segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

DESPERTAI, Ó TU QUE DORMES !


Certa vez entrando num mercado, fiquei fascinado por lindas goiabas de casca sedosas. Então comprei uma e, quando fui abri-la para saborear á encontrei mau cheirosa, deteriorada e com bichos. Frustrado, joguei-a fora!. E lembrei-me que na realidade da vida, tal fato também ocorre. Temos relacionado com pessoas de níveis sociais diferentes, pessoas de bela aparência, desde o analfabeto até aquela de formação acadêmica, superior, com mestrado, e doutorado em especialidades específicas. E quando relacionamos com elas, podemos constatar que não passam de (“Goiabas de casca sedosas”). Lindas por fora, e podre por dentro. Não só por suas atitudes antiéticas, corruptas, mundanas como; o orgulho, o desamor, individualismo, sede de vingança, mas acima de tudo, carregando em seu interior conseqüentemente o espírito morto.

(Efesios 5. 14) O apostolo Paulo aqui da um grito de alerta e diz: “Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará”. É lamentável ver multidões que caminham pela vida, mortos espiritualmente e, como um morto não tem consciência, e nem tão pouco pode reagir as circunstancias que ocorre á sua volta, são como cegos que não podem ver Deus se manifestando através das obras de suas mãos. Que benção tão grande é para aquele que como o rei Davi, podia ver a beleza tão grande do seu Deus, e assim, pode escrever o belíssimo (Salmo 19. 1) “Os céus proclamam a gloria de Deus, e o firmamento anunciam as obras de suas mãos”.

(Romanos 8. 11) “Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos VIVIFICARÀ também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita”. Quando o milagre da ressurreição do espírito morto ocorre na vida do ser humano, então, os seus olhos são abertos para vê-lo através das belezas da sua criação. Como por exemplo: A gritante, e eloqüente, maravilhosa, visão de uma noite estrelada. Quem não as viu e, que tendo o espírito vivificado, olhos iluminados que não tenha ficado encantado?.

É incrível constatar que as pessoas estejam diante do sobrenatural, do divino, da expressão maior do amor de Deus que é o criador e mantenedor deste mundo, e não possam contudo, vê-lo. (João 8. 12) Disse Jesus: “Eu Sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrario, terá a luz da vida”. Se você meu irmão e amigo é como Jó que queria ver Deus, e não podia .Então Deus se apresenta a ele e disse: (Jó 38/39/40/41.) que para conhecê-lo era só olhar para as obras de suas mãos, e no (Capitulo 42. 5) Jó então, então cai em si e, envergonhado confessa. “Eu te conhecia só de ouvir , mas agora os meus olhos te vêem”. Isso não quer dizer que Jó viu Deus, mas que aprendeu vê-lo olhando para as suas criações.

Deixe eu fazer-te uma pergunta.---- Você já viu Deus hoje?

Reflita..............

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

PORQUE É MORRENDO QUE SE NASCE PARA A VIDA!

Diz o adágio popular: Melhor é um pássaro na mão, do que muitos voando!.
Entretanto, na vida espiritual a segurança lógica e racional deste pensamento, não é aplicável espiritualmente falando. Porque, embora nós tendo esta vida humana, e dela nós gostamos muito, Jesus nos adverte para a realidade de duas vidas que temos e, para ganhar a verdadeira, aquela que é eterna, nós temos que renunciar a (esta!) Parafraseando o adágio acima, temos que soltar a visível segurança do precioso e amável pássaro que temos em mãos, para ganhar a excelência daquele que nos aguarda. Seria esta uma atitude lógica, racional humanamente falando? De jeito nenhum! . Só poderá fazer isso, aquele que tiver olhos iluminados, que recebeu o toque gracioso do Espírito Santo, fazendo-o ressuscitar, da morte espiritual herança desastrada da desobediência dos nossos primeiros pais. (1Corintios 15. 22).

O ensinamento de Jesus para ser entendido, é preciso recebermos socorro divino, olharmos para ele sobe a ótica espiritual, porque o homem natural ao ler suas palavras elas soam de forma incompreensível, contraditória ao seu entendimento humano. Veja em (Mateus 10. 39) “Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia perde achá-la-á.-----Toda vez que passo na estação do (Metrô SÉ) de São Paulo, vejo uma placa com as seguintes palavras: ACHADOS E PERDIDOS. Isso me faz questionar o posicionamento desta frase. Não seria o contrario, PERDIDOS E ACHADOS?. Não temos que perder primeiro, para depois acharmos?. Entretanto, a tônica do ensinamento de Jesus também é colocada dessa forma: Achar primeiro para perder depois. Ou seja; Acha-se uma, para perder a outra. As duas vidas são incompatíveis entre si, e não podem sobreviverem juntas, porque uma é verdadeira e eterna, a outra é passageira, falsa, e temporal.

Todos nós vivemos procurando a felicidade, ou o sentido da vida. Fazemos isso porque temos sonhos, projetos para construir o que achamos ser bom para nós, aquilo que nos traga prazer e alegria. E acabamos por encontrar o instável, perecível, transitório aquilo que é ilusório e inconsistente e, que vai se perder um dia. O Senhor Jesus nos advertiu para escolha que fizermos nesta vida. Ele nos ensina que ao tentarmos achar a vida por nossa conta, acabamos só enchendo as mãos de inutilidades passageiras, ao ponto de não sobrar lugar para aquela que realmente importa. E assim, estaremos optando para aquela vida que se perde. Por isso Jesus disse: “Aquele que perde a sua vida acha-la-á. E o apostolo Paulo é mais enfático quando disse ( Colossenses. 3. 5) “Faça morrer a vossa natureza terrena”. Porque só assim, ganhará vivendo a espiritual ,aquela que é eterna.




segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

QUÃO AMÁVEIS SÃO OS TEUS TABERNÁCULOS!


Quanta saudade tenho da minha infância, quando ia visitar meu tio João. Morava no campo e tinha no fundo da sua casa um grande pomar. Então me lembro subindo nas grandes mangueiras e ter o privilégio de escolher a fruta mais bonita e poder saborear no embalo da suave brisa daquelas manhãs. E quando chegava a noite sentávamos envolta de uma fogueira, tendo por cobertura um incrível Céu estrelado para ouvir as historias do tio João. Era historias hilárias mas, ao mesmo tempo de grande preocupação, quando então contava do Lobisomem da meia noite, do Saci de uma perna só, do caipora das matas. etc. etc.
Sabe, viver aquele tempo era como desfrutar de um paraíso. Contudo, quando analisamos aquele pedacinho de felicidade, podemos ver que isso era só para nós crianças, mas para os adultos que moravam lá, a coisa era bem diferente. Tinha o labor do capinar o dia todo debaixo de um Sol escaldante de (30 graus) .

O autor do (Salmo 84) fala do anelo de sua alma pelas moradas do altíssimo. No (Ver. 2) diz: “A minha alma suspira e desfalece pelos átrios do Senhor”. Quando nos lemos estas palavras percebemos que nós muitas vezes temos sido eternas crianças em nossas vidas espirituais. Que só queremos usufruir das bênçãos do Senhor, sem se preocupar com o implícito e árduo labor da sua seara. Tem crentes que amam o (Ver. 7)” Vão indo de força em força.(ou seja; de benção em benção, de gloria em gloria). Mas se esquecem que para habitarem nas moradas do Altíssimo é, preciso antes de tudo assumir compromissos e responsabilidades de servo. Enquanto aqui vivermos, receberemos as copiosas bênçãos que Deus graciosamente as derrama a todos. (Mat.5. 45) “Ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos”. Entretanto, aqueles que não tem compromisso de vidas transformadas, que não tiveram um real encontro com Cristo Jesus, não podem alcançar o galardão glorioso de adentrar no descanso das moradas do Altíssimo .

Quando nós viajamos e ficamos longe de casa por vários dias, começamos a ficar saudoso do nosso lar, podemos estar hospedados em hotéis (5 estrelas) mas a nossa caminha, que saudade!!!!!. Pode até não ser tão luxuosa mas, não tem nada melhor como um repousar no aconchego da nossa casa. Enquanto o homem não entregar sua vida a Jesus, e não abrir seu coração para ser ocupado por Ele, não encontrará o verdadeiro e eterno descanso. Serão como crianças a viverem a momentânea e passageira alegria de uma finita noite que não só pode virar saudades, como também um eterno pesadelo.

Para você meditar!

Que Deus ricamente abençoe a tua vida, em nome de Jesus.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

A POSTURA DE DOIS TRAIDORES !


Quando olhamos para o colegiado apostólico de Jesus, o vemos que era de um resumido número de doze homens. Homens estes, que conviviam com Jesus (24 horas por dia) e que compartilhavam com Ele o aconchego da sua presença. E muito mais que isso, recebiam a provisão das suas necessidades físicas que provinha algumas vezes, (Milagrosamente). Tinham o privilégio de ouvir os seus preciosos ensinamentos, e além de tudo, viver com Ele as experiências do sobrenatural do seu poder.

Eles presenciaram as maravilhas e o sobrenatural de muitas curas. Foram leprosos, paralíticos, coxos, aleijados, cegos viram o milagre da multiplicação dos pães e dos peixes, viram o milagre de Jesus andando por sobre as águas, viram também Jesus falando com a tempestade e esta o obedecendo-o, viram também uma mulher com fluxo de sangue, doença essa incurável sendo curada somente ao tocar em suas vestes, e para resumir; três deles tiveram o privilégio de estarem no monte da transfiguração, na presença do próprio Deus e, ouviram a sua voz.

Então, eis ai uma intrigante indagação !

Como pode depois de viverem todas essas gloriosas e sobrenaturais experiências, ao lado de Jesus, existir no meio deles dois homens de comportamento reprovável, extremamente revoltante, o de serem (Traidores). O Primeiro chamado Judas por cobiçar o reluzir e o tilintar de trinta moedas de prata e, sendo usado pelo diabo traiu o seu mestre com um falso beijo. Depois sentindo grande Remorso, foi dar cabo da sua vida se enforcando numa arvore.

O Segundo, covardemente no momento em que seu mestre mais “precisava” de companhia, ele o negou por três vezes, traiu e praguejou diante da insistência da empregada em dizer:Você é um deles. Só que ocorreu neste caso,mais um milagre no relacionamento do Mestre com seu discípulo. Foi num raro momento que seus olhares se cruzaram, não houve nenhuma palavra, nenhum gesto, nenhum sinal, ”Somente um olhar”. Então, aquele discípulo medroso, covarde, que traíra o seu Senhor negando-o por ter medo de uma simples empregada, pode ver no olhar de Jesus; (Um afetuoso olhar de amor). Pedro caiu em si, profundamente arrependido sai e vai chorar amargamente.

Dois homens que traíram o seu mestre, tiveram na adversidade posturas diferentes. O primeiro; (Judas) quando o ato foi consumado, sentiu tão somente um insuportável Remorso, e foi suicidar-se. O segundo,(Pedro) sentiu um profundo arrependimento e, foi chorar amargamente seu pecado, e clamar por perdão. O Salmista Davi a muito tempo antes já havia dito no (Salmo 51. 17) “Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus. A restauração completa de Pedro ocorreu na praia da Galiléia com uma emocionante pergunta: Também por três vezes: “Pedro Tu me amas? Então Pedro fitando o olhar de Jesus vê amor gracioso, vê reconciliação, vê perdão, restauração e entristecido por Jesus perguntar pela terceira vez, respondeu: Senhor, Tu sabes todas as cousas, Tu sabes que eu te amo. Jesus lhe disse: “Apascenta as minhas ovelhas”.

Resumo do texto
: 01) O Remorso; não justifica ninguém
02) O Arrependimento; é o caminho do perdão.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

PAI, PERDOA-LHES !.


Como é para nós difícil, cumprir este ensinamento de Jesus (Perdoa-lhes). Quando nós diante de uma sofrida agressão física e moral, diante de uma calunia, de uma injustiça que nos prejudicou tanto, nós liberarmos perdão. Já vi alguém dizer; eu perdoou mas, não esqueço!. Isso não é perdão. O Senhor Jesus nos deu a mais clara lição de perdão, quando pendurado naquela maldita Cruz Ele repetiu continuadamente estas palavras, a cada ferida que sangrava, a cada chaga que o torturava, a cada blasfêmia e calunia proferida contra ele, ele dizia:”Pai perdoa-lhes porque não sabem o que fazem”. Há! Senhor como tem sido difícil cumprir este ensinamento, porque só o pode fazer isso, aquele que teve um dia o seu coração transformado, que nasceu de novo, que foi alcançado pela graça do amor de Deus e, que assim, deixou de viver na carne, para viver no espírito.

Porque perdoar não é um ato que procede de emoções humanas. Não é natural, mesmo porque perdoar, não é algo lógico, racional, mas ele é um ato divino. Um agressor impiedoso é aquele que não merece perdão à vista da nossa imperfeita justiça humana. Assim, como também nós pecadores, não merecíamos perdão divino. Mas, o grande ensinamento que o senhor Jesus nos dá é, que Ele nos perdoa de todas as formas de pecados cometido, não porque merecemos, mas sim, porque Ele é um Deus misericordioso que estende Seu perdão graciosamente à quem quer. E sendo assim, Ele nos cobra a mesma postura em liberarmos perdão, ainda que este precise ser de (70 vezes 7). Ou seja; infinitamente entenderam?. O perdão é o visível sinal da ação de Deus trabalhando em nosso Ser.

Perdão é necessário, imprescindível, e acima de tudo ele é (CONDICIONAL!.). Veja, Mateus 6. 15 “Disse Jesus: Se, porém, não perdoardes aos homens (as suas ofensas,) tampouco vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas”. Por isso, quando os discípulos pediram para Jesus ensinarem a Orar, Ele fez a oração do “Pai Nosso”. Veja bem o que disse: “Perdoa-nos as nossas dividas , "ASSIM" como nós temos perdoado aos nossos devedores”. Prestaram atenção nessas palavras?. Quem não perdoa, não pode fazer essa oração!. O perdão ainda que a nossa vista humana seja um amargo elixir a ser tomado, ele é ao mesmo tempo um Bálsamo que cura as feridas que sangram no recôndito mais entranhado da nossa alma, trazendo-nos a gostosa sensação de alivio e de paz. Quando Deus nos perdoou diz (Miquéias 7. 19) “Ele lançou os nossos pecados no fundo do mar”. É COLOCOU UMA PLACA É PROIBIDO PESCAR AQUI. Aleluia !. ( Grifo nosso).

Muitas pessoas vivem doentes sofrendo de problemas psicológicos e emocionais por falta de liberar perdão. E até o temível câncer é uma das doenças ligada ao emocional. Muitas vezes é uma traição, uma injustiça, uma decepção que faz com que pessoas que não perdoam vivam amargas, sem alegria e passem pela vida sem saber que é possível reverter este tão triste sofrimento. Que é liberar Perdão!. Quando você perdoa você trás as bênçãos de Deus sobre a sua vida, e as janelas da prosperidade se fará sentir em teu viver.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

CASTELOS DE AREIA !.


Certa feita eu estava sentado a beira mar. E próximo de mim um garoto construía um castelo de areia. Era admirável a sua habilidade na divisão dos compartimentos e, até uma bela torre ele construiu. Depois que julgou o trabalho concluído, sentou-se enfrente a sua obra, e sorriu. Mas, uma onda mais forte veio e destruiu o seu castelo. Ao contemplar a cena pensei que ficaria triste, e desistiria do seu intento. Mas, ele olhou para as águas que se afastavam, coçou a cabeça e, recomeçou tudo de novo. A tarde caia quando seus pais chegaram e lhe disseram: Filho!, vamos pra casa. Aquele menino agiu assim porque, embora o castelo de areia fizesse parte da sua fantasia de vida, o que sustentava sua alegria era, a esperança de saber que no final do dia, iria para casa, e ali teria o conforto e o abrigo de um lar.

Quase tudo que construímos em nossa vida é passageiro. São “castelos de areia”. É nosso projeto de vida, é nossa casa própria, é nosso emprego, e infelizmente para muitos até o próprio casamento. Investimos tanto tempo, tanta dedicação, tanta energia, lagrimas, suor para serem construídos. E insensato seremos se depositarmos neles, a nossa maior esperança. Mais cedo ou mais tarde, uma onda inevitável poderá vir e levar para sempre aquilo que demandou tanto tempo para construirmos. E quando isso acontecer, somente aquele que tiver sua esperança no Senhor Jesus, será capaz de como aquele garoto, rir, e começar de novo. Todo crente tem uma promessa gloriosa e o aguarda com grande expectativa o dia em que será liberto deste corpo mortal, para receber uma nova vida. Essa sim, não será instável, passageira, finita como os “castelos de areia” que construirmos neste mundo, mas será eterna nos Céus.

A exemplo daquele menino, devemos continuar se alegrando em tudo o que construirmos, sem depositar neles a razão da nossa vida. Nós que confiamos no Senhor, sabemos que os castelos por nós construídos neste mundo, poderão perecer e ser destruídos, entretanto, temos da parte do Senhor uma mansão na casa do Pai esperando para ser habitada por nós, à qual será para toda a eternidade junto do nosso Pai celestial.

(Salmo 62. 10) “ Se as vossas riquezas prosperam, não ponhais nelas o coração”.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

O PERIGO QUE VEM DOS HOLOFOTES !.


Como faz bem para (ego) humano quando somos ovacionados por uma grande platéia.
Especialmente nós pregadores, pastores quando somos aplaudidos, elogiados, por uma mensagem pregada. Isso, nos dá uma sensação de prazer, pelo trabalho reconhecido, e as vezes um sentimento de auto suficiência à qual nos pode levar para um caminho extremamente perigoso, que é o (ORGULHO). O Senhor Jesus que conhece a profundidade do coração humano, certa feita ao ser qualificado de BOM, ele fez uma correção até estranha: (Marcos 10. 17) “Porque me chamas bom? Ninguém é bom senão um, que é Deus.

O grande perigo é quando recebemos os aplausos, os elogios e imediatamente não fazemos a devida transferência a quem de direito pertence. DEUS.---- O Rei Herodes quando falava para o povo, a multidão começou a gritar; não é voz de homem mais de Deus, e ele consentiu na aclamação, então Deus o castigou com uma terrível morte, o ser comido pelos vermes. (Isaias 42. 8) Disse Deus: “ A minha gloria não darei a outrem”. (Ezequiel 39. 25) Disse Deus: “Eu terei zelo pelo meu nome”. A historia contemporânea nos tem mostrado o zelar de Deus por seu nome. Hoje temos visto grandes homens de Deus caírem em grande desgraça, porque fascinados pela luz dos holofotes acharam que eram os bons. E o zelar de Deus os permitiu caírem, para que a gloria fosse devidamente só dele.

No ano 1.986 eu estava fascinado com um grande pregador chamado Jimmy Swaggart ele era uma estrela do evangelho televisivo, na hora do seu programa eu parava o trabalho para vê-lo. Era um homem eloqüente, versátil, inteligente e acima de tudo trazia uma boa palavra. Mas a cada programa ele foi ficando eufórico ganhando o mundo, fama, poder, aplausos e muitos o atribuíam o titulo de maior pregador da atualidade. (E ele acreditou que era de fato o Bom!), e por isso talvez Deus tenha permitido a sua grande queda . Também conhecemos outro grande homem de Deus chamado Caio Fabio. Pastor, escritor de vários livros, um homem culto de grande projeção no meio evangélico que lotava as igrejas com sua presença, pois todos queriam ouvir um sermão pregado por aquele ilustre homem de Deus, um grande pregador de refinada oratória. Também fascinado pela luz dos holofotes humanos ele acreditou que era o Bom, e por isso também, Deus o tenha permitido cair.

Meu irmão em Cristo Jesus, você que é pastor, pregador, evangelista use a gloriosa oportunidade para falar da graça maravilhosa da salvação, que só em Cristo Jesus se pode encontrar. Pregue a mensagem pura e simples da palavra de Deus, sem preocupar em agradar à homens, e nem tão pouco a milhares de fiéis que lotam as igrejas. Se possível evitem termos emotivos (Repetitivos) para não suscitar com isso a emoção e, os conseguintes aplausos. Porque eles serão direcionados a você, que os incentivou, e não a Deus. E Deus com certeza cobrará de você a indevida gloria recebida. Não queira com sua oratória converter o pecador, não conseguirá !., porque isso é obra do Espírito Santo. Por isso, ao preparar teu sermão procure agradar um só expectador. DEUS !. Então ele ungirá as tuas palavras para trazer salvação ao perdido. (Provérbios 3. 7) “Não sejas sábio aos teus próprios olhos; teme ao SENHOR e aparta-te do mal”.

A Deus toda gloria, honra, louvor, adoração pelos séculos dos séculos. Amém




sábado, 5 de fevereiro de 2011

O REFUGIO VERDADEIRO !.


Me permita fazer-te uma pergunta?.

Como vai a tua vida?. Esta navegando em águas tranqüilas e serenas?. Goza de todas as bênçãos dos Céus? . Muito dinheiro, muita fartura, saúde, alegria?. Não !.....Hum !..... A vida não tem sido “um mar de rosas” não é mesmo?. Se fosse assim Jesus não teria dito: “No mundo passais por aflições”. Mas, a misericórdia de Deus é tão grande que ele providenciou um meio de graça para alcançar um refugio verdadeiro no meio das tormentas e das tempestades que abater sobre nós.” Que é a oração” um direito glorioso da GRAÇA, de podermos dialogar com o Pai, contar à ele das nossas necessidades e, aflições.

O grande Servo de Deus Davi escreveu o (Salmo 46. 1) E ele disse: “Deus é o nosso refugio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações”. Entretanto, para acessar à esse refugio naquele tempo não era tão fácil assim. Tinha todo um processo à ser seguido. Somente o sacerdote depois de se purificar com a imolação de um animal sobre o altar, podia então interceder a favor de alguém, e isso, demandava muito tempo diante das necessidades de milhares de pessoas.


O amor incomensurável de Deus o levou a entregar o seu Unigênito filho Jesus como sacrifício vivo e eternamente eficaz para socorrer o necessitado nas suas tribulações. Um dia a terra e Céus foram testemunhas de um “Santo Brado” que mudou a historia do mundo. Estávamos separados de Deus pelo pecado, de comunicação totalmente cortada, com um véu que nos impedia a aproximação com Deus. Por que o pecado faz separação entre Deus e o homem. ------Um dia um angustiante e sofrido Grito !. “Esta Consumado!!!. Ecoou naquele maldito, horripilante, nojento, revoltante monte das Caveiras, transformando a aparente derrota em gloriosa vitória, rasgando o sofrido véu que nos separava de Deus e dando-nos o divino privilégio de poder falarmos com o Pai a hora que quisermos, e no lugar em que estivermos. Agora a comunicação foi restabelecida, o entrave foi retirado, a divida foi paga.

E agora, quando Deus olha para o indigno pecador que clama por seu nome, ele não vê nenhum pecado, nenhuma impureza, nenhuma mácula, porque ele olha através do sangue precioso do seu filho Jesus derramado naquela infamante Cruz. Então, ele pode ver-nos dignos, santos, purificados, alvo mais que a neve. (1 João 1. 7) “O Sangue de Jesus o seu Filho, nos purifica de todo o pecado”. Agora meu irmão quando você orar, os ouvidos de Deus se abrem para ouvir o seu clamor, e a sua misericórdia santa se move para te socorrer.
Talvez a resposta não seja exatamente conforme o seu pedido, porque Deus sabe o que realmente é bom para você, e como ele é um Pai amoroso dará sempre a melhor benção.

Meu irmão, você que esta lendo esta mensagem creia com toda fé do teu coração, que por mais que seja a tua angustia, por mais que seja a tua dor, ainda que não veja humanamente nenhuma saída, não olhe para o problema com olhar de Sara, que desistiu de Deus e quis resolver o problema por si mesma. Mas use o expediente gracioso da desimpedia linha e fale com Deus, Ele esta esperando a tua ligação. Ore quando precisar, mais Ore também quando não precisar, somente para agradecer. DEUS TE ABENÇOE!.
.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011















A GLORIA DA CRIAÇÃO!


Homem de olhar perdido na amplidão
Contempla o azul desconhecido....
Deste Céu tão estrelado.
Fica confuso, pasmado!!!!
Da gritante força desta criação
Que pelo Criador, foi ele favorecido.


Não resta duvida, o meu limitar !
Pois quem te fez,
A mim fez habitar
O espaço que dividimos nós.
Lá em cima os astros a brilhar,
Este eloqüente canto, sem ouvir a voz.


Pois somos feitura do criador em festa
Que seu Amor ninguém contesta,
Na obra incomensurável, e bela assim......
Que partilhar da criação propiciou à mim
O eterno gozo de ser por DEUS,
O agraciante feliz dos dias meus !.



O JESUS REDIVIVO !.















Arranque do teu altar......idolatrado!
Este triste pobre crucificado,
Que o chamais de Cristo.
O seu penoso estado,
Jamais mudou que seja visto.



Imolação eterna afixada...
Figura apática de um impotente,
Que de olhar contemplativo, é aclarada
A derrota enfática e inconseqüente.


Ao venerando, que com ardor o busca,
Na frustração da prece não respondida
O espectro que o mirar ofusca!
A inócua imagem tão afligida.


Arranque já o teu cristo empalado !
De Jesus morto, e ainda crucificado,
Que o adorais ao sopé deste calvário
Não vês que Ele vive, e no santuário
Dos corações humanos, por Ele comprados.


Oh ! que gloriosa madrugada em que Maria,
Ao sepulcro de Jesus o foi balsamar.....
De repente ! Não! não!.....ele mente ! que agonia
Onde foi que o meu senhor foi parar ?.


TUMULO VAZIO ?....... é a gloria !!!
Que a vitória sobre a morte consumou,
É o Ressurreto!..... que o decreto
Do Seu Santo evangelho confirmou.






HARPA CRISTÃ HINO *QUÃO GRANDE ÉS TU*

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger