segunda-feira, 30 de março de 2015

Quero Estar ao Pé da Cruz.



Disse Jesus:"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna"(João 3.16)

   Texto Básico: (João 19. 30)" Está consumado"
     
Estamos vivendo na chamada semana santa. E nesse tempo Senhor Jesus viveu momentos dramáticos na sua vida, ao vislumbrar a hora em que teria de suportar a Cruz maldita, se fazendo maldição em nosso lugar. 

(Eu fico pensando no momento em que os soldados Romanos deitaram Jesus sobre a cruz, e com pregos pontiagudos apontaram para as mãos de Jesus e, quando bateram  o cravo rasgou a carne de Jesus e o seu sangue então;começou a escorrer, eu acho que quando a primeira gota umedeceu  aquela maldita Cruz.( Aquele instrumento nojento, asqueroso revoltante, vil de tortura e morte, se transformou no maior e mais glorioso símbolo de  amor, de preço pago, de promessa de DEUS cumprida, de veneração, de esperança, de salvação para todos os cristãos espalhados pelo mundo, que hoje pela graça se achegam a Deus).
Aquele tétrico, e maldito, lugar de morte.  se transforma em porta do céu,  a morte se fez vida, A derrota se fez vitória, As muralhas se desfizeram, As barreiras são destroçadas, desimpedidas, O véu do templo é rasgado do alto abaixo, e quando Jesus exclama;  "Esta consumado"!!!!!. Selava definitivamente a vitória de Jesus sobre satanás, é o passaporte do céu que é carimbado com o seu sangue, é o direito de voltar a ter comunhão com o Pai.  Este episódio de vergonha, porem de gloria, de morte, porem de vida, de aparente fracasso, na maior vitória e conquista do ser humano, em receber Perdão, graça, expressão maior do amor de Deus nosso Pai.  
A Cruz tem mistérios infindos.  A cruz não foi só uma violência cometida, uma injustiça praticada pelos homens, mas em contrapartida, a despeito da grande tragédia que se cometeu, a mensagem da cruz tem ensinamentos profundos, é voz altissonante a proclamar a gloriosa mensagem de perdão, de reconciliação, revelação maior do Amor de Deus o Pai, e que só pode entender aqueles que iluminados pelo espírito Santo e com fé, e com profunda gratidão achegam-se á ela. Se antes a Cruz era símbolo repelente de medo, de pavor, e quando as pessoas tinham que passar na proximidade daquele lugar chamado de (Monte das Caveiras) as pessoas viravam o rosto para  não olhar para aquele lugar, funesto e maldito.  Hoje, a Cruz é o símbolo adorável, precioso, glorioso de esperança, de vida, e de salvação para todos os Cristãos no mundo inteiro.
Eu acho que ficaríamos muito tempo encontrando as grandes transformações do; Antes, e do depois de Cristo”.  Acima de tudo pela gloriosa e conclusiva exclamação!. Esta consumado! Há!....quantas  verdades, quantos valores estão implícitos nestas duas palavras. Não era só o fim do suplicio de Cristo, da dolorosa e vergonhosa morte que estava chegando ao fim, mas tenho pra mim, que entre tantas vitórias eu destacaria aqui três conquistas da Cruz:
01)  A Restauração do relacionamento com Deus!
02) A libertação do jugo da lei!
03) O Rompido monopólio que se tornou em graça para todos os homens!
01)Restauração do relacionamento com Deus!.  Depois que Adão pecou, ele foi expulso do paraíso, ele perdeu a dignidade, o relacionamento com Deus porque se tornou em um pecador. Deus é Santo sua natureza é incompatível com o pecado, e por isso não podia ter com ele nenhuma intimidade. Ai, o relacionamento foi cortado, interrompido até ao momento do angustiante mais glorioso, e Bendito Grito: “ESTA CONSUMADO”!!!. Este entrave, este impedimento, esta barreira, foi quebrada, retirada demolida, porque o preço foi pago e o véu do templo então se rasga do alto abaixo em sinal de desobstrução total, franqueando ao perdido pecador que andava longe de Deus, agora ele é aproximado. Há! Que preciosa, eloquente, gloriosa é a mensagem da cruz, como nos faz bem pra alma, como aquieta nosso coração e nos trás consolação, e certeza do perdão, reconciliação e salvação por este amor imensurável  de Cristo Jesus nosso Senhor.
02) Libertação do jugo da lei!. O povo de Deus vivia gemendo debaixo da escravidão da lei, a qual era impossível de ser cumprida, porque chegaram a ser (613 leis) como sacrifícios, ordenanças, celebrações, etc. Tudo isso era difícil até para memorizar, quanto mais cumprir.  Há!.... mais quando  o Bendito Grito ecoou  naquela maldita Cruz: Esta consumado”! tudo isso perdeu a sua validade, esse tempo legalista chegava ao fim. (Hebreus 7. 8) diz: “Portanto por um lado se revoga (retira) a anterior ordenança, por causa da sua fraqueza.e inutilidade”.
(Gálatas 3. 19) “Qual pois é a razão da lei? Foi adicionada, acrescida por causa das transgressões, até que viesse o descendente que é Cristo o senhor”. (Gálatas 3. 13) Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se em maldição em nosso lugar.(Efésios 2. 8) diz: “Pela graça sois salvos mediante a fé, e isso não vem de vós é dom (presente) de Deus não por obras para que ninguém se glorie). 
03) O rompido monopólio que se tornou em graça para todos os homens!. (Colossenses 2. 12/13). Meu irmão Preste atenção aqui !. Paulo estava falando com Judeus até o ´versículo 12, depois ele começa a falar com quem não é Judeu, ou seja; comigo e com você , e por isso ele diz: “A VÓS OUTROS” que estáveis mortos pelas vossas transgressões e pela incircuncisão da vossa carne. (isto é; nós que não somos Judeus), e nem tão pouco circuncidado na carne. Paulo continua e diz: “Ele vos deu vida juntamente com ele, perdoando todos os nossos delitos, tendo cancelado o escrito de dividas que era contra nós e, que constava de ordenanças,(isto é das 613 leis dada aos Judeus) o qual nos era prejudicial. Paulo continua e diz: “Ele removeu inteiramente tudo isso; encravando-o na Cruz”. Ó aleluia!
Louvado seja o nome do Senhor!.  Há! se homem pudesse olhar para a Cruz de Cristo, e pudesse ver, e pudesse ouvir sua mensagem que é altissonante proclamada, se o homem pudesse ver o imensurável amor manifestado, que tudo o que ali foi feito era divida nossa que foi paga. Ali Jesus não só consumou a nossa redenção, mais ali, extinguiu o monopólio, aboliu a exclusividade de um povo, de uma nação, para estender a todos os homens do mundo a salvação mediante a fé no sacrifício do cordeiro de Deus, Jesus Cristo seu filho amado.  A você que é filho de Deus compromissado com Ele, salvo por este amor gracioso, glorifique-O agora !

 E você que ainda  não entregou a sua vida a Jesus Cristo, a oportunidade é agora de participar do seu reino eterno, porque  também  foi por você que Ele morreu e ressuscitou para te dar salvação.

Pense nisso !

 Enéas Cândido de Lara

quinta-feira, 26 de março de 2015

QUANDO A NOSSA JUSTIÇA CONFRONTA A DE DEUS !

Disse Deus:"é  razoável  essa tua ira? (Jonas 4. 4)

Muitas vezes Deus poderá estar-nos  fazendo  a mesma pergunta que fez para ao profeta desanimado: "Você tem razão para irar tanto"?  Jonas havia profetizado o iminente juízo a Nínive, cidade repleta de pecado e violência, mas seus habitantes se arrependeram e Deus adiou a execução do castigo. Agiu com graça para com os Ninivitas, pois Sua misericórdia é infinita. Então, o profeta se sentiu humilhado, e, em vez de se alegrar e louvar, se irou e muito mais que isso, criticou a bondade de Deus. hoje em dia Deus continua sendo o mesmo, cheio de misericórdia e perdão, sempre disposto a demonstrar Sua graça a quem se arrepender dos seus pecados. O juízo está muito próximo, porque o mundo segue seu caminho de impiedade e imoralidade avassaladora, como vemos em nossa sociedade hoje.

"Ora, não levou Deus em conta os tempos de ignorância; agora, porém, notifica aos homens que todos, em todas as parte, se arrependam"(Atos 17. 30). Porque "Deus nosso Salvador...quer que todos os se salvem, e venham ao conhecimento da verdade" (I Timóteo 2. 3-4). Essa boa noticia é valida para todos nós, sem distinção de raças ou de cor. Será que nós chamados por Sua graça e misericórdia não estamos agindo  como Jonas, tão seguros de nossa salvação e talvez com sentimento de justiça própria, que ansiamos pela destruição dos maus? Tiago e João tiveram o mesmo sentimento. E o que o Senhor Jesus fez? "Voltando-se, porém, repreendeu-os, e disse: Vós não sabeis de que espírito sois"(Lucas 9. 55).

 O Senhor Jesus veio para nos resgatar da perdição do "fogo eterno", preparado para o diabo e seus anjos"(Mateus 25. 41). Se tivéssemos percepção dessa pavorosa realidade jamais desejaríamos isso a ninguém, porque nem o próprio Deus tem prazer na morte do ímpio, "mas em que o ímpio se converta do seu mau caminho, e viva"(Ezequiel 33. 11) Que possamos ser mensageiros incansáveis da palavra de Deus, anunciando ao mundo que, em Cristo Jesus há salvação. Essa foi a imperiosa e outorgada  missão que o Senhor Jesus nos conferiu. "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura"(Marcos 16. 15) Precisamos nos conscientizar desta  gloriosa missão que recebemos de Jesus, em fazer-nos participantes do Seu glorioso reino eterno, como instrumentos de bênçãos, levando ao perdido pecador o conhecimento da salvação que, somente há em Cristo Jesus . Disse Jesus:"Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim"(João 14. 6)
Pense nisso!
E que Deus vos abençoes, em nome de Jesus!

Enéas Cândido de Lara

segunda-feira, 23 de março de 2015

TRIBUTAI AO SENHOR A GLÓRIA DEVIDA AO SEU NOME, ADORAI O SENHOR NA BELEZA DA SANTIDADE"(SALMO 29. 2)

       

O Salmista Davi nos diz neste salmo; "Tributai", ou seja, pague a Deus aquilo que você deve, você que é filho de Deus. (Só os filhos de Deus tem para com ele esta divida).
De qual divida fala Davi?. Divida de adoração, louvor, gratidão, glorificação ao seu Santo Nome.  Para tanto, Jesus disse: que para ser filho de Deus, tem um condicional.
(João 14. 22) disse Jesus: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará e viremos e faremos nele morada”.
O apostolo Paulo escrevendo á (I Corintios 6. 20) Disse: “Porque fostes comprados por preço, agora, pois, glorificai a Deus no vosso corpo”.  Como nós podemos fazer isso?.  Precisamos o reconhecer como único Deus soberano, criador de todas as coisas e, que tem o poder sobre nossa vida, para dá-la, ou tirá-la a hora que quiser. Mas, seu amor é tão grande por nós, que ele deu a vida do seu Unigênito filho para morrer em nosso lugar, para que nós pudéssemos ter vida e, vida eterna. Mas, pessoalmente para você  poder receber esta  graça, você precisa pagar uma divida, que é, (A gloria devida ao seu nome).Você precisa confessar isso para Ele,  num rasgar de coração em sincera oração.          

  
Obrigado Senhor; pelos meu olhos, porque com eles posso ver-te no raiar de cada manhã, nas floridas campinas, nos montes e cachoeiras, no enigmático azul celeste obras de tuas mãos.
Obrigado Senhor; pelos ouvidos, porque com eles posso ouvir o som do mundo, e a sinfonia singular dos pássaros, a cantar-te alegremente no raiar de cada amanhecer.

Obrigado Senhor; pela minha boca, porque com ela não só posso  alimentar meu corpo físico, mas dizer para as pessoas que tu és meu Deus e, cada dia poder cantar-te uma canção.

Obrigado Senhor; pelas minhas pernas que conduzem o meu corpo na luta pela sobrevivência enquanto aqui e, permitas que os meus pés nunca resvalem em desvios dos retos caminhos teus.

Obrigado Senhor; por todo o meu ser, em permitir que embora eu seja só neste mundo um forasteiro de passagem pela vida, de gozar no recôndito familiar os amados que Tu me deste.

Obrigado Senhor; porque me amaste sem que eu nada fizesse para ser merecedor deste amor e, que chegaste ao extremado ato de em Jesus Cristo teu filho morrer numa Cruz maldita, para que eu tivesse vida e, não fosse condenado á perdição eterna.

Obrigado Senhor; pela vida que me deste e, não permitas que eu seja só mais um a passar por aqui infrutiferamente, mas que eu possa fazer a diferença na minha família, no meu trabalho, na sociedade, alguém que tenha o privilegio gracioso de poder dizer,(Sou filho do Deus eterno por Cristo Jesus) e, quando o mundo olhar pra mim, possa ver na minha vida, no meu proceder o resplendor gracioso do teu amor, a dirigir meus passos e, quando acabar o meu peregrinar neste mundo, saudoso possa voltar pra casa, a morar contigo na gloria celestial para toda a eternidade.

 Obrigado Senhor; pela dádiva do teu amor divino na pessoa de Jesus Cristo teu filho amado, que contemplou a minha vida tão insignificante com a graça da tua salvação.  Que seu nome seja por mim honrado, glorificado, exaltado, engrandecido por toda a minha vida e, que nem um dia sequer, eu esqueça de dizer;

Obrigado Senhor; porque se eu fizer isso, não é virtude minha, mas sim (Tributo que lhe devo por toda a minha existência.,........Amém.

Enéas Cândido de Lara

             


sexta-feira, 20 de março de 2015

DISSE DEUS; "SÊ TU UMA BENÇÃO"!

Disse Deus a Abraão:"Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra" (Gênesis 12.3)

Deus não nos chamou apenas para recebermos bênçãos , mas para sermos bênçãos. Deus usa seus filhos, seu povo, sua igreja para abençoar àqueles que estão em volta. Sabemos que sociedades inteiras, nações foram abençoadas e ainda são, porque o povo de Deus agiu com integridade onde o Senhor os havia colocado. Por outro lado, onde o cristianismo começa a se misturar, secularizar e esquecer os valores do Reino, a tendência é de trazer a punição mais severa de Deus. A pergunta que devemos estar fazendo a nós mesmos é: Como posso eu ser um abençoador? 
É justamente sendo portador da palavra de Deus e, do seu imensurável amor manifestado em Cristo Jesus o seu Filho amado, acima de tudo, num momento de tão grandes desvios doutrinários, onde homens avarentos dominados pelo diabo, usam o nome de Deus e a beleza do seu evangelho, para dar crédito as suas palavras com falsas promessas e textos isolados para convencer os neófitos e incautos a crerem em suas pregações.
  Hoje, existem muitos mercadores da fé, oferecendo as últimas novidades a respeito da fé. Há ventos e ventos de doutrinas, isto é, doutrinas que pregam aquilo que o ouvinte quer ouvir, satisfazendo assim o seu ego. Esses aventureiros, cegos espirituais que só enxergam a glória da carne, e por ela enganam e,  são enganados, acumulando para si  uma somatória terrível de condenação para aquele dia. Precisamos permanecermos firmes na sã doutrina, e resistirmos e denunciarmos  a todo ensinamento falso que,  enganam e faz o neófito  pegar os atalhos que o levam a cair em armadilhas que muitas vezes não tem saída. A Bíblia diz que, quando Jesus chamou os seu discípulos, os chamou para estarem com Ele, e para manterem comunhão com Ele e, só depois, os enviou a pregar. O profeta Jeremias nos lembra da necessidade de buscar a Deus com intensidade, com ardor, com fidelidade, amor e coisas grandes e ocultas Deus estará nos mostrando, segundo a Sua santa vontade; Invoca-me, e te responderei; anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes"(Jeremias 33. 3)
Deus tem o poder e grandes bênçãos  para suprir a vida daquele que se dispuser a fazer a sua obra, que se coloque a Sua disposição. Veja o que disse Deus no tempo do profeta Ezequiel:"Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei"(Ezequiel 22. 30) 

Há....se o homem pudesse entender, o grandioso privilégio de um imensurável galardão de ser um coadjuvante do Espírito Santo, na divina missão de levar aos perdidos a mensagem de salvação que, somente em Jesus se pode encontrar.  O Senhor Jesus conclamando trabalhadores para a Sua seara disse:"A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para sua seara"(Lucas 10. 2). A ordenança já foi feita, o envio já foi providenciado:" Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda a criatura"( Marcos 16. 15) Mas, muitos dos escolhidos e chamados para o trabalhado, desatentos, acomodados, indiferentes a glória dessa ordenança, continuam de braços cruzados.

Como vamos encarar o Senhor Jesus naquele dia? Qual desculpa teremos para justificar a nossa ociosidade, o não cumprimento de uma missão urgentíssima de amor maior, que é anunciar ao mundo o que o Senhor Jesus fez, pagando o maior de todos os preços para salvar, o perdido pecador  morrendo em seu lugar numa até então, maldita Cruz. Se continuarmos a negligenciar tamanha responsabilidade, estaremos demonstrando insensibilidade, desamor, insubordinação ao mandamento que imperiosamente O Senhor Jesus nos ordenou:" Amai o teu próximo com a ti mesmo".

 Que Deus nos ajude a não sermos servos inúteis na obra do Seu reino. Pense nisso!!!!!!
Enéas Cândido de Lara


terça-feira, 17 de março de 2015

DISSE DEUS:"VINDE E ARRAZOEMOS"!


“Feliz é a nação cujo Deus é o SENHOR, e o povo que ele escolheu para sua herança” (Salmo 33. 12).

Quando o apostolo João faz a definição de Deus,  dizendo: DEUS É AMOR. Apesar da justa qualificação ao divino Ser de Deus, nós ao vê-Lo, manifestando  sua natureza amorosa, imensurável  nas atitudes, nos relacionamentos, nas suas promessas, nas alianças, nos pactos feitos, na sua longanimidade,  para com o seu povo eleito que Ele escolhera dentre todos os povos da terra. Quando nós através da Bíblia Sagrada tomamos conhecimento da natureza do nosso Deus, mas acima de tudo, deste grandioso amor com que Ele dirigiu o seu povo eleito, através dos tempos, é algo maravilhoso, lindíssimo o seu agir, ainda que; contraditado lhe fora por um povo obstinado e rebelde, inconstante que muitas vezes o abandonaram, viraram-lhe as costas e foram infiéis indo atrás de deuses estranhos.

Há 750 anos A/C  o povo de Israel viveu um dos momentos mais degradantes da sua história, quando Deus levanta então por seu grande amor, e terna misericórdia o profeta Isaías, para trazer para aquele povo ingrato, desobediente, obstinado uma proposta de perdão, e de reconciliação. O capítulo de (Isaías 1. 1 a 20) descreve a situação lamentável, triste do povo de Israel, e nos (Ver.2 e 3) vemos a tristeza explicitada de Deus, quando Ele disse:” Ouvi. Ó céus, e dá ouvidos, ó terra, porque o SENHOR é quem fala: Criei Filhos e os engrandeci, mas eles estão revoltados contra mim.( ai Deus como que num desabafo de coração triste com o seu povo Ele diz: O boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o dono da manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende”. Como Deus se mostrava amargurado, triste com aquele que era o seu povo eleito, escolhido dentre todos os povos da terra. Mas, tem uma coisa simplesmente maravilhosa em nosso Deus, Ele é fiel em todos os seus caminhos, e acima de tudo, em suas promessas que jamais falhará.

Veja o (Ver.4-5-6) Ai desta nação pecaminosa, povo carregado de iniquidade, raça de malignos, filhos corruptores; abandonaram o SENHOR, blasfemaram do Santo de Israel, voltaram para trás. O povo tinha desprezado Deus, virado-lhes  as costas, esquecido de todas as maravilhosas bênçãos com que Deus os conduziu até ali. Eles eram um povo sem memória, esquecidiços, e acima de tudo ingratos com aquele que lhes foi a razão de ainda estarem vivos. No (Ver.5-6) disse Deus: “Por que haveis de ainda ser feridos, visto que continuais em rebeldia? Toda a cabeça está doente, e todo o coração, enfermo. Desde a planta do pé até a cabeça não  há nele cousa sã, senão feridas, contusões e chagas inflamadas, umas e outras não espremidas, nem atadas, nem amolecidas com óleo”. 
O que eu entendo aqui é, Deus dizendo: (Vocês estão podres, fedorentos, carcomidos por chagas mortais. Entretanto, é bom que se diga, que o povo de Israel continuava em seus rituais, oferecendo  sacrifícios, holocaustos indo normalmente ao templo. Mas, então, o que estava errado com o povo de Israel?. Eles eram somente  frios cumpridores da lei, crentes dentro da igreja, mas infiéis, corruptos, iníquos da porta pra fora. E disse Deus  uma coisa muito forte (Ver.14) “Eu estou cansado de sofrer”, e continuando (Ver. 15) Ele disse: “Por isso quando multiplicais as vossas orações, NÃO AS OUÇO”. Que coisa triste é quando ficamos sem a comunhão com Deus por caso de nossos pecados, quando nossas orações não são ouvidas por Ele, e nem respondidas.
A despeito de todas esses obstáculos, Deus sempre abre uma porta, uma oportunidade de reconciliação com Ele, e no (Ver.18) Deus usa o seu profeta Isaías para vir de encontro com o seu povo eleito e fazer-lhes uma das mais lindas expressões de amor.  Ele disse: “Vinde e arrazoemos”. Sabe o que Deus estava dizendo? (Vinde conversar comigo, vamos entrar em entendimento). Isso é lindo, maravilhoso quando Deus abre-nos a oportunidade para o diálogo, quando Ele é procurado por nós com um coração arrependido, suplicante e humilde, então nossa oração é aceita ouvida e respondida. Na continuação Deus mostra-se disposto a perdoar e diz: “ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão  com a lã. Não há limites nas misericórdias de Deus, e nem tão pouco o tamanho do nosso  pecado cometido que o Sangue de Cristo Jesus vertido naquela rude, e nefanda cruz, não o possa perdoar. 
Deus continua hoje a fazer-nos o mesmo convite. VINDE E ARRAZOEMOS”, foi este o ensinamento que o Senhor Jesus nos ensinou, quando disse “Orai sem cessar”. Quando mantemos  comunhão com Deus através de nossas orações, nossos pecados são perdoados, nossas orações são ouvidas, e Deus estará de ouvidos abertos ao nosso clamor, e Ele nos será por retaguarda, força e poder para vencermos os obstáculos deste vale de lágrimas, até aquele dia em que formos chamados para com Ele reinarmos para todo o sempre. Aleluia!!!!!

Que Deus te abençoe meu amigo leitor desta mensagem, em nome de Jesus!
Enéas Cândido de Lara


quinta-feira, 12 de março de 2015

A ORAÇÃO SACERDOTAL DE JESUS !















O Senhor Jesus estava vivendo num momento dramático, porque ele vislumbrava a hora em que seria entregue nas mãos dos pecadores, e eles o crucificariam numa cruz. Ele não temia os cravos e espinhos, os escárnios, humilhações, as dores tão terríveis, mas sim, o seu maior temor era  Ele o Santo Filho de Deus ter que ocupar o lugar do perdido pecador; fazendo-se maldito naquela infamante e ignominiosa cruz do calvário. Entretanto, a despeito de tão grande emoção e expectativa  Ele  não esqueceu dos seus discípulos e nesse momento de despedida física, Ele intercedeu junto ao Pai, em favor deles fazendo essa tão grande, divina e graciosa oração. Leia-a com muita atenção para poder entende-la.


 1 Tendo Jesus falado estas cousas, levantou os olhos ao céu e disse: Pai, é chagada a hora; glorifica a teu Filho, para que o filho, te glorifique a ti. 2 assim como lhe conferiste autoridade sobre toda a carne, a fim de que ele conceda a vida eterna a todos os que lhe deste. 3 E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.4 Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me conferiste para fazer; 5 e, agora, glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eu tive junto de ti, antes que houvesse mundo. 6 Manifestei o teu nome aos homens que me deste do mundo. Eram teus, e tu mos confiaste, e eles tem guardado a tua palavra. 7 Agora, eles reconhecem que todas as cousas que me tens dado provêm de ti; 8 porque eu lhes tenho transmitido as palavras que me deste, e eles as receberam, e verdadeiramente conheceram que sai de ti, e creram que tu me enviaste. 9 É por eles que eu rogo; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus; 10 Ora, todas as minhas cousas são tuas, e as tuas cousas são minhas; e, neles, eu sou glorificado.11 Já não estou no mundo, mas eles  continuam no mundo, ao passo que eu vou para junto de ti. Pai santo, guarda-os em teu nome, que me deste, para que eles sejam um, assim como nós, 12 Quando eu estava com  eles, guardava-os no teu nome, que me deste, e protegi-os, e nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura. 13 Mas, agora, vou para junto de ti e isto falo no mundo para que eles tenham o meu gozo completo em si mesmos. 14 Eu lhes tenho dado a tua palavra, e o meu e o mundo os odiou, porque eles não são do mundo, como também eu não sou. 15 Não peço que os tires do mundo, e sim que os guardes do mal. 16 Eles não são do mundo, como também eu não sou.17 Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. 18 Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo. 19 E a favor deles eu me santifico a mim mesmo, para que eles também sejam santificados na verdade 20 Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra; 21 a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste. 22 Eu lhes tenho transmitido a glória que me tens dado, para que sejam um, como nós somos;23 eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade, para que o mundo conheça que tu me enviaste e os amaste, como também amaste a mim. 24 Pai, a minha vontade é que onde eu estou, estejam também comigo os que me deste, para que vejam a minha glória que me conferiste, porque me amaste antes da fundação do mundo.25 Pai justo, o mundo não te conheceu; eu, porém, te conheci, e também estes compreenderam que tu me enviaste. 26 Eu lhes fiz conhecer o teu nome e ainda o farei conhecer, a fim de que o amor com que me amaste esteja neles, e eu neles esteja.
 Se você pode entender essa tão grande revelação, e a glória tremenda que pelo amor de Deus o Pai, em te escolher para fazer parte  dessa galeria gloriosa dos redimidos por Cristo Jesus, então jubiloso glorifique-O agora. Aleluia!!!!!!!


Enéas Cândido de Lara

segunda-feira, 9 de março de 2015

O GRAVÍSSIMO ERRO DE CÁLCULO!


Texto Básico: (Isaias 45. 21)

"Pois não há outro Deus senão eu; Deus justo e salvador não há além de mim”

Um velho professor de matemática entrava na sala  para dar a sua ultima aula, pois estava se aposentando. E foi surpreendido quando os alunos sabendo que aquela oportunidade era o seu ultimo trabalho, e que o velho professor era um homem de grandes experiências, e conhecimento não só da matéria que lecionava, mas da própria vida, então pediram que ele falasse sobre a vida, e o que realmente vale a pena viver. O professor sorrindo disse: Até aqui eu vos ensinei a exatidão da matemática secular, e agora atendendo este especial convite, quero falar-lhes da exatidão insofismável da eterna "matemática Espiritual", para que jamais cometam  o maior de todos os erros de cálculo, que se torna   irreversível que é ignorar a existência do Deus único, justo e salvador.

No mundo existem milhões de pessoas que talvez por desconhecerem a Deus, vivam cometendo este crasso erro, ignorando a existência de Deus e da sua soberania sobre toda a sua criação, inclusive sobre a minha e a tua vida. São pessoas equivocadas que buscam em teorias humanas, crendo em fábulas, crendo que a humanidade se desenvolveu por princípios evolutivos, e conseqüentemente essas teorias afirmam que nós não precisamos de Deus, e acabam negando a existência dEle. Também se verifica em muitos seguimentos religiosos que até falam de Deus, e afirmam que Deus é um Deus de amor, e por ser assim; um Pai amoroso, fecha os olhos para os pecados dos homens, e que no final todos serão salvos. Ambos cometem o erro de cálculo por desconhecerem a Deus. Deus realmente é amor, mas entretanto na mesma proporção Ele é  justiça, e sendo justiça tem que condenar o pecado.

Quer conhecer a natureza divina do nosso Deus? Leia a Bíblia Sagrada!, ela revela o seu poder, o seu amor, suas promessas o que precisamos fazer para estarmos em comunhão com Ele, com nosso próximo, com a vida, com a morte e com a segurança da nossa vitória eterna. Deus é todo o poderoso Senhor de toda a criação, e também o único que tem poder para salvar-nos da condenação eterna. Deus em toda a sua essência e natureza Ele é santo, e por isso não lhe é compatível o relacionar-se com pecadores, portanto por imensurável amor manifestado ao homem caído e pecador, Ele enviou ao mundo o seu Filho Jesus Cristo para que o preço do pecado fosse pago, o entrave, o impedimento fosse retirado, e a reconciliação mediante ao lavar regenerador do sangue de Jesus Cristo nos desse de novo o direito de voltar a ter acesso direto com Ele.

Portanto, não cometa o maior de todos os erros na "matemática Espiritual", errando o alvo que é Cristo Jesus o único salvador. Pois Ele mesmo disse: “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito,para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”(João 3. 16)


Que Deus grandemente te abençoe meu amado leitor desta mensagem, e que te faça ver a maravilhosa grandeza do seu amor explicitado na obra redentora do seu amado Filho Jesus. Amém !
Enéas Cândido de Lara

quinta-feira, 5 de março de 2015

O VERDADEIRO AMOR CRISTÃO É SINÔNIMO DE ATITUDES E DE SOCORRO!


 O amor do bom Samaritano
O Senhor Jesus ensina-nos a ver, a sentir e agir em direção das necessidades do nosso próximo. O ministério de Jesus se desenvolve dentro desse diapasão. Veja os textos: Mt 9. 36; 14. 14; 15. 32; Mc 1. 40- 41; 8. 2-3)

Seja indivíduo particular ou seja uma multidão, Jesus sempre a tratava da mesma forma. O verdadeiro amor sempre está observando com atenção e, nesse caso, os olhos de Jesus jamais estiveram fechados. Não apenas via com olhos a superfície, mas olhava para dentro das reais necessidades das pessoas. Não era apenas uma questão de paternalismo, mas de atender pessoas reais, em circunstancias reais e com necessidades reais. 
Cristo nos ensina que amor não é sentimento, mas serviço. Amar é servir ao próximo, mesmo que tal serviço nos leve ao sacrifício. O apóstolo João nos diz:"devemos dar a vida pelos irmãos"(I João 3. 16) Não quer aqui dizer, que devemos fazer atos espetaculares para as pessoas verem, mas simplesmente, atos de serviço, mesmo que sejam anônimos, mesmo que passem despercebidos porque, diante de Deus com certeza, serão atos heroicos.
 João diz que  quem não ama assim, não pode ter o amor de Deus. João não aprendeu essa maneira de amar nos discursos de filosofia, mas na prática de seu Mestre, Jesus Cristo. É hora de assumirmos compromisso. É nosso dever praticar a verdade. Deus coloca desafios diante de nós. Não podemos seguir a Cristo de longe como fez o apóstolo Pedro certa ocasião. Essa atitude com certeza nos levará  á queda. 

Para alguns, o cristianismo ensinado por Jesus inspira amor, mas não justiça; oferece alívio aos sofrimentos, mas não desafios. Quantos não querem servir a Cristo gritando o evangelho à distância para pessoas distantes, mas não querem se envolver com suas reais necessidades. Essa atitude pode até parecer espiritual, mas não é genuinamente Cristã. Precisamos impactar o mundo e, isso não pode ser feito apenas com belos e inflamados sermões nos púlpitos das igrejas. Precisamos de prática, de "mangas arregaçadas" precisamos conhecer a intimidade de Jesus e, por meio desse conhecimento, pavimentar os caminhos que nos levem a ficar cara a cara com as pessoas e suas reais necessidades.  A pergunta que temos que nos fazer é: Estou realmente cumprindo o mandamento de Jesus?. "Amarás o teu próximo como a ti mesmo"?(Mateus 22. 39)
 Seguir a Cristo, envolve renuncia de nós mesmos, despojamento, entrega, atitude, ação, e isso também em relação ao nosso próximo, porque está escrito: "Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê"(I João 4. 20)
A ilustrativa imagem do bom Samaritano adicionada ao texto, é um exemplo vivo a ser seguido por todos nós, em estender a mão para socorrer o aflito e necessitado, porque amor verdadeiro é demonstrado em atitudes, e não simplesmente em palavras vazias.

Que Deus nos ajude a viver uma vida, na prática do verdadeiro amor Cristão!

Enéas Cândido de Lara

segunda-feira, 2 de março de 2015

A PRATICADA POLÍTICA SEM DEUS!!!


O profeta Natã repreendendo Davi por seu grave pecado!
A política sempre fez parte dos povos em todos os tempos. Aproximadamente (1.100 anos) A/C  encontramos Deus levantando  profetas para falar ao povo, como os profetas: Samuel, Natã, Elias, Elizeu, Micaías e tantos outros. E, eles estiveram sempre presente na vida e nas atividades da nação de Israel.

  Esses profetas não deixaram de se envolverem diretamente na vida política do povo. Foram fortes e incisivos defensores da política, e acima de tudo, observavam se as leis de Deus eram cumpridas.  Eles defendiam a justiça social dos fracos e oprimidos, o caso das viúvas e órfãos que estavam sendo humilhados e oprimidos pelo sistema político do seu tempo. Com grande destemor e coragem não calaram, ao contrário se opuseram contra as autoridades com riscos da própria vida. Os profetas sabiam que o temor ao Senhor  poderia acabar com a miséria, com a exploração e com a corrupção desenfreada. Sabiam que o Senhor é reto Juiz. Eles imaginaram um país  governado pelo próprio Deus. Isso não seria maravilhoso? Não seria uma nação feliz? (Salmo 33. 12) 
Infelizmente, as palavras dos profetas nem sempre foram ouvidas pelos líderes políticos. A liderança política se achava dona de si mesma e, não se importava com a palavra de Deus. Porque se ouvissem a voz de Deus teriam que corrigir suas vidas e, com certeza, perderiam privilégios conseguidos as custas da exploração da minoria empobrecida. Diante da resistência dos lideres políticos em face da corrupção generalizada, Deus decretou o juízo, e os profetas não tinham dúvida de que ele viria. O desastre nacional era iminente, era só uma questão de tempo.

 Os profetas cumpriam a ordem de Deus, pregando a verdade, diante dos fatos, e das leis estabelecidas, mediante a epidêmica corrupção dominante. Os profetas falaram, criticaram, confrontaram, questionaram, chamaram a atenção da liderança, insistiram para que mudassem e buscassem o bem. Eles colocaram diante da nação o bem e o mal, mas infelizmente, eles optaram pelo mal.
Estamos vivendo hoje numa situação parecida, onde o descalabro político dominante é, altamente corrupto, injusto, onde o patrimônio publico é assaltado com  voraz  ganância , onde (milhões e milhões são roubados). Enquanto, os hospitais estão sucateados, as pessoas estão sendo tratados como animais, pessoas idosas deitados no chão e morrendo e sem atendimento médico, faltam remédios nos postos de saúde. Isso, para não falar de tantas e tantas outras serias  carências que afligem o nosso povo. Onde estão os profetas de Deus? Bem, disse Jesus:"A lei e os profetas vigoraram até João; desde esse tempo, vem sendo anunciado o evangelho do reino de Deus"{...}.(Lucas 16. 16) É ISSO O QUE ESTÁ FALTANDO, É O VERDADEIRO EVANGELHO DA GRAÇA DE DEUS SER PREGADO.  E, sendo assim, hoje todo aquele que abre a sua boca para falar do reino de Deus, e do Seu amor manifestado em Cristo Jesus, está sendo um profeta a anunciar que, somente Deus pode mudar a nossa história, trazer de novo o equilíbrio, a paz, e  a justiça social.

 O mundo está mergulhado na escuridão dos seus descaminhos, e vivendo na expectativa sombria do seu futuro. Estamos, carentes de profetas que tenham a fé e o destemor dos antigos, e voltem-se para Deus para anunciar que ainda há esperança, que o Deus de ontem, é mesmo de hoje, e precisa ser buscado com toda reverência e humilhação, para que o socorro da Sua intervenção aconteça.
Pense nisso!.. E, se disponha a ser um porta voz da esperança, para  anunciar ao mundo a proposta de Deus que disse:"Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra"(2 Crônicas 7. 14)

Que Deus te abençoes em nome de Jesus!!!!!!

Enéas Cândido de Lara  
Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger