quinta-feira, 5 de março de 2015

O VERDADEIRO AMOR CRISTÃO É SINÔNIMO DE ATITUDES E DE SOCORRO!


 O amor do bom Samaritano
O Senhor Jesus ensina-nos a ver, a sentir e agir em direção das necessidades do nosso próximo. O ministério de Jesus se desenvolve dentro desse diapasão. Veja os textos: Mt 9. 36; 14. 14; 15. 32; Mc 1. 40- 41; 8. 2-3)

Seja indivíduo particular ou seja uma multidão, Jesus sempre a tratava da mesma forma. O verdadeiro amor sempre está observando com atenção e, nesse caso, os olhos de Jesus jamais estiveram fechados. Não apenas via com olhos a superfície, mas olhava para dentro das reais necessidades das pessoas. Não era apenas uma questão de paternalismo, mas de atender pessoas reais, em circunstancias reais e com necessidades reais. 
Cristo nos ensina que amor não é sentimento, mas serviço. Amar é servir ao próximo, mesmo que tal serviço nos leve ao sacrifício. O apóstolo João nos diz:"devemos dar a vida pelos irmãos"(I João 3. 16) Não quer aqui dizer, que devemos fazer atos espetaculares para as pessoas verem, mas simplesmente, atos de serviço, mesmo que sejam anônimos, mesmo que passem despercebidos porque, diante de Deus com certeza, serão atos heroicos.
 João diz que  quem não ama assim, não pode ter o amor de Deus. João não aprendeu essa maneira de amar nos discursos de filosofia, mas na prática de seu Mestre, Jesus Cristo. É hora de assumirmos compromisso. É nosso dever praticar a verdade. Deus coloca desafios diante de nós. Não podemos seguir a Cristo de longe como fez o apóstolo Pedro certa ocasião. Essa atitude com certeza nos levará  á queda. 

Para alguns, o cristianismo ensinado por Jesus inspira amor, mas não justiça; oferece alívio aos sofrimentos, mas não desafios. Quantos não querem servir a Cristo gritando o evangelho à distância para pessoas distantes, mas não querem se envolver com suas reais necessidades. Essa atitude pode até parecer espiritual, mas não é genuinamente Cristã. Precisamos impactar o mundo e, isso não pode ser feito apenas com belos e inflamados sermões nos púlpitos das igrejas. Precisamos de prática, de "mangas arregaçadas" precisamos conhecer a intimidade de Jesus e, por meio desse conhecimento, pavimentar os caminhos que nos levem a ficar cara a cara com as pessoas e suas reais necessidades.  A pergunta que temos que nos fazer é: Estou realmente cumprindo o mandamento de Jesus?. "Amarás o teu próximo como a ti mesmo"?(Mateus 22. 39)
 Seguir a Cristo, envolve renuncia de nós mesmos, despojamento, entrega, atitude, ação, e isso também em relação ao nosso próximo, porque está escrito: "Se alguém disser: Amo a Deus, e odiar a seu irmão, é mentiroso; pois aquele que não ama a seu irmão, a quem vê, não pode amar a Deus, a quem não vê"(I João 4. 20)
A ilustrativa imagem do bom Samaritano adicionada ao texto, é um exemplo vivo a ser seguido por todos nós, em estender a mão para socorrer o aflito e necessitado, porque amor verdadeiro é demonstrado em atitudes, e não simplesmente em palavras vazias.

Que Deus nos ajude a viver uma vida, na prática do verdadeiro amor Cristão!

Enéas Cândido de Lara

1 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger