fétido, repugnante ser, era só isso que Jó podia ver e sentir na própria pele.
Deus então aparece para Jó e, não passa a mão na sua cabeça, mas, lhe faz uma dura censura, e diz: ”Quem é esse que escurece a gloria dos meus desígnios com reclamações sem conhecimento?.”

Então, Deus disse a Jó; Eu pergunto e você responde. E desse diálogo a maior de todas as revelações Deus faz a Jó, quando perguntou:”Onde estava tu quando eu lançava os fundamentos da terra?. Quando eu trabalhava na criação do mundo? Responde se você tem entendimento? E diz para Jó ; Quem lhe pôs as medidas, se é que sabes?Ou quem estendeu sobre ela o cordel?. como foi que eu medi a terra? Em que base de sustentação ela foi firmada,? e quando chega aqui no (Ver. 7), então vem a grande revelação, Deus dizendo:

Quando as estrelas Dalva juntas alegremente cantavam, e rejubilavam todos os filhos de Deus.-----Sabe o que Deus estava falando? É que enquanto ele trabalhava na criação do mundo, o céu fazia festa, o coral angelical cantavam.( O termo usado aqui para estrela Dalva) é uma referencia atribuída a anjos, mais a grande revelação é a seqüência do versículo quando Deus diz;

“E rejubilavam todos os filhos de Deus.” Preste atenção que Deus não esta falando de anjos, mais sim de homens criados a sua imagem e semelhança. Se você tem certeza que é um filho de Deus, saiba que você também esteve lá mesmo que em espírito, é isso que Deus esta falando para Jó.-----“Jó eu não te abandonei, a nossa relação é antiguíssima”, preste atenção no versículo 21, quando Deus diz ; “ TU SABES PORQUE NESSE TEMPO JÁ ERAS NASCIDO”, e porque é grande o numero de teus dias”.Deus esta dizendo aqui, que Jó já existia em espírito, quando o mundo estava sendo criado, quando nenhum ser humano ainda existia, é isso que o texto diz com clareza.
Que revelação gloriosa é saber que a nossa historia com Deus não começou quando nós nascemos, ou quando fomos convertidos, mais ela precedeu o tempo, a historia, e a própria criação do mundo. A nossa verdadeira identidade ela é espiritual. Veja (Jó 10. 11) que diz; De pele e carne me vestiste, e de ossos e tendões me entreteceste. Este corpo diz o texto; è só uma roupagem perecível, temporária, enquanto em peregrinação aqui neste mundo estivermos.
Que nós não somos só esta carne, MAIS NÓS SOMOS ESPIRITOS, REVESTIDOS DESTA CARNE e, se aqui neste mundo viemos foi por concessão graciosa do Pai, servindo a seus propósitos eternos. Por isso, eu não tenho (Livre Arbítrio) para fazer escolha, NENHUMA porque nós já fomos escolhidos, fomos criados Nele, somos propriedade exclusiva Dele, e a nossa maior alegria, é amar a Deus, porque Ele nos amou primeiro.

Quando alguém sem conhecimento, arrogante, orgulhoso se atreve a afrontar a Deus dizendo que tem poder até para rejeitá-lo, é porque tal qual a Jó, só vê o seu umbigo, sua miserável vida humana. (Jó 38. 2) diz assim Deus: “Quem é este que escurece os meus desígnios com palavras sem conhecimento?”. É preciso ficarmos atentos para não sermos levados por ventos de doutrinas perniciosas, arrogante que nos faça pecar contra a misericórdia graciosa de Deus nosso Pai.

Sabedores que a nossa historia com Deus, precede a grandeza da criação deste mundo, porque fazemos parte de um plano seu, que começou lá na eternidade, e que ao vencer a nossa peregrinação aqui na terra, nós voltaremos para casa, de onde saímos um dia, para ficar com Deus para sempre na gloria eterna.

A Ele toda a gloria, para sempre. Amém.

1 comentários:

Andressa Gava ♥ disse...

Meu querido irmão!
Desde a última vez que visitei seu blog, pude ver um crescimento muito favorável!
É Deus contigo, varão!
Paz do Senhor.

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger