segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Rosânia M. dos Santos Com muito Louvor.



(Salmo 150. 6) Todo o ser que respira louve ao SENHOR. Aleluia!

A doxologia final do Livro dos Salmos, nos conclama a estarmos com grande alegria e gratidão, louvando o Nome Santo de nosso Deus, por Seus grandes e maravilhosos feitos. E, eu destacaria entre tantos; o amor tão antigo e tão presente em nossas vidas, nos concedendo o privilégio de aqui estarmos,  como forasteiros e peregrinos em terra estranha, a caminho da glória, sendo neste mundo testemunhas, luz a resplender nas trevas de pecados, a beleza do seu gracioso amor divino, misericordioso para todo o que por fé Nele crer. Este imensurável amor que se dispôs a pagar o maior de todos os preços; o sacrifício de Cristo Jesus numa maldita cruz; para que o Seu derramado sangue nos purifique de todo o pecado. Se você entendeu a dimensão imensurável desse amor, então com grande gratidão cante... mas, cante... com todas as veras de sua alma, e faça com qualquer tipo de instrumento, assim como nos convida  a fazer o Salmista.   Porque, Deus não olha para o requinte do seu instrumento musical, mas sim, para a verdade e sinceridade do seu coração adorador. Porque, essa é uma dívida nossa, e  que Deus faz questão de receber(Salmos 96. 8).

Que Deus te abençoe, em Nome de Jesus!

Enéas Cândido de Lara

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger