segunda-feira, 11 de maio de 2015

ESTE RECEBE PECADORES E COME COM ELES !

             
O senhor Jesus foi censurado e perseguido muitas vezes por escribas e fariseus, por Ele agir de forma contraditória a frieza e a rigidez da lei mosaica. Veja o texto (Lucas 19. 1. 10) aqui nos diz que Jesus ia passando pela cidade de Jericó, e um homem chamado Zaqueu, ele era de pequena estatura, então, subiu em uma arvore para poder ver Jesus. Este homem era odiado pelos judeus, por ser um publicano, (cobrador de impostos). Os judeus viviam subjugados por Roma e Zaqueu trabalhava cobrando impostos dos Judeus para Roma. 

Desde daquele tempo, já existia no mundo corrupção, injustiça, roubalheira as pessoas tinham que pagar muito mais do que era justo. E o Zaqueu era considerado um ladrão por agir assim. Por isso, houve estranheza dos escribas e fariseus, quando Jesus chega embaixo daquela arvore, olha para cima e diz:”Zaqueu desce depressa, pois me convém ficar hoje em tua casa”.  Como que no meio de tanta gente que o cercava, Jesus resolve escolher logo a casa desse  odioso pecador Zaqueu? Era isso que os judeus pensavam. Mas, com este publicano Zaqueu  foi diferente, quando ele ouviu falar de Jesus, ele não mediu esforços, ainda que fosse preciso a humilhante atitude de como um menino levado, subir numa arvore para poder ver Jesus, ele o fez. E por isso, quando Jesus passa por ali olhando pra cima disse: "Zaqueu desce depressa, pois me convém ficar em tua casa hoje”.

 Há..... como é difícil, e até incompreensível para o homem sem conhecimento da graça de Deus, ter que contrastar, a sua razão, a sua lógica, a sua religiosidade aparente, especialmente aqui no caso do bairrismo judaizante daquele tempo.
(Isaías 55. 8) Disse Deus: Os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, são os meus caminhos”. É completamente impossível querer entender o agir de Deus, usando a nossa lógica humana.
(Lucas 15. 2) nos diz que; escribas e fariseus censuraram Jesus dizendo; "Este recebe pecadores e come com eles". Então, diante desta censura Jesus passa a contar três parábolas, como que explicando a razão do seu comportamento até então estranho a vista dos Judeus. Ele conta:  "A parábola da ovelha perdida". 
Essa parábola da ovelha perdida contada por Jesus é, que eu  gostaria de dividir com vocês agora, tentando explicar sobre a "Ótica de Deus para com o homem perdido que é seu filho, ovelha perdida do seu pastoreio a qual Ele veio buscar e salvar" . Primeiro se faz necessário esclarecer, (Um mistério!....) algo que para muitos crentes é nebuloso, obscuro o fato de que no mundo existem dois tipos distintos de homens.
01) Os homens que são filhos de Deus, separados, eleitos, por Deus antes da fundação do mundo. (Efésios 1. 4).
02) E aqueles que são somente seres humanos, que não foram criados e escolhidos  para salvação, mas que são procedente da malignidade do ímpio Caim----Parece-nos a primeira vista, uma dura e terrível revelação. Em (Rom.9. 22). Diz Paulo: “Que diremos, pois, se Deus, querendo mostrar a sua ira e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita longanimidade os Vasos de ira, (preparados para a perdição”) E continuou dizendo; "Afim de que também desse a conhecer as riquezas da sua gloria em vasos de misericórdia que para gloria (Preparou de antemão). Entenderam essa revelação?
(João 3. 12) diz: “Não segundo Caim ,que era do maligno e por isso assassinou seu irmão”.(O texto não diz que por causa de matar Abel, é que Caim tornou-se do maligno. (Não!...ele já era do maligno desde o seu nascimento.  O pecado de Adão deu origem á duas descendências: (Os filhos de Deus, e os filhos do diabo).  Partindo dessa premissa, entendendo esta revelação, nós começamos a compreender a postura de Jesus e, o seu ensinamento com mais clareza. O porque do seu relacionamento com homens pecadores?, o porque ter que ir buscar? o porque ir atrás de homens considerados pelos Judeus como pecadores, imundos, indesejáveis, como por exemplo este publicano Zaqueu? Coisas  estas, que os religiosos daquele tempo não podiam entender a postura Jesus. Então, Jesus explicando o seu divino e gracioso ministério terreno, passou a contar a primeira parábola.
 “A gloriosa parábola da ovelha perdida”.Preste atenção para o descrever de Jesus: (Lucas 15. 3)Disse; "Qual é o homem, que possuindo 100 ovelhas e  perdendo uma delas, não deixa no deserto as 99 e vai em busca da se perdeu, e procura, procura até encontrar, e achando-a põe sobre os seus ombros, e com jubilo e alegria trás de volta para o aprisco. E Jesus termina a sua parábola  dizendo; "Que neste dia haverá jubilo, que haverá festa, alegria no céu por mais um pecador que se arrepende".
(Lucas 19. 10) disse Jesus: “Porque o filho do homem veio buscar e salvar o perdido”. Jesus não disse que ele veio salvar o mundo todo, mas sim, as ovelhas perdidas do seu aprisco, aquelas que aqui estando neste mundo, contudo; vivendo longe, desgarrada, perdida, machucada, ferida, sangrando pelos desfiladeiros deste mundo, e talvez até, sem forças pra voltar ao aprisco precisando ser buscada, socorrida, carregada.-----A esta Jesus disse:(Lucas 15. 5) que ele vai procurar até encontrar, e quando achar, Ele vai colocar sobre os seus ombros e gostosamente vai trazer de volta para o aprisco. (João 18. 9) disse Jesus; para se cumprir a palavra que dissera: “Não perdi nenhum dos que o Pai me deu”.
(João 6. 37) disse Jesus: “Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum lançarei fora”.(que maravilhosa segurança é essa promessa que nos faz confiantes, seguros, vitoriosos porque suas promessas jamais falharão).
Pense nisso!
E que Deus te abençoes em nome de Jesus!

Enéas Cândido de Lara









0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger