sexta-feira, 21 de agosto de 2015

O QUE É PECADO ?


Se saíssemos pelas ruas perguntando as pessoas o que elas entendem pela definição do termo pecado; certamente teríamos respostas as mais variadas e até algumas, estranhas. Analisando  por um denominador comum, muitos entrevistados diriam se tratar de crimes contra indivíduos nos seus direitos civis, políticos, sociais, trabalhistas etc. Por outro lado, já ouvi pessoas se vangloriarem de sua ilibada conduta que as governa, as quais se julga possuidor de um irretocável proceder, portanto, sentindo-se justo e impecável. Mas, esse termo embora nós dele apropriemos para julgarmos comportamentos sociais reprováveis, ele tem uma só designação verdadeira: Que é espiritual, ou seja; a transgressão das leis de Deus”( I João 3. 4)Todo o que pratica o pecado também transgride a lei, porque o pecado é a  transgressão da lei”. Portanto, é muito mais sério a implicação deste ato, porque ele tem imutáveis conseqüências eternas. Conversando certa vez com uma pessoa sobre pecado, ele me disse: não tenho pecado nenhum. Nunca matei, nunca roubei, nunca prejudiquei a vida de ninguém, ajudo aos necessitados, sempre faço minhas orações, e portanto, me julgo um homem correto em meu viver. Seria este posicionamento verdadeiro? Veja o que diz a palavra de Deus:”Se dissermos que não temos pecado nenhum, a nós mesmos nos enganamos, e a verdade não está em nós”(João 1. 8).
Quando a Bíblia fala sobre pecado, sempre se trata de uma grave ofensa contra Deus. É bem verdade que nós temos praticado até, involuntariamente muitos de tais atos, uns contra os outros, mas em ultima instância são primeiramente cometidos contra Deus. Como seres humanos, somos responsáveis diante de Deus. E, Ele espera que nós vivamos em obediência a Sua vontade, segundo as Suas leis. E sendo assim, se nossas atitudes não corresponderem a Sua vontade divina, estamos pecando. Portanto, qualquer que seja a desobediência contra a lei de Deus é pecado. Dessa forma, pecado é iniqüidade. E, A palavra de Deus nos diz; que iniqüidade é justamente não fazer a vontade de Deus. Essa é a conseqüência primária de todos os pecados. Daí, a séria afirmação Bíblica segundo (Romanos 3. 23) Porque, todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”.

 Mas, o amor divino, imensurável de Deus para com a Sua criatura, o fez tomar uma até, estranha e incompreensível atitude, doando o que tinha de mais precioso, de mais caro; a vida do Seu unigênito Filho Jesus, para vir a este mundo e morrer numa maldita cruz, para que o Seu derramado sangue nos purificasse de todas as nossas injustiças e pecados. (I João 1. 7) {...} o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo o pecado”. Entretanto, é preciso aceitarmos pela fé a Sua oferta de amor, se envolvendo, compromissando com Ele numa vida vivida segundo aos ditames de suas leis. Veja a séria advertência que fez Jesus:”Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus. A missão exclusiva de Jesus foi, vir ao mundo para salvar o perdido pecador, e Ele disse: Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3. 16) Eis ai, o grande amor de Deus manifestado para com a tua vida, meu querido leitor desta mensagem.
Pense nisso! e que Deus te abençoe, em nome de Jesus!


Enéas Cândido de Lara

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger