quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

SEPARAÇÃO UMA REALIDADE IMPRESCÍNDIVEL!



"VÓS NÃO SOIS DO MUNDO, DELE VOS ESCOLHI"
Texto Básico:(João 15. 19)


Uma jovem crente que não via qualquer mal ou prejuízo em participar de tardes dançantes em um clube, certa vez enquanto dançava com um jovem quiz evangelizá-lo. Então este perplexo parou, e perguntou: Não me diga que você é crente? Sim respondeu a jovem. “Sou cristã” “Bem, então pelo amor de Deus o que você está fazendo aqui? Pensei que crente fosse alguém diferente. Há!.........O mundo espera que o cristão seja alguém como uma incandescente luz que não se misture com as trevas, porque se não houver uma linha demarcatória, então como é que as pessoas saberão de que lado estamos nós? A separação foi sempre o padrão de Deus.---- Abraão teve de deixar a sua terra, e a casa de seus pais, e em completa separação teve de ir, sem saber para onde. Moisés recusou ser chamado filho da filha de Faraó, escolhendo antes sofrer aflições com o povo de Deus do que gozar durante algum tempo os prazeres do pecado; considerou sobremaneira a sua fidelidade ao Deus do seu povo, do que as riquezas e prazeres do Egito. Assim, também aconteceu com os Israelitas. Eram um povo especial, inteiramente separado das nações representando o Senhor dos Senhores, o Deus todo poderoso.

Também, podemos ver em (Esdras 9- 10) e em (Neemias 13), quando o povo quebrou a linha de demarcação através de casamentos mistos, então, Deus agiu severamente para com o pecado praticado da mistura com povos pagãos. Os casamentos tiveram de serem desfeitos e as esposas tiveram de serem devolvidas. A santificada separação continua hoje a ser o padrão e a chamada de Deus para o seu povo, (Hebreus 12. 14) “Sem santificação ninguém verá a Deus”. Somos peregrinos, estrangeiros numa terra estranha, porque embora nós amemos esta vida, aqui não é o nosso lugar, muito pelo contrario disse Jesus: “Vós não sois deste mundo porque dele vos escolhi” (João 15. 19). E por sermos forasteiros em peregrinação enquanto aqui, foi que os poetas sacro ( E.R.Smart – E.T. Cassel) escreveram este belo hino (288 do Hinário Evangélico)
Sou forasteiro aqui, em terra estranha estou,
Celeste Pátria, sim, é para ponde vou.
Embaixador por Deus, do reino lá dos céus,
Venho em serviço do meu Rei!.

Porque a evidência da vida separada está nas atitudes de um coração transformado.. “Não ameis o mundo nem as cousas que há no mundo. Se alguém amar o mundo, o amor do Pai não está nele”(I João 2. 15) Somos humanos e esta carne que nos reveste é daqui, e se deixarmos ser dominados por nossos corruptos corações, (Jeremias17. 9) então, seremos seduzidos pela irresistível especiarias da mesa de satanás, que fartamente nos é oferecida. E isso tem ocorrido quando copiamos as praticas do mundo e trazemos para dentro das igrejas até por uma boa intenção, mas tendo a aparência das obras pecaminosas do mundo, estaremos cometendo pecado. O apostolo Paulo nos diz: “Fugi de toda a aparência do mal”.
Infiéis, não compreendeis que a amizade do mundo é inimiga de Deus? Aquele, pois, que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” (Tiago 4. 4). Aquele que ama o mundo não ama a Deus. Qual é pois a tua atitude? Já se fez esta pergunta? Tenho amado mais o mundo, ou a Deus?. Tenho sido imitador de Deus, ou do mundo (Efésios 5. 1)

Que possamos estar refletindo na advertência da palavra de Deus. Que Ele vos abençoe em nome de Jesus. Amém!





3 comentários:

Fábio José Lima disse...

Graça e Paz Eneas,

Olha o problema é que muitos de nós para sermos 'aceitos' perante a sociedade passamos a não ser mais diferentes, andamos como eles, trabalhamos como eles, namoramos como eles, nos divertimos como eles, fazemos tudo como eles e não percebemos que assim acabaremos indo morar eternamente no mesmo lugar que eles...
Fica na Paz!

Eneas Lara disse...

Olá meu amigo e irmão Fábio! É exatamente isso que vc falou, muitos estão preocupados com o que pensam deles, outros querem atrair seguidores, e tem até pastores que não pregam mais sobre pecado, inferno, condenação porque isso é desagradavél e afasta as pessoas da igreja. Encher igrejas é o objetivo de muitos ministérios, mas Deus não está interessado em quantidade, Ele quer vida santificada, nascida de novo, regenerada, que viva em novidade de vida. Há!...obrigado pela visita, Deus te abençoe!

Antonio Batalha disse...

O alvo de meu blog é divulgar o bom nome de Jesus. E levar cada crente mais perto de seu Senhor, ficarei feliz se quiser fazer parte dele, contudo não deixarei de visitar, e comentar em seu blog. Ficarei á espera da sua amizade virtual. Minhas saudações em Cristo Jesus.

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger