terça-feira, 30 de agosto de 2011

FILHOS DE DEUS, E OS FILHOS DO DIABO!



“As minhas ovelhas ouvem a minha voz; eu as conheço, e elas me seguem”.

Texto Básico: (João 10. 27)

Nós conhecemos a conseqüência desastrosa do pecado de Adão e Eva no paraíso. Nós sentimos hoje os influxos na própria pele, o resultado desta tremenda tragédia . Adão e Eva, foram criados sem pecado e a semelhança dos anjos viviam no paraíso sendo Santos. Entretanto, após o pecado cometido, foram expulsos do jardim, porque agora eram pecadores, indignos, infiéis trazendo para toda a raça humana a conseqüência desastrosa da sua infidelidade. Mas, isso, não é todo o mal que aconteceu!. O pecado trouxe a existência de uma nova criatura, (O filho do diabo). Do ventre agora pecaminoso de Eva, nasceram duas sementes.----Isto é; duas gerações. Os filhos de Deus, e os filhos do diabo.

Será isso verdade? (1 João 3. 12) diz: “Não segundo Caim, que era do Maligno e assassinou a seu irmão” Veja!... ele não tornou-se do maligno por ter assassinado seu irmão, mas, por já ser do maligno desde o ventre é que matou a seu irmão.
Aqui, começou a existir dois tipos de homens no mundo.----OS FILHOS DE DEUS.---- e os FILHOS DO DIABO. Os inscritos no livro da vida para salvação e, que tiveram a sua eleição antes da fundação do mundo. (Efésios 1. 4) diz Paulo; “Assim como nos escolheu Nele antes da fundação do mundo, para sermos Santos irrepreensíveis perante ele, para adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade”.
Como também, depois do pecado Deus ter criado aquele homem procedente da malignidade do ímpio Caím. Os quais, não foram eleitos para salvação, muito pelo contrario, são frutos da resultante desobediência dos nossos primeiros pais.
Como vamos entender isso?..... (Romanos 9. 22) diz Paulo:” Que diremos, pois, se Deus querendo mostrar a sua ira e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita longanimidade os vasos de ira (PREPARADOS PARA A PERDIÇÃO). ou seja; eles não tem nenhuma chance, por que foram criados para esse fim . Todo Ser humano é criatura de Deus. Mas, Filhos ! são só os eleitos que tiveram a sua escolha antes da fundação do mundo. (Efésios 1. 4)diz:. “Assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele. Assim, pois, não depende de quem quer, ou de quem corre, mas de usar Deus a sua misericórdia. (Rom. 9. 16). Aqui então fica muito claro, que Deus criou um homem para ser salvo e, outro para ser condenado.

Para pessoa que a primeira vista discorda deste posicionamento que aparentemente é tão drástico tomado por Deus, veja os versículos (20- 21)Quem és tu, ó homem para discutires com Deus?!. Porventura, pode o objeto perguntar a quem o fez: Por que me fizeste assim?. Ou não tem o oleiro direito sobre a massa, para do mesmo barro fazer um vaso para honra, e outro para desonra?. Para um homem Deus aplica tão somente a justiça que os seus atos merecem, ou seja; Condenação!. Mas, á outro Deus concede Misericórdia e graça, ou seja, favor imerecido. É a soberania do Pai nos seus divinos propósitos.

Nós temos convivido com as pessoas de raças e de continentes deferentes, de classes sociais também diferentes, num planeta terra que abriga hoje um pouco mais do que (6.5 Bilhões de pessoas) entretanto, andando pelas ruas muitas vezes não podemos identificar pela aparência, nenhuma anomalia exterior que indique que aquela pessoa é um inimigo, (Não nosso, mas, que é inimigo de Deus). Com exceções; dos homens que deixam extravasar a malignidade dos seus atos na pratica de crimes hediondos, como: impiedosos assassinos, seqüestradores, etc, etc.
No entanto, nós temos convivido com pessoas que são amáveis, caridosas, prestativas, de bom coração, pessoas que até fazem parte da nossa família, cresceram juntos de nós, e que temos estreito relacionamento com eles e, que embora não confesse a mesma fé nossa, é muito melhor relativamente em suas obras, do que muitos crentes que enchem muitas igrejas por ai. E as vezes a gente até diz;--- Essa pessoa só falta ser crente!.
(Mateus 25. 33)disse Jesus; Que no ultimo dia, o do julgamento, Ele como pastor vai separar os cabritos, das ovelhas. Comece meu irmão a prestar a atenção no significado de cada expressão de Jesus a partir daqui....
.
Jesus está dizendo que no mundo tem homens que são completamente diferentes uns dos outros, muito embora, essa diferença não seja visível á olhos nus, (ou seja, á olhos humanos). Contudo, Jesus disse: Quando vier o filho do homem na sua gloria, ele vai Separar uns dos outros, como o pastor separa os cabritos das ovelhas. Porá as ovelhas a sua direita, mas os “cabritos”, a sua esquerda. Jesus usou a figura da ovelha para identificar o filho de Deus, como também usou o cabrito para identificar o filho do diabo.
(João 10. 27) disse Jesus: “As MINHAS ovelhas ouvem a minha voz”.

Primeira coisa relevante a observar é; que Jesus só chama ovelha que já lhe pertence.
Como explicar então a conversão de uma pessoa que pelos seus atos nefastos praticados, indicam ser ela um filho do diabo ? . E de repente, ela se converte, muda de vida, o que temos visto acontecer com ladrões, assassinos, seqüestradores etc.

“A VERDADE É, QUE NENHUM FILHO DO DIABO SE CONVERTE”!. O que converte é, aquela ovelha que nascendo no meio dos cabritos e, vivendo como cabritos, banqueteando dos manjares dos cabritos e, que tendo ainda que temporário prazer na sua infâmia, ela é ovelha, tem ouvidos de ovelha, tem sensibilidade de ovelha e que um dia a misericórdia graciosa do Senhor vai chamar, buscar, resgatar e quando ela ouvir a sua voz de amor, prontamente vai identificar, reconhecer e imediatamente vai deixar a vida nefasta de cabrito e, correr para os misericordiosos braços do bom pastor.---- Isso aconteceu na minha vida, na tua e de todos os que hoje vivem na graça de Cristo Jesus.

Veja Bem meu irmão!. Nunca Jesus disse que chamaria os cabritos do mundo, para os transformar em ovelhas. Mas, Jesus disse que”Chamaria as suas ovelhas”. Mesmo porque, se ele chamasse os cabritos com voz de pastor que ele é, diz nos a história dos grandes criadores de ovelhas, que jamais cabritos vão entender a voz do pastor, pode o pastor ficar o dia inteiro chamando que nenhum cabrito vai atendê-lo, porque, não há compreensão, identificação, entendimento. ----Mas, as ovelhas entendem porque tem sensibilidade, natureza, ouvidos de ovelhas. Porém, isso não acontece com os cabritos, porque não entendem o chamar de um pastor.

(João 10. 26) disse Jesus; “Mas vós não credes, porque não sois das minhas ovelhas”.
Graças a Deus, porque um dia nós ouvimos o chamar de amor do supremo pastor e, corremos para os seus braços. E espero que você também tenha tido esta mesma experiência, você que é ovelha que pertence a ele, você é aquele que Deus o amou antes da fundação do mundo, para que vivendo estes dias aqui nesta peregrinação terrestre, pudesse testemunhar que é filho do Deus eterno, ovelha do seu pastoreio, até aquele dia em que ele vier nos buscar para com ele irmos morar para todo o sempre na gloria eterna. Amém.

ESPAÇO ABERTO PARA SEU COMENTARIO: Se você concordou com a mensagem, Aleluia!. Porém, se discordar, registre aqui seu pensamento. Usando exclusivamente o contexto Bíblico.

domingo, 28 de agosto de 2011

A GLORIA DE UM CÉU PASSAGEIRO !




Certo homem era casado com uma mulher muito crente, cuja paciência era muito grande, e este aproveitava da sua tolerância. Para se gabar da submissão de sua esposa, ele levou um de seus amigos, o qual estivera bebendo com ele num bar, quando as horas já adentravam a madrugada de um novo dia. Aquela mulher já estava dormindo, quando ao tocar na porta levantou-se para abri-la. Então, aquele homem entrando grosseiramente disse: faça uma comida pra mim comer. Sem esboçar nenhuma contrariedade, aquela mulher foi para o fogão cozinhar.
Enquanto a observava cozinhar, o marido sorria satisfeito consigo mesmo, mas o amigo permanecia pensativo. Quando a mulher serviu a mesa, o visitante perguntou-a: Não consigo compreender como a senhora se submete aos caprichos de seu marido!

Com olhar pesaroso respondeu: Senhor, esse é o único céu que ele está a conhecer, e ele é tão passageiro!. Diante dessa resposta o visitante emudeceu. Então, ele repetiu em baixa voz: “Esse é o único céu que ele está a conhecer, e ele é tão passageiro!. E assim, pensativo ponderou, se isso estiver correto, então, o que vem depois é o inferno?.......o qual é eterno e sem chance de retroceder. E ao sair dali, foi meditando naquelas palavras, e quando deitou não conseguia dormir. No dia seguinte ligando o rádio ouviu uma pregação do evangelho, e imediatamente foi tocado pela mensagem e se converteu, entregando sua vida a Jesus. Obtendo aquela gostosa paz que só os verdadeiros salvos por Cristo Jesus já experimentaram.

Tudo isso, porque impressionado viu na simplicidade daquela mulher, a maior de todas as pregações sem esboçar palavra alguma, apenas com submissão,resignação e paciência o maior de todos os testemunhos feito por alguém que vivia a grandeza de sua fé, vivendo o amor que inundara sua vida, transformando-a em nova criatura. O Senhor Jesus ao pregar o seu majestoso sermão do monte Ele disse: “ Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus”. (Mateus 5. 16)

Talvez, você não tenha o talento de um grande e eloqüente pregador, mas poderá pregar a mais poderosa e eficiente mensagem evangelística, vivendo a santidade do resplendor glorioso de Cristo Jesus em sua vida, nas suas atitudes, e no seu comportamento para com o teu próximo. É exatamente isso que Jesus espera que você faça, sendo Seu servo.

Que o SENHOR grandemente te abençoe, em nome de Jesus!

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

TRANSFORMADOS SEREMOS EM CORPOS GLORIFICADOS!




Texto Básico: (Filipenses 3. 20-21)

“Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também aguardamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo de humilhação, para ser igual ao corpo da sua gloria, segundo a eficácia do poder que ele tem de até subordinar a si todas as cousas"
Conta-se que um homem ocupando uma grande posição política, de alta responsabilidade nos destinos de sua pátria, ele era respeitado por ser um homem ousado, enérgico em suas decisões, e acima de tudo, pela transparência de uma vida integra e honesta em suas decisões. Este homem tinha uma filha que era deficiente física. Ela era objeto de toda a sua atenção. Apesar de todas as responsabilidades com sua função ocupacional, quando voltava para casa, esse homem se transformava, numa pessoa humilde, doce e aparentemente fragilizada ao encontrar sua filha. Ela recebia dele toda sua atenção, o qual fazia-lhe todas as vontades.
Um dia aquela criança adoeceu vindo a falecer. Então, foi providenciado para que o funeral fosse na intimidade familiar. Aquele casal, eram crentes esperançosos nas promessas de Deus, e sabiam que embora a dor da separação que se fazia sofrer naquele momento, seus corações estavam fortalecidos e consolados pela certeza que sua filhinha estava com o Senhor Jesus. Após saírem do cemitério, aquele homem disse para sua esposa: Agora ela é exatamente igual a todos os outros!.

Há!......este é o triunfo da nossa fé que nos permite discernir, apesar das lágrimas e da dor, a maravilhosa esperança que só os crentes em Cristo Jesus pode ter.(Tito 1. 2)” Na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos”. Pois sua palavra nos diz; que na sua volta teremos corpos semelhantes ao Seu próprio corpo, ou seja; corpo glorificado, santificado porque dEle receberemos toda a gloria. (João 3. 2-3)Amados, agora, somos filhos de Deus, e ainda não se manifestou o que haveremos de ser. Sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque haveremos de vê-lO como ele é. E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como ele é puro”.

É vivendo por fé que consolações alcançaremos, e também, a esperança da nossa segura e inconfundível vitória. Amém !


quarta-feira, 24 de agosto de 2011

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O PÃO NOSSO DE CADA DIA DÁ-NOS HOJE !



Texto Básico: Mateus 6. 11

Nós muitas vezes somos esquecidiços da dependência tão grande que temos de Deus. Sem Ele, não poderíamos respirar, falar, mover, pensar, trabalhar, nem mesmo “existir”. É dele que recebemos diariamente a Sua devida provisão. O grande profeta Jeremias escreveu: “As Suas misericórdias se renovam a cada manhã” (Lamentações 3. 23). Cada dia somos abastecidos, recebendo a provisão necessária que precisamos para vivermos, e o profeta termina o versículo dizendo: “Grande é a tua fidelidade”. Quando despertarmos de manhã e conscientizarmos; estamos vivos, mais um dia de vida, mais uma oportunidade de expressarmos a Deus a nossa gratidão pelo dom da vida e, então poder louvar a Deus pelo trabalho, alimento, pelo corpo, pelas pessoas em nossa vida, pelas oportunidades e desafios de todo dia. O suprimento graciosamente recebido, e muito mais que alimento material, recebemos o Pão da Vida que é Jesus Cristo, tudo o que temos e que somos é, a manifestação inequívoca da graça de um Deus que conhece as nossas necessidades todas.

Por tudo isso, é motivo de glorificarmos o Seu Santo Nome pela benção maravilhosa de nos conceder a fantástica experiência da nossa humanização, ainda que esta seja; finita e transitória, pois forasteiro somos aqui ocupando o glorioso posto de embaixadores do Reino Celestial, até que vencido seja o tempo do nosso exílio, quando então voltaremos pra casa.

A expressão usada por Jesus “CADA DIA” nos faz lembrar que as recebidas bênçãos de ontem não servem para hoje. Não podemos ficar dependentes de bênçãos passadas, de glorias que já foram, mas se ater no melhor que Deus tem para nós hoje. Quando Deus nos supre Ele o faz fisicamente, e espiritualmente. A Sua misericórdia nos dá o dia, e acima de tudo nos mostra o caminho que devemos andar. E por isso, que crendo na Sua providência devemos procurar a Sua direção, o Seu poder para cada novo dia. Devemos colocarmos na Sua presença, a cada dia como um vaso que precisa ser preenchido pelo Espírito Santo. Ele nos tem enchido a cada dia com a Bendita provisão de Sua segurança, que Ele, como Deus eterno, deu-nos a garantia de Sua continua e benfazeja obra em nossas vidas a cada dia.

O apostolo Paulo falando deste nosso tão grande Deus, providente, misericordioso que nos ama com um amor imensurável ele disse: “Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao DIA de Cristo Jesus”. (Filip. 1. 6)

Que Deus te abençoe ricamente a tua vida meu irmão, e amigo leitor desta mensagem em nome de Jesus! Amém.


sexta-feira, 19 de agosto de 2011

ARVORE PLANTADA JUNTO A CORRENTES DE ÁGUAS!



TEXTO BÁSICO: (SALMO 1. 3)

Com a evolução da técnica de produção rural de alimentos, hoje se torna normal o uso de irrigação natural através de desvios de rios, canalizações e até o uso de bombas Hidráulicas para bombeamento de águas, possibilitando assim a irrigação de uma grande área de plantações. Quando o Salmista escreveu este (Salmo 1), ele via as frondosas arvores as margens dos rios, que a despeito de grandes estiagens permaneciam de folhas verdes, viçosas sem serem molestadas pela sequidão circundante. Essa expressão, com a situação que sugere, ilustra de modo belo a vida do homem cheio do Espírito Santo.

Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” (João 7. 38). Graças à Deus que em Cristo Jesus somos plantados junto dos rios do Espírito, e assim ficaremos para sempre, e até mesmo além desta vida terrena. “O Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes de águas da vida”(Ap.7. 17) Ali, seremos supridos do Espírito Santo, e glorias espirituais teremos muito além daquilo que nós podemos imaginar. O homem dirigido pelo Espírito Santo tem uma vida muito mais profunda e gloriosa do que aquilo que a mente humana pode compreender.(I Cor. 2. 14-15) e além do alcance e da manipulação dos ímpios, que nada pode fazer para destruí-lo. (Col. 3. 3) Porque somos como arvores cujas raízes profundas se alimentam da força poderosa do espírito Santo que em nós Habita. “E que no tempo oportuno dá o seu fruto”(Gl.5.23- 32).
O Homem espiritual é dirigido por virtudes especificas em cada situação. Em tempos de lutas e aflições, sabe demonstrar paciência; em tempos de vivência espiritual, revela zelo; em tempos de fraqueza e tentação, exerce domínio próprio. Em tempo de escassez é sustentado pela fé; e assim vive as varias experiências da vida fazendo exteriorizar na superfície a riqueza do seu caráter espiritual, que possui na sua essência. Essa foi a experiência do apostolo Paulo que disse:”Aprendi a viver contente em toda e qualquer situação” (Fp. 4. 11). O homem que vive segundo o Espírito sempre será como as frondosas arvores que demonstram vida, vitalidade e de folhas verdes, ainda que viva em meio das lutas, tribulações e vicissitudes, sempre estará demonstrando tranqüilidade, força, vigor, esperança, porque continuadamente é nutrido da mais gloriosa essência da água da vida, que procede das misericórdias graciosas de Deus. Amém !







segunda-feira, 15 de agosto de 2011

A SABEDORIA DE DEUS !




Disse Deus: “Pois misericórdia quero, e não sacrifício; e o conhecimento de Deus, mais do que holocaustos”. (Oséias 6. 6).




Não vamos referir aqui a sabedoria de que é dotado o nosso tão grande Deus, mas sobre a sabedoria que pertence ao homem espiritual, a qual também é procedente de Deus . Muito embora, esta graciosa dotação ser um atributo pertencente ao homem, e que tenha substancialmente características semelhantes à que Deus possui, sendo ambas semelhantes contudo, evidentemente guardadas as devidas proporções entre o divino e o humano.

A sabedoria espiritual a qual estamos focando nosso pensamento, é produzida pelo Espírito Santo na mente do homem crente, O qual usa como meio de comunicação e, de conhecimento, e crescimento espiritual, a revelação do poder de Deus e de Sua sabedoria a qual se faz registrar através da Bíblia Sagrada, manifestação misericordiosa explicitada do seu grande amor a cada um de nós. O homem tem tentado conceituar o Deus todo poderoso dentro da limitadíssima esfera do seu conhecimento humano, o qual é especulativo e sem nenhuma base confiável de veracidade.

------ Certo mendigo viveu por muitos anos de sua vida sentado sobre uma pedra muito grande á entrada da cidade em que morava. Ele ficava na rua principal clamando pela misericórdia dos transeuntes, pedindo esmolas. Ali passou muitas vezes fome, sede sobe o calor abrasador do sol, mas não abandonava aquela pedra, pois fazia dela o seu posto de arrecadação das míseras moedas que conseguia ganhar. Quando ele morreu os órgãos públicos resolveram ampliar a entrada daquela rua, e para isso tiveram que removerem aquela pedra. Quando esta pedra foi removida tiveram uma grande surpresa, encontraram um grande baú contendo um grandioso tesouro em moedas de ouro. Que grande tragédia!: Passar a vida mendigando sem saber que, embaixo de seus pés, existia um grande tesouro completamente ignorado.

Com que tristeza podemos ver que os homens são sempre os mesmos, vivendo em estado de mendicância espiritual assim como, vivia o povo de Israel nos tempos do profeta Oséias. O povo tinha se afastado de Deus, o povo tinha perdido a verdadeira comunhão, envolvimento, o povo era simplesmente praticantes de frios rituais que cansavam a Deus, porque tudo aquilo se tornara uma pratica mecânica que não tinha poder de transformar vidas, de aproximação de Deus que despertasse temor do Senhor, amor, alegria em servi-lO. Era só sacrifícios e mais sacrificios que não provocavam mudanças de vida, santificação, vida consagrada, muito pelo contrario, eram homens mentirosos, mãos sanguinolentas, ladrões,corruptos, adúlteros, injustos e Deus estava cansado disso tudo. (Oséias 4. 2) .

Então, aqui Deus se expressa como que num desabafo: “Eu não quero teus sacrifícios", dizia Deus; (Eu quero que me conheçam a Mim o Deus de amor, Santo e zeloso, Eu quero que vivam em novidade de uma vida santificada). Entretanto, a possibilidade deste conhecimento ainda não tinha sido revelado, e Paulo escreve á (Coloss. 1. 26) diz: “O mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia, se manifestou aos seus santos; aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da gloria deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da gloria”.

Que grande privilégio temos nós de termos nascidos na era da graça, em termos nas mãos a palavra de Deus, a Bíblia Sagrada, e que iluminada pelo Espírito Santo, guarda o maior tesouro que um Ser humano pode ganhar nesta vida; o autêntico Conhecimento de Deus, a maior de todas as conquistas humanas. Tesouro este; que está perfeitamente ao alcance de todos os corações sedentos de vitória a qual durará por toda a eternidade. O Senhor Jesus nos deu o (mapa deste verdadeiro tesouro) quando disse: “Examinai as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim”.(João 5. 39).
Foi benevolência do Pai, graça imensurável, amor divino manifestado em nos revelar este grande mistério o qual Paulo assim registrou: “Aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da gloria deste ministério entre os gentios, isto é: (entre nós que não somos Judeus), Cristo em vós, a esperança da gloria”. A ti Senhor, a minha eterna gratidão por esse amor imensurável em amar a mim, e a milhares de milhares espalhados pelo mundo, transformando-nos em Filhos amados do Seu reino. Aleluia, Amém!

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

O QUE FAZER QUANDO NÃO SE TEM O QUE FAZER!?



TEXTO BÁSICO:(2 Crônicas 20. 12).

Josafá aqui em sua oração faz uma confissão dramática a Deus. Quando ele fica sabendo do imenso exercito inimigo que se aproximava de Judá e, pode sentir que não tinha nenhuma possibilidade de se defender, no (Ver. 12) ele em sua oração diz a Deus: “Em nós não há forças para resistirmos”. Ou seja; não sabemos o que fazer.

Eu conheci um casal que tinha um filho único, ele era universitário, tinha 20 anos, e era o orgulho daquele casal. Um dia ao atravessar uma avenida movimentada ele foi atropelado por um ônibus, levado ao hospital, e ali, o pai e a mãe aguardavam o boletim médico sair. De repente a porta é aberta e o médico com um papel na mão chega olha para aquele pai, para aquela mãe e, com aquele gesto terrível ao balançar a cabeça, querendo dizer; não há mais nada que possamos fazer.
Que noticia desconcertante, que sentimento de impotência, de nulidade abarca nossas vidas numa hora dessas, quando descobrimos a nossa vulnerabilidade e limitação. Josafá se encontrava num momento crucial, sem nenhuma alternativa e em oração ele dizia isso a Deus; “NÓS NÃO SABEMOS O QUE FAZER”.
----O QUE FAZER QUANDO NÃO SE TEM O QUE FAZER?......
Quantas pessoas tem deparado diante de situações adversas, que as forças humanas, a tecnologia, a ciência, o dinheiro, religiosidade, nada pode resolver o problema e, então, essas pessoas entram em desespero diante do inevitável. Como é diferente para o homem que tem por defesa o Deus dos exércitos, o Senhor dos Senhores e, que na sua misericórdia se refugia e a sombra das suas asas procura abrigo.

Deus é um Deus de grande explicitude de misericórdia e amor, que esta disposto a interferir nas leis naturais da vida e, fazer que o impossível venha acontecer. Como por exemplo aconteceu com o povo de Israel a margem do mar vermelho.
(Êxodo 14. 15) humanamente não existia nenhuma possibilidade de escaparem, Deus sobrenaturalmente abre mar vermelho e o povo passa a pés enxutos.
(Daniel 6.16) Semelhantemente Deus agiu, fechando a boca dos famintos leões da cova do rei Dario, e quando Daniel foi jogado ali, não sofreu nenhum mal.
(Daniel 3. 20) Deus faz de uma fornalha de fogo ardente, aquecida sete vezes mais, em um lugar aprazível onde Sadraque, Mesaque e Abede-nego passeavam lá dentro, tendo por companhia a presença do anjo do Senhor.
(Isaias -43 -13) diz o Senhor;” Ninguém há que possa livrar alguém das minhas mãos, agindo eu, quem impedirá ?

Que grande diferença é do homem que teme ao Senhor e nele deposita a sua confiança. (2Crônicas 20- 3) diz que o rei Josafá, ao saber do cerco que os seus inimigos faziam contra ele e que não tinha como se defender, o (Ver. 3)diz que “JOSAFÁ TEVE MEDO”. O ter medo não é pecado, o pecado é deixar-se vencer por ele. (1 João 4 -18) diz; “No amor não existe medo, o medo produz tormento, logo aquele que teme não é aperfeiçoado no amor”. Em contrapartida, todos nós humanos que somos, temos o privilégio de ter nossos medos e, por causa deles, nós escapamos de muitos perigos, assaltos, seqüestros e coisas assim que existe por ai, porque pelo medo nós tomamos as devidas precauções. O medo é uma reação espontânea de defesa que protege a vida. Isso acontece com todo ser vivo, mas, existe o medo que demonstra falta de fé, de confiança na provisão divina. É aquela insegurança que provoca tormento, angustia, aflição da alma, perturbação da mente, (isso é pecado).

Deus não gosta de gente covarde, medrosa.( Juizes 6 .11) Nós vemos que o povo de Israel estava subjugado pelos Midianitas e, Deus resolve escolher um homem que liderasse a libertação do seu povo. Então, este versículo diz que o anjo do Senhor foi enviado a um homem chamado Gideão e, quando o anjo chegou, veja que saudação ele fez: “O Senhor é contigo homem valente!”.E quando Gideão já tinha escolhido seu exército, Deus disse a ele; Mande voltar para casa todos os que forem tímidos e medrosos.

Há irmãos!, para entrarmos no exército de Deus, temos que ser valentes, destemidos, porque a batalha mais difícil, a mais cruel, o inimigo mais persistente, incansável que temos que enfrentar, (“SOMOS NÒS MESMOS”) Gálatas 5- 17) diz; “Porque a carne milita contra o espírito, e o espírito contra a carne”, é uma luta incessante e nessa BATALHA só é vencedor aquele que tem destemor, certeza da vitória por uma fé alicerçada no General Cristo Jesus.

Disse Jesus: “Aquele que quiser vir após mim, negue-se a si mesmo tome cada dia a sua cruz e siga-me”. Josafá foi sim um homem valente. Mesmo a despeito de ter sentido medo, ele demonstrou valentia, porque no momento em que não se tinha mais o que fazer, ele recorreu ao senhor dos exércitos, o Deus poderoso nas batalhas aquém ele confiava e, por causa dessa esperança, dessa fé, não foi permitido que sua oração terminasse aqui. Mas, ele continuou orando e disse: “NÓS NÃO TEMOS O QUE FAZER, PORÉM OS NOSSOS OLHOS ESTÃO POSTOS EM TÌ”

Este é o grande segredo, o diferencial que o homem de Deus tem. Pois quando não existir mais nenhuma esperança, nenhuma solução e, que tudo parecer perdido, o homem de Deus pode contar com o sobrenatural do Senhor.
(Salmo 37 -5) diz: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará”. Não é só dizer Senhor toma conta de mim, da minha vida quando tudo estiver correndo bem, o que Davi esta dizendo aqui, é que quando as tempestades e maremotos da vida atingir a nossa vulnerável embarcação, quando as ameaças de impolutas ondas de enfermidades, dores, angustias e até a morte chegar, Davi manda-nos confiar, isto é, aprender a descansar no Senhor. Ainda que abundantes sejam as lágrimas, o medo, e o temor tentem-nos desestabilizar, o Senhor Jesus nos diz; Que nós já somos mais do que vencedores por sua imensurável graça!..

terça-feira, 9 de agosto de 2011

BENDIZE, Ó MINHA ALMA AO SENHOR !




Texto Básico: (Salmo 103. 1-2)

Quando o Rei Davi disse: “Bendizei, ó minha alma ao Senhor”, estava dizendo que temos que com o coração, com a boca, com nossas vozes estar sempre glorificando, exaltando, louvando o nome Santo de nosso Deus. É isso que significa a palavra (Bendizer) é falar bem, é proclamar a grandeza e os benefícios que nós temos recebidos tão graciosamente de suas mãos. Mas, o versículo continua e diz: “Tudo o que há em mim, bendiga o teu santo nome”. É muito fácil bendizer ao Senhor quando tudo esta correndo bem na nossa vida. Mas, será que com este grande servo de Deus Davi, a sua vida foi sempre um mar de rosas?

Vejamos rapidamente a sua historia: (1 Samuel 16- 11) Quando o profeta Samuel foi enviado a casa de Jessé, para escolher um de seus filhos para ser Rei em Israel. Passaram em sua frente todos os seus filhos menos o caçula DAVI, eram belos e formosos e até Samuel se entusiasmou com alguns deles, mas Deus disse: “EU NÃO OLHO PARA APARENCIA MAIS PARA O CORAÇÃO”. O profeta Samuel então perguntou: Acabaram-se os teus filhos? (E aqui uma estranha lição ) O próprio Pai de Davi Jessé, também não acreditava nele, por pura descriminação por ele ter nascido RUIVO E DE OLHOS AZUIS.

Hoje, é até padrão de beleza, mas naquele tempo os homens olhavam para uma pessoa com esse perfil com desconfiança, era um sinal de insinceridade, incompetência, fragilidade, e por isso seu Pai Jessé, o mandou ao campo para ser pastor de ovelhas.
Nasceu desfavorecido, estigmado aos olhos dos homens daquele tempo, teve que matar leão com as próprias mãos, teve que lutar com um gigante que amedrontava seu povo e afrontava seu Deus, teve que derrotar exércitos inimigos, venceu guerras, conquistou povos, nações, tornou-se um homem poderoso, temido, rico, admirado.----- contudo, não perdeu a humildade, e o temor do seu Deus, porque ele sabia, que todas as suas conquistas tudo o que ele era, e tudo o que tinha, era concessão graciosa da misericórdia do Senhor.

E por isso que ele começa este (Salmo 103) dizendo: “BENDIZE Ó MINHA ALMA AO SENHOR” Isto é; com minha voz, com os meus pensamentos, com o desejo do meu coração, com minha fidelidade, com minha fé, com meu amor tudo seja para o louvor e exaltação do nome santo do nosso Deus. E assim ele no (Versículo, 2) acrescenta dizendo; “E NÃO ESQUEÇAS DE NEM UM SÓ DE SEUS BENEFICIOS”.

Há como isso tem sido difícil para nós, por vezes temos sido ingratos, insensíveis, frios, indiferentes porque é só aparecer um problema, uma dificuldade, uma luta eis que surge em nossas mentes uma pergunta, um questionamento; (Será que Deus realmente me ama?.....Porque estou sofrendo tanto assim?....) Nós diante de um sofrimento, a nossa tendência as vezes é esquecer Não só do beneficio menor, que Deus nos dá, ( se assim podemos classificá-los) Mas, nós esquecemos logo do MAIOR. O qual é o amor eterno, divino, glorioso, imensurável, quando por amor a nós, se entregou em sacrifício na Cruz do calvário na pessoa de Cristo Jesus seu filho amado, sem que nós fossemos merecedores. Hoje, entre (6.5 bilhões de pessoas) que existem no mundo, fomos chamados e separados para sermos Filhos do Seu reino. Isso, por vocação predestinada do seu santo querer, quando ainda lá na eternidade por seu amor escreveu-nos no seu livro, nos elegendo, separando-nos para que neste presente século fossemos seus filhos.
Você já pensou nisso? No tamanho dessa gloria ? que nós já nascemos neste mundo mais do que vitoriosos? Vitória essa, não conquistada por nosso mérito, mais tão somente por graça e misericórdia na eleição predestinada do seu santo querer.(Efésios 1. 4)

Quantas vezes por desconhecimento desta honra tão grande, muita gente tem trocado este glorioso beneficio de Deus, pela inconsistência transitória do presente século.
È o prazer temporário das festas, passeios, cinemas futebol ,diversões, a preocupação com o nosso trabalho, como vamos ganhar dinheiro, o sustento das nossas famílias (não que isso seja alguma coisa ruim, muito pelo contrario. -----Só que não deve ser a prioridade da nossa vida. Jesus disse:” “Buscai primeiramente o reino de Deus e a sua justiça, e as outras coisas serão acrescentadas.” É preciso reconhecer que tudo o que temos, e que somos vem das mãos de Deus.
Sabe de uma coisa?, nós que moramos numa cidade violenta como S.Paulo, quantas vezes Deus nos tem livrado de assaltos, seqüestros, acidentes num transito caótico que tem morrido gente todo o dia, Além do mais, Quanta peste, enfermidades, vírus, bactérias, micróbios se espalham ai pelo ar, e que laboratórios, cientistas, pesquisadores, médicos nunca trabalharam tanto, como agora para descobrir vacina, antídoto para conter a proliferação destas enfermidades. Quantos riscos estamos nós expostos ----(O Salmo 91-7) diz; “Caiam mil ao teu lado, dez mil a tua direita, TU NÃO SERAS ATINGIDO”. È a proteção de Deus o amparo, a guarida, que nós não podemos ver, mais sem duvida podemos sentir em nossas vidas.
Eu trabalhei por (Quatro anos) numa empresa e por questão de trabalho tinha que ir à um grande hospital freqüentemente, e muitas vezes estando ali na sala de espera eu via chegar,---Cegos, paralíticos, coxos, gente que não tinha perna, outro que não tinha braço, que faltava um olho, mutilado, gente gravemente acidentado, outro com câncer, tuberculoso, aidético. E quantas vezes eu olhava pra mim, e pensava!........, eu sou fisicamente perfeito que grande benção Deus tem me agraciado, e eu as vezes tenho até esquecido de dizer a Ele muito obrigado Senhor por esta benção tão grande de ser um homem fisicamente perfeito. É hora de pensar na ADVERTENCIA DO SALMISTA.Aqui no (ver. 2) ele diz; “NÃO TE ESQUEÇA DE NENHUM SÒ DE SEUS BENEFICIOS.”
Seja de um coração que saiba ser agradecido, reconhecendo que todas as coisas vem das mãos de Deus, e todo o dia não esquecer de dizer isso a Ele. (OBRIGADO SENHOR POR TUDO O QUE TENHO RECEBIDO DE TI). O Salmo 84-11 diz: “ Porque o Senhor Deus, é sol e escudo, força, poder, proteção, amparo divino e nenhum bem sonega aos que andam retamente no seus caminhos.” No Salmo 103-11 diz: “Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com , com aqueles que os o temem”.
O Salmista nos diz no Versículo 2: “NÃO TE ESQUEÇA DE NENHUM SÓ DOS SEUS BENEFICIOS.Não esquecer para que? Para que nós alegremente com gratidão possamos tributar a Ele toda a honra, toda a gloria, todo o louvor para todo o sempre. Amém.




domingo, 7 de agosto de 2011

O MONTE DA TRANSFIGURAÇÃO!



Texto Básico: Mateus 17-1-7.

O senhor Jesus quis fazer conhecer aos homens a sua gloria, o seu poder, quem era de fato Ele, o Deus encarnado, e para isso quis revelar-se resolvendo escolher três discípulos para testemunho que seria dado, após sua morte. E entre os doze discípulos escolheu: Pedro, Tiago e João. Porque estes três ?.... Qual é o homem, ou a mulher que Deus usa?......
Com certeza aquele que se dispõem, aquele que se entrega, aquele que é capaz de renunciar o mundo e sua gloria por amor a causa de Cristo. Neste caso, o fato é que foram Criados dois grupos. (Os que foram com Jesus, e os que ficaram sem Jesus.) E nós vamos ver que ficar sem Jesus é uma coisa terrível, é uma experiência amarga, frustrante de derrota, impotência e vergonha.
Mas, pensando no grupo que foi com Jesus, quando chegaram no alto do monte, algo glorioso aconteceu ali. A gloria do céu baixou naquele lugar, e o próprio Deus esteve ali e falou com eles. O rosto de Jesus resplandeceu como o sol, e seu vestido ficou branco como a luz e, apareceram dois personagens celestiais do passado (Moisés e Elias), e conversavam com eles. O interessante saber, é que quando nós chegarmos na gloria celestial, nós vamos conhecer as pessoas. Quem sabe o nosso Pai, que a tanto tempo nos deixou, a nossa saudosa mãezinha, os nossos enti-queridos, como também os grandes personagens Bíblicos que tanto aprendemos a amar, e que serviram de estimulo e coragem para nossa caminhada da fé..
Que gloria será esse dia quando chegarmos no céu, poder conhecer e cumprimentar (Abraão o pai da fé, dar um aperto de mão em Davi, bater um papo com Moisés, dar um abraço em Pedro) Há!.....que gloriosa recepção, que festa maravilhosa será a nossa chegada lá na gloria. É claro que tudo isso será, depois de primeiro ter encontrado com Jesus o nosso tão amado Salvador, o galardoador dessa gloria toda que a nós foi conferida Por sua imensurável graça e amor.

Mas pensando um pouco no texto, o porque da aparição de Moisés e Elias? Qual seria a importância destes dois homens ali? Porque não apareceu Davi o homem segundo o coração de Deus,? porque não Abraão o amigo de Deus? porque não Elizeu, Josué, Daniel, enfim, qual é o significado destes dois homens?. Se nós analisarmos suas vidas, talvez possamos entender o porque. A grande revelação de Jesus, nesta montanha, tinha pra mim, um grande ensinamento, e a lição que eu aprendo aqui, é que tudo o que aconteceu lá no monte, não era só Jesus mostrar quem era Ele, a sua gloria, seu poder, mais para preanunciar que aquela gloria toda que ali estava, haveria de voltar outra vez no final dos tempos, quando ele vier buscar a sua igreja.

Então ai, da para entender o porque da presença de (Moisés e Elias.)¨ Moisés foi o escolhido de Deus para libertar o povo de Israel que estava oprimido e gemia na escravidão do Egito, ele era o porta voz de Deus, sua palavra era palavra de Deus, sua boca era a boca de Deus, abria para profetizar benção e maldição, para profetizar vitória e derrota, e para fazer o povo viver no sobrenatural de Deus. Moisés foi um servo de Deus muito especial, e tinha com Deus um relacionamento intimo e particular.


(Números 12- 3/8) Deus disse: “Era o varão Moisés, o homem mais manso da terra,”, e no Ver.8 disse; “Boca a boca falo com ele e de vista e não por figura”. Que galardão glorioso teve Moisés nessa missão que era dirigida por Deus, com a participação física de Moisés. Nós conhecemos a luta estressante de Moisés para retirar o povo de Deus do Egito, e muito mais na condução deste povo pelo deserto por 40 anos.

Quando eles chegaram a margem do rio Jordão e que avistaram do outro lado a cidade de Jericó a terra prometida, pelo qual tanto esperaram e sofreram por 40 anos naquele deserto abrasador, Deus diz a Moisés: “Você Moisés, não vai entrar lá, você vai morrer deste lado de cá”. Deus leva Moisés para o monte, e ali, Moisés morreu e Deus o sepultou em algum lugar que ninguém conseguiu achar até hoje.
Assim, como eu e você meu irmão, estaremos sepultados um dia em um Cemitério qualquer espalhados ai pelo mundo, isso não importa, se Jesus não voltar antes, o nosso corpo aguardará o dia glorioso da ressurreição, na volta de Jesus para nos levar para sempre com ele morar. É isso que para mim representava Moisés no monte da transfiguração, para anunciar que todos os que morrem em Cristo, serão ressurretos naquele dia, quando a gloria do senhor Jesus vier para buscar a sua igreja, e com ele nos formos reinar.
Mais junto com Moisés veio também Elias, e este homem abençoado de Deus, que a meu ver estava ali, representando todos os que estiverem vivos quando Cristo vier buscar sua igreja, todos serão arrebatados, não vão conhecer a morte, assim como Deus fez com Elias, subiremos gloriosamente a encontrar Jesus.
O que Pedro, Tiago e João estavam vivendo ali no monte, era um lampejo da gloria futura, e foi tão bom que Pedro meio sem saber o que dizer, mais entendendo ser ali o melhor lugar do mundo, propôs fazerem tendas para ficarem pra sempre ali na presença do Jesus glorificado. Porem Jesus disse: Nós temos que voltar, porque lá embaixo tem gente precisando de mim. “E COMO ESTAVAM PRECISANDO”!.

Como é confortante saber que Jesus se preocupa com os que estão aqui embaixo, e providencia socorro, libertação e que prometeu estar conosco todos os dias até a consumação do mundo. O grupo que foi com Jesus era só alegria, gozo, vitória, mais os que ficaram sem Jesus estavam em grande apuros.
Um jovem endemôniado estava se debatendo e o diabo estava nele humilhando os discípulos que estavam sem Jesus. Escribas, fariseus possivelmente criticavam os discípulos por eles não poderem expulsar aquele demônio. A situação estava insustentável no sopé daquele monte, a força do inferno prevalecia sobre os discípulos sem poder.
Há!....como ficar sem Jesus é algo terrível! .
Porque sem Jesus a tempestade não passa!. Porque sem Jesus a doença não sara!.
Porque sem Jesus a vitória é só do inimigo!. Porque sem Jesus o lázaro não sai do tumulo
! Porque ele disse: “Sem mim nada podeis fazer.” Aqueles discípulos ao pé do monte eram os que ficaram sem Jesus, e sabe porque eles não puderam expulsar o demônio?

01). Eles ainda não tinham fé suficiente, e nem tinham recebido o poder que só Jesus mais tarde lhes concedeu com a descida do espírito Santo.
02). Se eles tivessem conseguido expulsar aquele demônio, estariam orgulhosos dizendo, nós não precisamos de Jesus, sem ele aqui, nós resolvemos tudo. ”Nós somos os bons aqui do pedaço”. Quando Pedro, Tiago e João descessem daquele monte com sorrisos contagiante, embora nada pudessem falar, o que viram lá encima, os discípulos sem Jesus iriam dizer, vocês não fizeram falta aqui, nós fizemos milagres, expulsamos demônios, fizemos maravilhas, MESMO ESTANDO SEM JESUS.

Entretanto, o quadro encontrado foi outro, os discípulos ridicularizados, zombados pelos escribas e fariseus, em grande apuros, de repente eles olham para o monte, e vê Jesus descendo, Há!........, que grande alivio que sentimento de paz, de alegria, de consolação. Eles não sabiam mais o que fazer, mais agora Jesus vinha chegando, e para Jesus nada é impossível. Jesus é a solução para qualquer problema. Jesus chega, vê aquele situação, constrangedora e exprime um desabafo. (Ver.17) Oh geração incrédula e perversa! Até quando estarei convosco! Até quando sofrereis!. E então expulsou o demônio e devolveu a saúde aquele menino.

Disse Jesus: A minha paz vos dou, não vo-la dou como o mundo a dá, porque a paz do mundo é passageira, sobressaltada, insegura, instável, mais Jesus é fonte inesgotável de vida, e ele disse: “Não quereis vir a mim para terdes vida, e vida em abundancia”. Que nós possamos ser sempre vitoriosos, vencedores abrigando-nos em Cristo Jesus o autor e consumador da nossa fé. Amém.

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

O TEMPORA, O MORES !


A expressão latina – O tempora, o mores! - significa: “Oh tempos! Oh costumes!. Ela foi usada por Cícero, famoso orador e político romano, para expressar espanto e indignação por uma época decadente e uma situação escandalosa. Em alto e bom latim, Cícero denunciava a corrupção, a deslealdade e a ameaça à sua nação.

Em nossos dias, a situação não é muito diferente. Vivemos tempos emergentes e costumes menos recomendados. Onde está o respeito pelos mais velhos? Onde está o amor pela família? Onde estão os bons costumes?

Rui Barbosa, presenciou tais mudanças de maneira clara, dizendo: “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”.
É no cenário de injustiça e desrespeito que a igreja deve exercer influência . Jesus disse: Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que há de salgar? (Mt.5. 13). A comunidade cristã não pode se moldar pelos padrões secularizados. É dever de cada cristão revelar seu inconformismo com relação a sociedade alienada e descomprometida com os valores do reino. O apostolo Paulo adverte: “E não vos conformeis com este século......” (Rom 12. 2).

A Escritura Sagrada não nos ensina a vivermos em casulos, enclausurados ou alheios ao mundo. Jesus não orou ao Pai pedindo que tirasse os Seus discípulos do mundo (Jo. 17. 15). A importante exortação bíblica é quanto aos hábitos e costumes que se distanciam da Palavra de Deus. Por isso Jesus advertiu, dizendo: “Acautelai-vos do fermento dos fariseus”(Lc.12. 1). Nada é mais nocivo que a educação cristã afetada pelo veneno do relativismo.
Nosso compromisso diante dos tempos e dos costumes é viver pelos princípios cristãos com amor e humildade; jamais segundo as nossas forças, pelo contrário, sempre na dependência dAquele que sustenta todas as coisas. A Ele seja a Gloria para sempre. Amém.

Texto de autoria do
Rev. Célio Gomes de Azevedo

terça-feira, 2 de agosto de 2011

A GLORIOSA ESPERANÇA !





Quando você nasceu, todos ao seu lado SORRIAM, e somente você CHORAVA. Viva de tal forma a sua fé alicerçada em Cristo Jesus, que quando você morrer; todos a sua volta CHOREM, somente você em gloria; SORRIA!...........

Que grandiosa, imensurável, maravilhosa é a esperança da gloria
!. (Colossenses 1. 26/27) “O mistério que estivera oculto dos séculos e das gerações; agora, todavia, se manifestou aos seus santos; aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da gloria deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da gloria”.

Alegria desta promessa que invade nossas almas e nos faz radiantes, jubilosos, é que não está em nós a segurança e a certeza da vitória. Porque, se estivesse em nós certamente a perderíamos. Mas, está em Cristo. (João 15. 16) Disse Jesus: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda”. Há.......meu irmão! Quando entendemos as palavras do Senhor Jesus aqui pronunciadas, que a escolha não foi nossa mas, dEle, que somos hoje salvos da perdição eterna, somente por misericórdia da sua escolha predestinada ocorrida antes da fundação do mundo.
(Efesios 1. 4)” Assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante ele; e em amor nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade”.

Vamos parar aqui para degustar esta Bendita e gloriosa promessa!


Esta revelação é divina, gloriosa, imensurável em nos fazer conhecer os mistérios da graça do nosso tão grande Deus, que criando o mundo a despeito dos revezes que aconteceria, Ele prosseguiu no Seu intento. E digamos que na “planilha” do Seu projeto foi orçado o altíssimo custo que teria que ser pago. A Sua humilhante humanização na pessoa de Seu Filho Jesus. (Apocalipse 13. 8) “ O Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo”.

Paulo disse que: “Fomos escolhidos nEle”.------(Portanto o texto diz que houve uma eleição, uma escolha, e mais, diz que Deus escolheu um, e não escolheu o outro. Deus escolhe uma pessoa, mas rejeita a outra? Salva uma, mas não salva a outra?) (Romanos 9. 11)” E ainda não eram os gêmeos nascidos, nem tinham praticado o bem ou o mal (para que o propósito de Deus, quanto a eleição, prevalecesse, não por obras, mas por aquele que chama)”.isso é manifestação de sua suprema soberania.

Fica muito claro que a decisão de salvar é de Deus, e não do homem (Rom. 9. 16) Assim, pois, não depende de quem quer ou de quem corre,(A buscar) mas de usar Deus a sua misericórdia”. Veja a ação de Deus na vida de Jacó e Esaú. O texto diz: foi uma eleição, e esta ocorreu antes do nascimento. Assim também como Ele fez com cada um de nós.(Efesios 1. 4) Essa palavra escolhidos vem do verbo escolher, ou seja, separar dentre os demais. Iniciativa tão somente de Deus, e não nossa, foi amor, e não mérito, foi escolha dEle e não do nosso Livre arbítrio. Aliás, quando afirmamos que somos salvos por mérito de nossas escolhas, estamos deturpando essa gloriosa promessa, e se tornando arrogantes, presunçosos e partilhando de um demoníaco pensamento.

Foi por incompreensível compaixão, que hoje nós cremos nEle, porque ao nos chamar, injetou em nós a capacidade de vê-lO, e reconhecê-lO como O Senhor de nossas vidas.
(Efesios 2. 8)” Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; (veja bem o que Paulo vai falar) e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie”.

Meu irmão(a) não tem gloria maior, quando você lê essa promessa e entende a sua profundidade, em saber que você é o ser humano mais Bem-aventurado e feliz da terra, você foi eleito, escolhido, separado pelo divino Criador, e passou a figurar na Sua agenda Celestial, antes mesmo do mundo existir. (Você pode entender isso?)
Eu não posso saber onde você está, se pode glorificar em alta voz, ou se não, mas não deixe de fazê-lo agora mesmo, ainda que seja no silêncio do seu coração diga a Ele; obrigado Senhor , glorificado seja o Teu Santo Nome por seu maravilhoso amor a mim manifestado, em nome de Jesus. Aleluia!...............
Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger