sexta-feira, 21 de julho de 2017

ENQUANTO AINDA É TEMPO !


Quando olhamos para o Senhor Jesus no Seu trabalhar à serviço do Seu Pai celestial, tiramos preciosas lições para nossas vidas espirituais. E, levantando-se de manhã, muito cedo, fazendo ainda escuro, saiu, e foi para um lugar deserto, e ali orava” (Marcos 1. 35). E assim, que terminava a Sua comunhão com o Pai, então, Ele saia para fazer suas obras sociais, curar enfermos, libertar oprimidos do maligno, mas acima de tudo; pregar o reino de Deus, sua missão principal. Não importava o lugar onde estivesse, de Sua boca saia palavras de graça, ensinamento, fé, esperança e salvação. (Lucas 4. 22). Precisamos aprender com o nosso Mestre, que cada um de nós temos uma missão a cumprir, missão essa de cunho eterno gloriosa conferida por Ele mesmo, quando disse: “IDE por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” (Marcos 16. 15). A nossa conferida fé, que por graça recebemos, não se baseia em sentimentalismos emocionais, fantasiosos mas, em atos que movidos pelo amor que recebemos, nos constrange a disseminar ao mundo. Não fique preocupado meu irmão(a), quanto as suas lutas, o seu trabalhar parecer obras pequenas, insignificantes mas, se o fizer de todo o seu coração para a gloria do Senhor, Ele irá receber desde que provindo de uma ato de fé. Veja, que também todo o intenso trabalhar do divino Mestre, aparentemente não obteve grande sucesso em Seu ministério público. Pensando nisso, nos dá um grande encorajamento a prosseguir nossa missão, quando olhando para nós, não vemos expressivos e satisfatórios resultados.

Quando Maria de Betânia tomando uma simples atitude, em quebrar aquele vaso de alabastro, e ungir os pés de Jesus, foi por Ele recebido como um grande feito, tanto que disse: Ela fez o que pode, e (Marcos 14.9) disse Jesus: “Em verdade vos digo: onde for pregado em todo o mundo o evangelho, será também contado o que ela fez, para memória sua”. A escuridão da noite breve chegará! os  nossos dias passam voando. O que acontecerá quando comparecermos diante do trono do julgamento do supremo Juiz ?.(2 Corintios 5. 10) Será que esse momento não  será vexatório, de dever não cumprido, de amor não correspondido, quando desnudo estará os nossos desperdiçados dias, de talentos enterrados, de trabalhos não esmerado, de tempo perdido que jamais poderá ser recuperado?
Contudo, hoje podemos redimir o pouquíssimo tempo que ainda nos resta, enquanto é dia, ouvindo o sábio conselho do grande profeta de Deus, Moisés. (Salmo 90. 12) que disse: “Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios”.

Pense nisso!........ E, que Deus grandemente te abençoe em Nome de Jesus !
Enéas Cândido de Lara.

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © 2011 Eneas Cândido de Lara. Template customizado por Meri Pellens. Tecnologia do Blogger