segunda-feira, 24 de setembro de 2012

COM QUEM SE PARECE VOCÊ?
 Texto Básico: (Lucas 11. 35) Disse Jesus: “Repara, pois, que a luz que há em ti não sejam trevas”.
É perfeitamente possível conhecer uma pessoa por seu rastro deixado no caminho da vida. Entretanto, não é imprescindível que traços físicos geneticamente herdados de seus familiares, seja relevante, mais sim algo intrínseco profundo que não ostenta somente a aparência exterior, mas a conduta, o caráter, o procedimento em tudo o que é, e faz. Ou seja; uma profunda e completa transformação. Mais precisamente de um milagre que faz com que o homem continue a viver no seu próprio corpo, tendo a aparência e o comportamento de uma pessoa que não vive mais segundo a carne, mas segundo o espírito.

 Bem, já descobriram do que estou a falar. É justamente da pessoa que um dia encontrou-se com Jesus, e todo aquele que teve um encontro verdadeiramente com Ele, nunca mais será a mesma pessoa.( Atos 4. 13) “E reconheceram que eles ”haviam estado com Jesus". Porque visivelmente passaram a serem, e a viverem no poder gracioso e transformador de Cristo Jesus. O homem quando recebe Jesus em sua vida, ele passa a ter da sua natureza, e conseqüentemente a ser parecido com Cristo. (Efésios 5. 1) “Sede, imitadores de Deus, como Filhos amados” essa não é simplesmente uma sugestão, mas uma implícita ocorrência que tem que se verificar na vida do homem que um dia encontrou-se com Cristo.

 O apostolo Paulo vivendo essa experiência escreveu em (Gálatas 2. 20) “Já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim”. Era tanta a assimilação a aparência que tinha com Cristo, vivendo o ensinamento do mestre, a vida do mestre, a preocupação do mestre, o amor com que o mestre tinha para com as almas perdidas, que ele Paulo olhando para si, já não o reconhecia mais como o homem Saulo nascido na cidade de Tarsis, mas alguém à qual Cristo tinha requisitado para o seu glorioso propósito. Assim, também, nós como resgatados, comprados pelo amor maior, temos que imitar o nosso tão grande salvador.
 “Deus criou o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”(Gênesis 1. 27) Quando lemos esta declaração do Criador em Ele dispensar à nós tamanha honra em sermos criados à sua imagem e semelhança, ficamos a pensar na grande responsabilidade de sermos imagem do Criador, e acima de tudo de O representá-LO entre os homens, recebendo a ordem; “Sede Santos, porque eu sou santo”.(I Pedro 1. 16). Ser santo significa; separado, diferente, da normalidade no pensar, e no agir com respeito as demais pessoas que ainda vivem segundo a carne, e no proceder segundo ao seu corrupto coração.
 Jesus disse:Aquele que não nascer de novo não entra no reino dos céus”. Isto é; ter mudança radical de comportamento, de atitudes, de pensamento tão profundamente que passamos a ser luz do mundo, e sal da terra. Aquele que é diferente, reconhecível por parecer-se com Cristo Jesus. É dessa forma que devemos apresentarmos diante de um mundo corrompido, de homens perdidos mergulhados num lamaçal nojento de pecados.
 Fico muito triste quando vejo certas igrejas, deixando-se de parecer com Cristo que é luz, para parecer com o mundo que é trevas, do qual fora resgatado. Justificam-se que fazendo assim, vão atrair a atenção dos jovens do mundo para a igreja. Mas se esquecem que Jesus disse: “Brilhe a vossa luz diante dos homens”, ou seja; tenha comportamento contrastante com as trevas, porque você é luz, e a verdadeira luz não mistura com as trevas, porque ao chegar, as trevas se dissipam. Quer cativar as pessoas?, atraí-las para a igreja? Então dê testemunho de vida transformada, santificada, compromissada com a verdade do evangelho que é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê.

 Infelizmente o que temos visto hoje, são ministérios procurando crescimento numérico de seus membros, sem primar pela santidade. As igrejas podem ficar cheia, porém de pessoas vazias.
01) Cometem o erro crasso, em querer agradar os homens, em vez de agradar a Deus. Descem no patamar corrompido dos homens e, se amoldam as suas práticas mundanas trazendo-as para dentro da igreja e de suas liturgias, como por exemplo; o poder de maior atração que é a musica. E em vez de convencê-los pela verdade, pela santidade de vida, por vida transformada, compromissada com Deus, o fazem tornando-se um seus pária.
 02) O nosso louvor por milhares que sejamos dentro de uma igreja só terá sentido, se for dirigido e aceito por um só expectador, que é Deus. Caso contrário, estamos perdendo nosso tempo, porque por mais avivado, eufórico, brilhante seja nosso louvor ele, não passará do telhado. Salvo se em contrapartida o fazemos para agradar-nos a nós mesmos por um fútil orgulho pessoal, e ou; escusa estratégia de sedução por um objetivo que não é a gloria de Deus, mas a gloria do homem.

Com quem você se faz parecer?
(Filipenses 2. 12)Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor".
Eneas Lara Lara 

2 comentários:

Pastor Riva disse...

querido amigo Enéas que linda e interessante postagem.
continue sendo este instrumento nas mãos do Deus vivo.
graça e paz até a próxima.
By,Pr. Rivelino.

Enéas Lara disse...

Obrigado Pr. Riva pela preciosa visita, e por seu amavel comentário.Volte sempre que desejar será uma grande honra recebê-lo aqui Que Deus te abençoe grandemente!!!!!!

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger