quarta-feira, 13 de abril de 2016

NISTO É GLORIFICADO MEU PAI, EM QUE DEIS MUITO FRUTO!

A figueira sem frutos !

(Mateus 21. 18- 22)
 Foi amaldiçoada, e morreu!

O texto nos diz que Jesus vinha voltando para a cidade, ou seja; de Betânia para Jerusalém. Ele estava cansado, com fome, e  avista a beira da estrada uma figueira. Então, vai até ela, remexe as suas folhas, mas não encontra nenhum fruto. “Então, olhando para a figueira disse:Nunca mais nasça fruto de ti, e a figueira secou imediatamente. (Marcos 11 -13) Aqui nos diz, por que razão Jesus não encontrou fruto naquela figueira; “porque não era tempo da figueira produzir frutos”.
Quando Jesus foi até aquela figueira, Jesus sabia muito bem que lá não tinha fruto nenhum. Mas, então, porque Ele foi até aquela figueira?  Foi Para nos dar uma imprescindível lição, e acima de tudo, uma séria advertência  ensinando-nos que o "tempo de Deus, não é o nosso tempo".
Essa figueira tinha um grande à libe, não era seu tempo de produzir frutos. Mas preste atenção para uma coisa muito importante aqui da lição de Jesus. É que quando Jesus procura fruto numa fonte produtora de frutos, Ele quer encontrar frutos. Meu irmão! você pode entender aqui o recado de Jesus? O que Jesus esta dizendo é que; (eu e você), somos fontes produtoras de frutos e, que Ele um dia vai procurar frutos em nós. Jesus disse : "aquele que estando em mim não der fruto  “Ele o corta”. (João 15 -5)  disse Jesus: Eu sou a videira, vós os ramos, quem permanecer em mim, e eu nele esse da muito fruto”.
Eu fico a pensar como será o nosso encontro com Jesus, quando Ele nos chamar. É uma realidade que nós não vamos escapar de jeito nenhum, a nossa hora vai chegar um dia, e Ele vai nos perguntar. “O que você fez com a vida que Eu te dei? Onde estão os frutos?. Quantas vezes Jesus falou, insistiu, bateu na mesma tecla, através de ensinamentos, parábolas, para que nós estejamos preparados para que essa hora não nos pegue de surpresa.  (Lucas 12 -40) disse Jesus: "Eis que venho como ladrão á noite, quando ninguém estiver esperando". Ainda em (Mateus 24 -42) diz: "Vigiai, porque não sabeis o dia e nem a hora que o senhor vai voltar".
Meu irmão(a),como você está? Está preparado(a)?. Há um ditado popular que diz; ( Para morrer basta estar vivo) De repente você constata que seu tempo acabou, e que agora não tem mais chance nenhuma de fazer nada, como estará sua aljava? Será que esta repleta de frutos preciosos para o senhor? Ou será que você ainda não conseguiu nenhum?Seja um ramo que honre, dignifique a gloriosa e Santa Videira em que estais ligados!
Certo dia eu conversava com uma jovem, que se encontrava afastada da igreja, então a convidei a voltar.  Então, ela olhando para meus cabelos grisalhos disse; Sabe é o senhor que tem que tomar cuidado! Eu.... sou muito jovem ainda, tenho uma vida toda pela frente, qualquer hora, um dia talvez, a gente resolva voltar. Foi então, que lembrei do fato que mais me chama atenção, quando adentro á um cemitério, e andando a olhar para aqueles túmulos, noto existir ali pessoas de todas as idades, desde um bebe, Adolescentes, jovens, idosos. E, quando olhamos para as inscrições expostas no epitáfio de cada túmulo, com o dia do nascimento, e o dia da morte daquele que um dia passou por este mundo. A  pergunta que não se cala é: O que teria ele feito?  Quais foram as suas obras?  O que ele teria levado para a eternidade? ( Apocalipse 14 -13) Diz;” que as nossas obras nos acompanham na eternidade”. Que responsabilidade, e ao mesmo tempo que galardão glorioso é poder levar por exemplo, o nosso trabalhar na seara do Senhor.  Isso  é  produzir frutos. Que grande alegria, que prazer em ser servo de Cristo Jesus, trabalhar em prol da causa do seu reino, sabendo da gloriosa recompensa que nos aguarda, quando nós formos chamados por Ele, pra nós prestarmos conta da nossa mordomia.

Meu irmão, não permita que este encontro se torne num encontro vexatório, constrangedor, de dever não cumprido, de amor não correspondido, quando olharmos para Jesus, e ver em suas mãos, os sinais dos cravos, e constatar o que ele realmente fez por nós, morrendo numa cruz  maldita por nos amar, com um amor eterno, divino, gracioso que nós não merecíamos.
Quando Jesus disse que Ele é a videira, e que nós somos os ramos, Jesus estava dizendo que frutos são "imprescindíveis nas nossas vidas com Ele, porque frutos é a manifestação de reciprocidade do amor que temos para com Ele. (João -15-8) disse Jesus. "NISTO É GLORIFICADO MEU PAI". Nisto o que?  Nos frutos que nós produzirmos, Deus fica feliz, no bom sentido da palavra, fica orgulhoso, glorificado, quando um servo Seu, é um ramo que em profusão, produz preciosos frutos na sua seara. ( João 7 -38 )Jesus disse; Quem crer em mim do seu interior fluirão rios de águas vivas”. Ele não disse que seria; Um conta gotas, uma torneira, um filete de águas, mas Ele disse: "RIOS DE ÁGUAS VIVAS"!
(João 15 -8) continuou Jesus a dizer:”Em que deis muito fruto”. O que Jesus espera e exige de cada um de nós, é que produzamos muitos frutos, e  disse mais; E ASSIM,  isto é; desse jeito, dessa forma é que  TORNAREIS meus discípulos.  Lembram o que disse Jesus para figueira infrutífera da beira da estrada?  "Nunca mais nasça fruto de ti, e a figueira secou imediatamente" 
 Deus para nos salvar, foi ao extremo do Seu amor, dando-se na pessoa de Seu Filho, em sacrifício morrendo numa Cruz maldita. Que diante de um Deus tão grandioso, extremamente fiel a cada um de nós, Seus filhos, que não venhamos entristecê-LO, ofendê-LO com nossa ingratidão, inércia, comodismo, improdutividade  mas, que  saiamos ao mundo anunciando o Seu imensurável amor. Pense nisso!
Que Deus te abençoe, em Nome de Jesus!

Enéas Cândido de Lara


0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger