terça-feira, 18 de junho de 2013

Desperta , ó tu que dormes !

Certa vez entrando num mercado, fiquei fascinado por lindas goiabas de casca sedosas. Então, comprei uma e quando fui abri-la para saborear á encontrei mau cheirosa, deteriorada e com bichos. Frustrado, joguei-a fora!. E lembrei que na realidade da vida, nos nossos relacionamentos interpessoal  tal fato também ocorre.

 Temos relacionado com pessoas de níveis sociais diferentes, pessoas de bela aparência, desde o análfabeto até aquela de formação acadêmica, superior com mestrado, e doutorado em especialidades específicas. E quando relacionamos com elas, podemos constatar  que não passam de (“Goiabas de casca sedosas”). Lindas por fora, e podre por dentro. Não só por suas atitudes antiéticas, corruptas, mundanas como; o orgulho, o desamor, individualismo, sede de vingança, mas acima de tudo, carregando em seu interior conseqüentemente o espírito morto.

          (Efesios 5. 14) O apostolo Paulo aqui dá um grito de alerta e diz: “Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará”. É lamentável ver multidões que caminham pela vida, mortos espiritualmente e, como um morto não tem consciência, e nem tão pouco pode reagir as circunstancias que ocorre á sua volta, são como cegos  que não podem ver Deus se manifestando através das obras de suas mãos. Que benção tão grande é para aquele que tem olhos como o rei Davi, que podia ver a beleza tão grande do seu Deus, e assim, pode escrever o belíssimo (Salmo 19. 1) “Os céus proclamam a gloria de Deus, e o firmamento anunciam as obras de suas mãos”.

 (Romanos 8. 11) “Se habita em vós o Espírito daquele que ressuscitou a Jesus dentre os mortos, esse mesmo que ressuscitou a Cristo Jesus dentre os mortos VIVIFICARÀ  também o vosso corpo mortal, por meio do seu Espírito, que em vós habita”. Quando o milagre da ressurreição do espírito morto ocorre na vida do ser humano, então, os seus olhos são, abertos  para vê-lo através das belezas da sua criação. Como por exemplo: A  gritante, e eloqüente, maravilhosa, visão de uma noite  estrelada. Quem não as viu e, que tendo o espírito vivificado, olhos iluminados que não tenha ficado encantado?.

 É incrível  constatar que as pessoas estejam diante do sobrenatural, do divino, da expressão maior do amor de Deus que é o criador e mantenedor deste mundo, e não possam contudo, vê-lo. (João 8. 12) Disse Jesus: “Eu Sou a luz do mundo; quem me segue não andará nas trevas; pelo contrario, terá a luz da vida”.  Se algum irmão é como Jó que queria ver Deus, e não podia então, Deus se apresenta a ele e disse: (Jó 38/39/40/41.) Em todos esses Capitulos é Deus falando com Jó dizendo do seu poder e, que se podia conhecer através da obras de suas mãos, e que para conhecê-lo era só olhar para as obras de suas mãos, e no (Capitulo 42. 5) Jó então,  caindo em si e, envergonhado confessa. “Eu te conhecia só de ouvir , mas agora os meus olhos te vêem”.  Isso não quer dizer que Jó viu a Deus, mas que aprendeu vê-lo olhando para as obras de suas mãos.

Deixe eu fazer-te uma pergunta. Você já viu Deus hoje?

 Que Deus grandemente te abençoe, em nome de Jesus.
Eneas Candido de Lara                    

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger