terça-feira, 14 de maio de 2013

ABRAS SENHOR OS SEUS OLHOS PARA QUE VEJAS!!!

 Texto Básico :( 2 Reis 6.  17)
Este texto narra o que aconteceu com o grande profeta de Deus Elizeu, quando o rei da Síria fez guerra  contra Israel e, toda vez que o comandante do exercito Sírio armava uma estratégia de combate contra Israel, o rei de Israel  ficava sabendo. Então, ele desconfiou que entre eles tinha alguém  traindo seu exercito, dando informações á Israel porque toda a estratégia montada, não surtia efeito. Foi ai, que lhe informaram que em Israel tinha um homem chamado Elizeu que era profeta de Deus, e que ele dava ao rei de Israel as informações do exercito inimigo. Então, o rei Sírio resolveu cercar a cidade de Dotã  e prender Elizeu. No versículo 15 diz o texto, que o moço de Elizeu, Geazi que era seu assistente, levantando cedo e saindo para fora da casa, ele viu que a cidade de Dotã, estava toda cercada com tropas, cavalos, carros de guerra. Então, Geazi voltou depressa e disse para Elizeu; Ai meu senhor, o que faremos?  Respondeu Elizeu; “Não temas, porque mais são os que estão conosco, do que os que estão com eles”.

Como explicar isso ? Como convencer aquele moço Geazi? Porque o que ele via era uma realidade bem diferente, que a cidade toda estava cercada com grande exercito e que ali só tinha ele e Elizeu o seu senhor. Como Elizeu podia dizer que os que estavam ao seu lado era muito maior do que o exercito inimigo.? O que acontecia era que aquele moço Geasi, só podia ver com os olhos da carne e, com os olhos da carne ele só podia ver as limitações e impossibilidades daquele momento. Talvez,  Elizeu vendo o medo, o sofrimento do seu moço, a sua expectativa, no versículo (17) ele orou e pediu a Deus; “Abras Senhor os seus olhos para que veja” O senhor abriu os olhos de Geazi, e ele viu que o monte estava cheio de cavalos e carros de fogo em redor de Elizeu.                         

Sabe meu irmão qual é muitas vezes o nosso grande problema? É que muitas vezes nós enfrentamos as lutas da vida somente com olhares humanos. Esquecemos o glorioso diferencial que temos, somos filhos do Deus dos exércitos, do Deus todo poderoso, invencível nas batalhas, do Deus Onisciente, Onipotente, Une-presente que tudo pode, tudo sabe, que tudo faz e não á impossíveis para Ele, mesmo porque, tudo que existe neste mundo, é obra de suas mãos.
 Há mais ou menos (612 anos) antes de Cristo, no reinado do rei Josias, o povo de Israel  estava mergulhado em grande idolatria, tanto que esqueceram-se completamente de Deus, e passaram adorar o( deus baal ) e Deus então levantou o grande profeta Jeremias para profetizar contra o pecado do povo. E aqui em (Jeremias 2. 11) Deus manifesta toda a sua tristeza, sua indignação contra o seu povo e diz:   “O meu povo trocou a sua gloria, por aquilo que é de nenhum proveito. “ESPANTAI-VOS disto, Ò CEUS, e horrorizai-vos ! Ficai estupefatos disse o Senhor. Porque dois males cometeu o meu povo: a mim me deixaram, o manancial de águas vivas, e cavaram cisternas, CISTERNAS rotas, que não retêm as águas”. E no capitulo 5-21 disse Deus: “Ouvi agora isto, ó povo insensato, sem entendimento, que tendes OLHOS e não vedes”.

            Há que grande benção, é o poder VER, não só com a limitada visão humana, mais com a visão espiritual, ter olhos iluminados pelo espírito Santo de Deus, que possa Ver os mistérios insondáveis da sua gloria. O autor do (Salmo 119. 18) ele pede com grande sabedoria dizendo: “Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas das tuas leis”.  Que grande galardão tem aquele que lendo a palavra de Deus, embora aqui a fria letra, pode VER o invisível, pode sentir poder, pode encontrar o gozo que é tão real, e que faz de nós convictos, esperançosos, por uma fé que nos alimenta e nutre a nossa alma, na certeza de que as promessas de Deus jamais falhará.
O apostolo Paulo escrevendo a (Tito 1-2) disse: “Na esperança da vida eterna que o Deus que não pode mentir prometeu antes dos tempos eternos”.
Também podemos ver outro grande exemplo de falta de visão espiritual, apesar de ser um homem extraordinário, e que o próprio Deus lhe fez uma avaliação inigualável, nós encontramos no livro de( Jó  1. 8) quando Deus disse referindo-se a Jó; Porque ninguém á na terra semelhante a ele, homem, integro, reto, temente a Deus, e desviando-se do mal”. Quem poderia hoje receber de Deus uma avaliação como essa? Este homem  passou por uma experiência terrível, perdeu do dia para noite tudo o que tinha, perdeu a riqueza que tinha, perdeu a família, e por fim perdeu a saúde, tornando-se num verdadeiro lixo humano que exalava mau cheiro, fedia tinha uma chaga infernal, uma coceira incurável e para aliviar usava um caco de telha que ele esfregava em suas chagas malignas.
            Então, este homem de Deus diante de tal sofrimento começou a questionar porque tudo isso? E  (Jó 19 .7) ele diz; “Eis que clamo VIOLENÇIA!, mais não sou ouvido;  GRITO SOCORRO! Porem não á justiça” E a sua provação continuava, quando chega no capitulo (38-2) Deus vendo a sua reclamação vem falar com ele e não passa a mão na sua cabeça, mais lhe faz uma dura censura.e diz:Quem é este que escurece os meus desígnios com palavras sem conhecimento?”.
Deus começa a falar com Jó, fazendo perguntas e fazendo ele entender que o seu relacionamento com Deus era antiguíssimo, que Deus o amava e que esse relacionamento precedeu a historia, o tempo, e a própria criação do mundo. E quando nós prosseguimos a ler todo o capitulo  de (Jó 38) nós vamos descobrir mistérios extraordinários da gloria de Deus. E foi ai que Jó começou a entender os propósitos eternos de Deus e ai, envergonhado, arrependido apesar de todo o sofrimento que passou, no capitulo (42- 5)  Jó diz: Eu te conhecia só de ouvir falar, mais agora os meus olhos te VEÊM”. Não era que Jó via a Deus com olhos da carne, mais sim, com olhos da alma do espírito da experiência  sem precedente vivida com o seu Deus.

Davi quando ainda era pastor de ovelhas nas campinas de Belém, ele tinha todas as horas da noite para ficar contemplando a beleza de um céu estrelado, enquanto vigiava o repousar do seu rebanho. E ali, olhando para essa força gritante, eloqüente, maravilhosa da criação de Deus, ele via o próprio Deus, através das obras das suas mãos, e é por isso talvez que, quando escreveu o salmo (19) Ele começou dizendo: “Os céus proclamam a gloria de Deus, e o firmamento anunciam as obras das suas mãos”. Que possamos pedir a Deus olhos santificados, iluminados para poder Ver o invisível da gloria de Deus, que se manifesta tão eloqüentemente através da beleza exuberante da criação do mundo. Olhos assim como Davi tinha, e que por isso podia VER as belezas  gloriosas do criador, através das obras das suas mãos.
ABRAS SENHOR OS SEUS OLHOS PARA QUE VEJA ! Que assim seja também a nossa sincera  oração ao Senhor!!!!!!!

Que Deus nos  abençoes em nome de Jesus.

1 comentários:

Mulher da Paz disse...

Paz Eneas que benção de palavra,que o Senhor possa abrir meus olhos espirituais,creio que isso é o desejo de cada cristão..Deus te abençoe.na paz de Jesus.

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger