terça-feira, 10 de maio de 2011

DISSE JESUS: NISTO É GLORIFICADO MEU PAI !

Texto Básico: João 15. 8

Todos nós que um dia recebemos Jesus Cristo como nosso salvador, temos a grande alegria de estarmos navegando por águas tranqüilas, na esperança segura da nossa salvação, que nos foi conferida antes da fundação do mundo. É isso que o apostolo Paulo nos diz em (Efésios 1-4). Que grande conforto espiritual, é termos esta certeza que o nosso relacionamento com Deus, precedeu o tempo, a historia e, a própria criação do mundo.

Entretanto, nós não fomos chamados, escolhidos, eleitos, só para ficarmos desfrutando dessa maravilhosa graça, comodamente de braços cruzados, a sombra de uma frondosa arvore, olhando o descortinar do horizonte. NÃO !........, este descanso é prometido a nós por Jesus, quando deixarmos este vale de lágrimas e, formos para sempre com ele morar. Ai então, teremos o prometido descanso. No entanto, enquanto aqui estivermos, neste mundo, o que Jesus nos ordenou a fazer foi; muito trabalho, muita luta, muita semeadura, ininterrupto labor na sua seara .

Mateus 9- 37
Disse Jesus: “Os campos estão brancos para seiva, mais são poucos os trabalhadores”.
Se você meu irmão, sente-se um vitorioso, em Cristo Jesus na (eleição do seu chamamento). Então, fique sabendo de uma coisa; que nesta seara não tem espaço para aqueles acomodados, e desafeiçoados ao trabalho. Deus não aceita em suas trincheiras homens e mulheres que não estejam engajadas por um objetivo único, que é servir ao senhor, nem que isto lhe custe a própria vida. Porque, não há convencimento maior para nós enfrentarmos essa batalha, do que um amor maior, entranhado no mais profundo do coração, que seja a alegria de estarmos servindo a causa de Cristo Jesus, nosso Senhor e mestre, certos do glorioso galardão que vamos receber um dia.

Qual foi a missão, que Jesus nos mandou fazer? (João 15-8) “NISTO È GLORIFICADO MEU PAI, EM QUE DEIS MUITO FRUTO, E ASSIM VÓS SEREIS MEUS DISCIPULOS”. O que Jesus esta dizendo aqui é, que não tem outro jeito, não tem outra alternativa, outra possibilidade de agradarmos a Deus, se não for através da nossa dedicação, do nosso esforço pessoal no trabalho do seu reino. E o imperativo desta missão nossa, é produzir frutos, porque foi exatamente para isso que nós fomos chamados. (João 15-16) disse Jesus; “Não foste vós que me escolhestes a mim, PELO CONTRARIO, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que (vades e deis frutos.)
(João 15- 1) disse Jesus; "Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele corta; e todo o que dá fruto limpa, para que produza mais fruto ainda.

A chamada de Jesus tem implicitamente a obrigação de uma resposta que se traduz em um resultado de um esforço, de incansável trabalho que ele chama aqui de FRUTO.
Após Jesus ter dito que o Pai é exaltado glorificado, quando nós produzirmos muito fruto, Ele disse colocando num condicional a exigência do Pai. (“E ASSIMtornareis meus discípulos). O ensinamento de Jesus aqui é, que para sermos seus discípulos TEMOS que impreterivelmente produzirmos FRUTOS.

(Mateus 25-14). O senhor Jesus contou a parábola dos Talentos. E aqui ele disse: “Que um homem ao se ausentar-se do seu pais, confiou os seus bens á três servos. Ao primeiro deu cinco Talentos, ao segundo deu dois, e ao terceiro deu um” (O versículo 15 )disse Jesus, que foi segundo a própria capacidade de cada um. Todos tinham igualmente capacidade para administrar o bem que receberam. Porém; o terceiro que recebeu um talento só, não quis trabalhar, não quis produzir, não deu a devida importância ao bem que ele recebeu . Jesus não disse aqui, que o que recebera cinco talentos era mais importante, do que os outros, NÃO! eram exatamente iguais dentro da suas habilidades.

O que Jesus quis enfatizar é que; todos tinham que trabalharem, produzirem com aquilo que receberam do seu Senhor. Mais o que foi que aconteceu? O que recebeu um talento, diz o (versículo 26);Sabendo que és homem severo, que ceifas onde não semeaste, e ajuntas onde não espalhaste,( receoso enterrei o teu talento).” Eis aqui o que é teu.” Analisando a conduta deste servo, nós podemos entender que Jesus na verdade quis dizer, que ele foi negligente, improdutivo, mais o mal maior foi, que ele não deu a devida importância ao valor do bem que recebeu.
Eu queria deixar com os irmãos esta advertência de Jesus, para que nós estejamos pensando hoje nela, o que temos feito com o talento que recebemos de Jesus. Você conhece qual é o teu talento? Ou, ele ainda continua escondido?
Todos nós recebemos talentos quando fomos chamados por sua imensurável graça. Não existe ninguém( SALVO POR JESUS)que não tenha recebido talento, nem que seja um só, foi o que Jesus disse aqui em sua parábola.

Que triste e angustiante dia não será para aquele, que ao ouvir o som da trombeta conclamando a prestar contas da sua mordomia, e ai, se lembrar que o talento recebido do Senhor um dia, foi por ele enterrado e, agora como vai encarar o rosto do seu Senhor na prestação de contas.-----Veja o que Jesus disse para aquele servo improdutivo que recebeu um talento e não quis trabalhar com ele?, (versículo 30); disse Jesus: “Servo INUTIL lançai-o para fora nas trevas. Ali haverá choro e ranger de dentes”.


Que Deus nos ajude, à sermos zelosos, e fiéis servos no desempenho da nossa mordomia . Amém

2 comentários:

Irismar Santos disse...

Eneas ontem citei esse texto de Mt 25:14 num estudo,sobre o que fazer com o que DEus nos deu. Paulo diz que Deus já nos abençoou com TODAS as bençãos, mas infelizmente nos comportamos como esse homem que enterra o que a ele foi confiado, somos obra de DEus para as boas obras e ja temos todos os recursos necessários!!

Desejo ao senhor uma boa seman.

Arione Torres disse...

Oi Eneas, tudo bem?
Obrigada por seguir o meu blog, vim conhecer o seu blog e gostei muito. Já estou seguindo com muito prazer, Te desejo um ótimo final de semana e fica com Deus. Um abraço.

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger