sexta-feira, 30 de outubro de 2015

A PROGRESSIVA DESTRUIÇÃO DOS FUNDAMENTOS !

A destruição de Sodoma e Gomorra por seus pecados cometidos.
(Gênesis 18-16)


Texto Básico; (Salmo 11. 1){...} "No SENHOR me refugio"

Quando  Davi perseguido pelo rei Saul (1Sm 18. 6-9) Ele ficou temeroso, pois mesmo não sendo  culpado de nada, tinha que fugir para ter sua vida poupada. Davi ficava confuso, pois, como que fugindo poderia se tornar rei de Israel. A benção de Deus para sua vida já não parecia tão evidente assim. Muitas vezes, nós passamos por momentos nebulosos em que fica difícil enxergar direito as promessas de Deus para nossas vidas. Hoje, quando olhamos para nossa sociedade, e vemos a galopante corrupção, violência, crimes hediondos, infidelidades, lares destruídos, crianças abandonadas dormindo nas ruas, as drogas que destroem nossos jovens e crianças, e (é bom que eu pare por aqui), com tudo isso temos por vez a tendência de desanimar, de pensar que essa situação é irreversível, e acabamos cedendo as palavras pessimistas do (Salmo 11. 3) Destruídos os fundamentos o que poderá fazer o justo”?.

É lamentável constatar que os fundamentos éticos, morais, religiosos, estejam tão rapidamente desaparecendo de nossa sociedade, e se refletirmos sobre essa séria situação podemos ter até conflitos espirituais. Nossa era já não mais se preocupa com a busca da verdade; o pluralismo de idéias tem relativo conceito de verdade. Porque, perdeu-se o conceito de certo ou errado. Senão veja: Perdeu-se o valor do ser humano como  criatura feito à imagem de Deus. Hoje, lamenta-se mais a morte de uma baleia, ou de um animal de estimação, do que a morte de um ser humano. Nossa sociedade está preocupada unicamente com nosso bem estar e com o prazer. Se estamos felizes, é só isso que interessa.
A TV, o Cinema,Teatro  com suas programações, tem contribuído e muito para a queda dos padrões morais, além de fazer confundir o real com o fictício. Até as igrejas por um lado tem-se preocupado com a espiritualidade, contudo, por outro tem deixado a verdade. Não é mais essencial que o culto  seja de acordo com a verdade da palavra de Deus. O que importa em muitas igrejas, é que o culto seja feito de maneira que cative as pessoas que pensam diferente, que sintam bem ao ouvirem só palavras de vitória, e promessas de bênçãos, de conquistas, de prosperidade aceitando um evangelho sem vida de santidade, de renuncia, de um nascer de novo. E com promessas mirabolantes, arrebanham multidões. Isso tem sido o principal objetivo.
Este é o triste retrato de nossa sociedade que tem maculado, e destruído os fundamentos. Olhando em nossa volta somos tentados a pensar que a nossa luz não terá mais efeito, e  que seria melhor desistirmos. E assim, como os conselheiros de Davi disseram: Ora destruídos os fundamentos, que poderá fazer o justo?.(Salmo 11. 3). Não podemos agir covardemente diante da decadência de nossa sociedade, precisamos imitar a reação de Davi que respondeu ao apelo feito. O (ver 4) reflete a confiança de Davi num Deus soberano, que tem as rédeas nas mãos: “O Senhor está no seu santo templo; nos céus tem o Senhor seu trono; os seus olhos estão atentos, as suas pálpebras sondam os filhos dos homens”. Quando temos a sensação de que Deus nos abandonou, devemos desviar os nossos olhos das circunstâncias que nos afligem e elevar nossos olhos para os céus a fim de enxergar o seu trono, que é símbolo do seu soberano domínio. Então poder confessar, que Deus está no controle e vigia atentamente a vida de todos nós.

Os (Ver 5-6) mostram que Deus não releva a impiedade dos homens, mas faz distinção clara entre o justo e o ímpio. Para os ímpios Ele derrama juízo como fez com as cidades de Sodoma e Gomorra. Isso significa que, quando achamos que Deus não olha para nossas aflições, a verdade é que o seu favor e graça está nos contemplando. Quando vemos a falta de temor a Deus em vários segmentos da sociedade, temos até vontade de fugir de nossa responsabilidade de sermos Sal e luz deste perverso mundo. Contudo, quando os fundamentos parecem destruídos, podemos voltar os nossos olhos para os céus e professarmos a fé num Deus que tem toda a história nas suas mãos, porque de antemão a escreveu e determinou. Então, a frase com a qual Davi começou o (Salmo 11) ganhará um sentido todo especial de revigoramento em nosso coração: No Senhor me refugio”.

Precisamos crer no agir do nosso Deus, e partilhar das palavras do (Salmo 37. 5)”Entrega o teu caminho ao Senhor confia nele e o mais ele fará. Que Deus Abençoe a tua vida  em nome de Jesus!!!

Enéas Cândido de Lara



0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger