quarta-feira, 4 de julho de 2012

SALVAÇÃO!....eu a ganhei um dia, posso amanhã perdê-la..!?

Conheci a muitos anos atrás um crente que era casado, tinha uma bonita família, mas seduzido pelo encanto de uma outra mulher, veio a cair em tentação cometendo adultério com ela. Depois do ato cometido aflorou-lhes a consciência a gravidade do pecado praticado e, não suportando a angustia que afligia seu coração, por entender que tal pecado tirara dele a salvação de sua alma. Então, entrou em desespero e num ato insano deu um tiro no ouvido dando cabo da sua vida.

A SEGURANÇA DA NOSSA SALVAÇÃO ESTÁ EM NÓS,.... OU EM DEUS?

Quando recorremos a Palavra de Deus para encontrar essa reposta, deparamos nada menos do que o próprio Salvador Jesus dizendo: “Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora”(João 6. 37). O que o Senhor Jesus está dizendo é que nenhum pecado por mais grave que seja cometido por um eleito e escolhido de Deus, o qual Deus predestinando-o antes da fundação do mundo separou-o, trazendo de presente e o deu para Jesus. (esse é todo o glorioso diferencial, entre o homem comum, e o eleito de Deus ) O seu pecado não será impedimento para que ele seja salvo. Contudo, sofrerá ele as conseqüências do ato praticado.

 Lembram de Davi, o homem segundo o coração de Deus? pois é, ele não só adulterou, como também matou. E por isso sofreu as terríveis conseqüências do seu pecado. Disse Deus: “Agora, pois, não se apartará a espada jamais da tua casa”. (2 Samuel 12. 10) . Leia a seqüência deste texto, pois ele narra o altíssimo preço pago por Davi pelo pecado cometido.
Em suma, não pode existir prazer tão excitante, gloria tão grande que possa valer a pena desobedecermos as leis do Senhor. Porque Deus não cobra nada daquele homem que não lhe pertence, mas dos seus eleitos os quais amando antes da fundação do mundo, separando -os e, elegendo-os, guarda-os como a menina dos seus olhos. A estes, Ele os conduz com amor misericordioso e paternal, levando-os em segurança até a conquista da vida eterna.
E para isso, Ele tem que empregar disciplina para que nossos passos se firmem no trilhar do seu santo caminho. -----"Filho meu, não menospreze a correção que vem do Senhor, nem desmaies quando por Ele és reprovado; porque o Senhor corrige a quem ama e açoita a todo Filho a quem recebe. É para disciplina que perseverais (Deus vos trata como Filhos) ; pois que Filho há que o pai não corrige? Mas, se estais sem correção, de que todos se tem tornado participantes, logo, sois bastardos e não Filhos”
 (Hebreus 12. 5-8). Para isso é bom lembrar das palavras do (Salmo 119. 11)” Guardo no coração as tuas palavras, para não pecar contra ti”.
 Se és um Filho de Deus e andas afligido por ter cometido algum pecado, não desespere porque o amor de Deus é imensurável, e o preço já foi pago, basta que te arrependas sinceramente e, confesse a Ele, e então, encontraras misericórdia e perdão.

 Que Deus grandemente te abençoe em nome de Jesus!!!!!!!!

5 comentários:

Joaquim José Tinoco de Oliveira disse...

Amado irmão,

Concordo plenamente com seu escrito,e já até, escrevi alguns artigos defendendo esse ponto de vista.

Entendo que a partir do instante em que alguém toma uma decisão verdadeira e sincera, de seguir a Cristo, novos pecados poderão surgir e com certesa virão na vida do novo convertido, com as seguintes situações:

1 - VELHOS PECADOS:

Pecados ocorridos antes da conversão: Todos perdoados no ato sacrificial do Senhor;


2 - NOVOS PECADOS:

2.1-PECADOS INVOLUNTÁRIOS: trazem consequências na vida do ser humano, mas tão logo ocorra a confissão, tais pecdos serão prontamente perdoados;


2.2-PECADOS VOLUNTÁRIOS:Como os pecados praticados por Davi. Tais erros não são objetos de perdão em hipótese alguma(I João 5.16-18);

Precisamos entender todavia que as consequências de tais erros, acontecem na vida do novo convertido, somente NO ASPECTO FÍSICO( I Cor. 5.5)

O Texto sagrado de I João 5.18 nos informa claramente que:

Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca.

Esse texto, unido com Rm 7, nos mostra claramente que o pecado na vida do crente é uma ação do homem exterior(Carne)e não do homem interior (espírito).

um forte abraço

Eneas Lara disse...

Olá meu querido irmão Joaquim! Obrigado pela preciosa visita, e acima de tudo pela participação do seu esclarecedor comentário. Que Deus te abençoe grandemente a tua vida, em nome de Jesus!!!!

Justo Jorge Aranda disse...

Como disse Paulo, "a tempo e fora de tempo". Quando já parecia desnecessário voltarmos a questionar este assunto, e que parecia que a igreja ao fim amadureceu e aprendeu a convivência em paz, proliferou e avançou agressivamente a pseudo-doutrina evangélica que a salvação se perde... e pior ainda, com simplesmente não dizimar no lugar de determinado líder, pronto! vai para o Inferno o "salvo".
Quando parece "fora de tempo" voltarmos a esta questão, o Evangelho precisa ser defendido e usado como arma de ataque, também.
Que o Senhor nos ajude e guarde. Comungamos numa igreja que prega exatamente o contrário da certeza da salvação eterna que Cristo nos oferece, e ainda, obriga aos seus ministros a manter tal doutrina, e nós somos um casal de ministros nela. Pois, o amor de Cristo nos constrange, e assim como preferimos perder gloria entre os homens, mas não negar ao Senhor, também gostaríamos ser benção na comunhão com os que ainda não possuem esta segurança em Deus e a Sua Palavra.

Eneas Lara disse...

Olá meu querido irmão Pr. Justo! Obrigado por sua preciosa visita e também por seu comentário.Não existe revelação mais linda, mais reconfortante do que saber que a segurança da nossa salvação não está em nós, porque se a tivesse certamente perderíamos, mas está em Deus. Não podemos fazer nada para ganhar salvação porque como disse Paulo: "É pela graça mediante a fé" e ele continuou, isto não vem de vós, não de obras para que ninguém se glorie.(Efésios 2. 8-9) em suma somos salvos por uma escolha de Deus que ocorreu antes da fundação do mundo(Efésios 1. 4) Não é porque somos bonzinhos, dizimistas, ofertantes etc que somos salvos, e nem tão pouco porque decidimos aceitá-lO por nosso (livre arbítrio), porque a Bíblia é muito clara quanto a isso, foi escolha exclusivamente de Deus . Um abraço, fique com Deus meu irmão!!!!!!

guiomar disse...

a nossa salvação está em nós mas depende muito de Deus e do que fizermos para agradar e desagradar a ELE. O pecado depende de nós , prscisamos sempre nos vigiar, em oração constante e termos Deus sempre dentro de nós.

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger